Frente Evangélica espera reformas de Bolsonaro para avançar na “pauta de costumes”, diz novo líder

Grupo de evangélicos se prepara para avançar com Escola Sem Partido, Estatuto do Nascituro, PEC da Vida e projeto que acaba com o casamento homoafetivo

Jornal GGN – A Frente Parlamentar Evangélica elegeu como novo líder o deputado Silas Câmara (PRB), que já informou à reportagem de O Globo que aguarda o governo Bolsonaro aprovar as reformas previstas na agenda econômica para fazer tramitar na Câmara a chamada “pauta de costumes”. “(…) a gente não pode fazer nada que desvie o foco da necessidade de reestruturar a nação”, disse.

Segundo Silas, a luta por projetos como Escola Sem Partido, Estatuto do Nascituro (que prevê bolsa estupro), PEC da Vida (que inscreve na Constituição que a vida começa desde a concepção, o que pode atingir as formas de aborto legal no Brasil, além de toda uma cadeia ligada aos direitos reprodutivos das mulheres) e o estabelecimento de que família é a união entre “homem e mulher” deve “recomeçar” quando a Previdência estiver garantida.

“Todos nós, evangélicos, também temos que ter essa visão cidadão de que o debate agora é recuperar as estruturas básicas da nação para ela prosperar, e tudo que nesse momento provoque qualquer instabilidade, cause desarranjo nesse esforço concentrado de recuperar o Brasil, deve ter um pouquinho de paciência.”

Sobre a interlocução com o atual governo, Silas disse que não tem ocorrido justamente porque o Planalto está focado nas reformas econômicas. “A única coisa que temos é a certeza de que esse governo foi eleito a partir de uma pauta de costumes, que nos interessa muito, e por conta disso, a maioria dos evangélicos votou nele. Mas existe uma diferença do candidato para o presidente em algumas matérias. Espero que, nesse quesito de costumes, não sejamos surpreendidos.”

Leia também:  Caso Marielle: atuação de investigadores coloca em dúvida veracidade de áudios periciados

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. Nassif: pintando uns dindinzinhos pra “Igreja” tudo se resolve. É uma bancada sensível ao “chamado”. Majam um bocado de câmbio paralelo. Mas, muito perigosa. Viu o que aconteceu com o Salvador, quando os expulsou do Templo? Nessa da previdência, dizem a taxa é de 15%. Com muita fé…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome