Governo Bolsonaro volta a cortar recursos do Bolsa Família

Em meio ao avanço da pandemia de coronavírus, mais de 158 mil bolsas foram cortadas – a maioria na região Nordeste, onde o presidente perdeu a eleição

Jornal GGN – Os beneficiários do Bolsa Família começaram a receber os depósitos do programa Bolsa Família referente ao mês de março, efetuado pelo Ministério da Cidadania. Entretanto, a promessa de aumentar a concessão por conta do avanço do coronavírus ficou apenas no discurso, pois 158.452 bolsas foram cortadas pelo governo federal.

E novamente, a região Nordeste – onde o presidente Jair Bolsonaro perdeu a eleição para presidente – foi a mais comprometida. Do total de recursos cortados, 96.861 (equivalente a 61,1% do total) foram retirados da região, que responde por metade dos benefícios do país.

Em janeiro, apenas 3% das famílias que ingressaram no programa eram da região. Na ocasião, a maioria dos recursos destinados foi para famílias do Sul e Sudeste. A medida gerou diversas críticas de governadores da região Nordeste.

Segundo informações do portal UOL, o ministério diz que a redução ocorreu devido ao ingresso de 185 mil famílias, mas 330 mil “se emanciparam”, uma vez que “superaram as condições necessárias para a manutenção do benefício”.

O número de beneficiários registrados é o menor apurado pelo governo Bolsonaro e o mais baixo desde maio de 2017, quando foi efetuado o maior corte da história do programa, com a retirada de 543 mil bolsas.

O programa Bolsa Família atende famílias que vivem em situação de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 89 mensais, e de pobreza, com renda entre R$ 89,01 e R$ 178 mensais. Se a renda per capita for maior do que isso, a família é retirada do programa. Segundo o ministério, o valor médio do benefício subiu de R$ 190,75 para R$ 191,86 em março.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Logo mais tem live do prof da USP, biólogo com doutorado em microbiologia Átila Iamarino que até agora tem acertado suas previsões e costuma trazer boas informações com ciência, matemática e estatística. Se quiserem tem outros vídeos ilustrativos no canal dele. O título para hoje é (O que o Brasil precisa fazer nos próximos dias)

    https://www.youtube.com/watch?v=zF2pXXJIAGM

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome