Cresce assédio de bolsonaristas para levar DEM a apoiar Arthur Lira

Em entrevista, Sóstenes Cavalcante revela assédio do ministro Luiz Eduardo Ramos para tirar partido de Rodrigo Maia do bloco favorável a Baleia Rossi

General Luiz Eduardo Ramos, Ministro de Estado Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República. Foto: Marcos Corrêa/PR

Jornal GGN – O Palácio do Planalto aumentou sua atuação pra conseguir eleger seus aliados nas eleições parlamentares: um exemplo disso é a interferência do ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, que busca migrar o apoio do DEM para o bloco de Arthur Lira (PP-AL).

Em entrevista ao jornal O Globo, o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) afirmou que recebeu uma ligação do ministro para que concedesse sua assinatura aos dissidentes da legenda. Atualmente, o partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM – RJ), apoia o candidato Baleia Rossi, do MDB de São Paulo.

Segundo Sóstenes, a ligação de Ramos foi para pedir apoio a Lira e tentou convencê-lo de reavaliar sua posição – hoje, o parlamentar declara voto ao candidato “conservador e de direita” Capitão Augusto (PL-SP).

O deputado afirmou que Bolsonaro marcou uma reunião para as 16h30 desta sexta-feira (29/01) com os parlamentares, um encontro que não está na agenda oficial do presidente. Os deputados do DEM que apoiam Lira se encontraram nesta quinta-feira, em reunião que teve a presença de Onyx Lorenzoni e Tereza Cristina, ministros da Cidadania e Agricultura de Bolsonaro, e que são filiados ao DEM. O grupo de parlamentares tenta coletar 16 assinaturas para aderir ao bloco, sendo que faltam duas assinaturas para obter a maioria da bancada.

 

 

Leia Também
Bolsonaro admite recriar ministérios após eleição parlamentar
Governo ignora incertezas da crise e insiste em venda de cinco subsidiárias da Caixa
“Se corrupção mata, desigualdade, violência, descaso e negacionismo também podem matar”
Com leite condensado na mesa, Bolsonaro ironiza gasto do Planalto
Decisivos para Bolsonaro, novos presidentes do Congresso são eleitos dia 1º

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador