Ex-ditador do Egito, Hosni Mubarak morre aos 91 anos

Mubarak governou país por 30 anos, até ser deposto durante os protestos da Primavera Árabe em 2011

Hosni Mubarak, ex-ditador do Egito, governou país por 30 anos até ser deposto durante Primavera Árabe. Foto: Reprodução/Wikipedia

Jornal GGN – O ex-presidente e ditador do Egito Hosni Mubarak morreu aos 91 nesta terça-feira, segundo informações da televisão estatal do país. Ele passou por tratamento em uma unidade de terapia intensiva após uma cirurgia. Não foram divulgados outros detalhes.

Mubarak governou o Egito por 30 anos até ser deposto em fevereiro de 2011, por conta dos protestos da Primavera Árabe. Ele chegou a ir para a prisão em abril, e seguiu preso até 2017, quando foi absolvido de grande parte das acusações de ordenar matar manifestantes.

Contudo, o ditador recebeu uma nova condenação em 2015 junto com seus filhos, devido ao desvio de fundos públicos e uso de dinheiro para aumentar as propriedades da família. Eles foram condenados a três anos de prisão.

O afastamento de Mubarak levou à primeira eleição democrática do Egito, que elegeu o presidente Mohamed Mursi – que ficou apenas um ano no poder, tendo deixado o cargo após golpe militar e preso em 2013. Quem assumiu foi o então-ministro da Defesa, o general Abdel Fattah al-Sisi, que continua como presidente até hoje. As informações são do jornal O Globo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Empresa britânica desenvolve teste rápido de coronavírus e Brasil receberá protótipo

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome