Documento oficial prova que Dallagnol seguiu orientação de Moro

Site cruza conversas vazadas pelo Intercept com documentos da Lava Jato que mostram que Dallagnol e demais procuradores agiram segundo as diretrizes dadas por Moro

Foto: Divulgação/ALEP

Jornal GGN – Documentos levantados pelo BuzzFeed Brasil mostram que o coordenador da força-tarefa da Lava Jato, Deltan Dallagnol, seguiu as orientações passadas pelo ex-juiz Sergio Moro em mensagens no Telegram.

No último domingo (9), o Intercept Brasil mostrou que Dallagnol recorreu ao chat privado com Moro no aplicativo de conversação para discutir a soltura de Alexandrino Alencar, um dos executivos da Odebrecht considerados peça-chave para as investigações contra Lula.

Moro sugeriu que só poderia atropelar decisão do Supremo Tribunal Federal, que concedeu o habeas corpus, mediante a apresentação de novos “fatos graves”.

No mesmo dia, Dallagnol reportou aos colegas, em um grupo só de procuradores, que havia conversado com o “russo”. A orientação foi “seguida à risca”, frisou o BuzzFeed.

O Ministério Público apresentou, no mesmo dia, uma denúncia contra vários executivos da Odebrecht, incluindo pedido de prisão.

Moro apreciou o documento no dia seguinte, frisando que Alexandrino foi mantido de fora da denúncia e das medidas cautelares graças à decisão do STF.

A movimentação consta no processo.

Em novembro de 2017, outra discussão veio à tona. Moro enviou uma mensagem “em tom de reclamação” a Dallagnol, porque os procuradores recorreram da condenação de 3 delatores.

Moro escreveu que não dava para entender aquela postura, que não teria “efeito prático” ou, pior, teria como resultado “jogar para as calendas” a execução da pena já imposta antes.

Dallagnol até tentou defender o MPF, mas Moro insistiu que aquele recurso era um erro.

Oficialmente, o então juiz negou o pedido da Procuradoria com argumentos muito parecidos com a mensagem que enviou a Dallagnol.

Leia no BuzzFeed.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora