Esquema S: A denúncia de 510 páginas da Lava Jato do Rio contra advogados

Lava Jato acusa advogados de Lula e outros advogados de terem participado de uma organização criminosa que supostamente se beneficiou de recursos do Sistema S

Jornal GGN – Numa jogada curiosa, a Lava Jato do Rio de Janeiro casou o início do trâmite da ação penal contra Cristiano Zanin e Roberto Teixeira, advogados de Lula, entre mais de 20 investigados, com a midiática operação de busca e apreensão deflagrada pela Polícia Federal nesta quarta (9).

A denúncia da Lava Jato tem mais de 500 páginas. A força-tarefa afirma que Zanin, Teixeira e Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomercio, “capitanearam” uma organização criminosa que pode ter desviado, entre 2012 e 2018, 155 milhões de reais do Sistema S a título de honorários advocatícios para vários escritórios de advocacia.

A denúncia, que envolve tráfico de influência no STJ mas não implica nenhum ministro diretamente, é feita com base em delação premiada. Para o site Migalhas, isso ocorreu para que o caso avance na jurisdição de Marcelo Bretas.

A íntegra:

cristiano zanin

Leia mais:

Lava Jato faz operação “estranhíssima” e “pirotécnica” contra advogados de Lula

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  New York Times mostra como Bannon montou a história do vírus chinês

2 comentários

  1. Gostei do título de duplo sentido semquererquerendo.
    Esquema S(tira :)A (põe ,) denúncia de 510 páginas…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome