Lançamento: “Vozes do Silêncio contra a Violência de Estado”

Além de depoimentos e da divulgação de um manifesto, será exibido pela primeira vez o curta metragem “I Caminhada do Silêncio em São Paulo", registro produzido pelo cineasta Camilo Tavares

Da TV PUC

Lançamento do movimento “Vozes do Silêncio contra a Violência de Estado” acontece no próximo dia 24/06, em São Paulo.

O evento a ser realizado no TUCA, a partir de 19h, é uma iniciativa da Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos, do Instituo Vladimir Herzog, do Núcleo Memória e da PUC-SP. Conta com o apoio da PFDC/MPF, da Comissão de Direitos Humanos da OAB/SP, do Comitê Paulista de Memória é Verdade e dos DCE da PUC/SP e da USP.

A ideia é acolher e responder aos anseios das milhares de vozes que se ergueram ao final da 1ª Caminhada do Silêncio, realizada em 31 de março no Parque do Ibirapuera.

Trata-se de ação da maior importância para a luta por Memória, Verdade e Justiça.

Além de depoimentos e da divulgação de um manifesto, será exibido pela primeira vez o curta metragem “I Caminhada do Silêncio em São Paulo”, registro produzido pelo cineasta Camilo Tavares, que dirigiu também o premiado documentário “O Dia que Durou 21 anos“. Como encerramento do evento, o cantor Renato Braz realiza breve show com músicos convidados, como Eduardo Gudin e Vicente Barreto.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

14h00 às 18h30 – Entrega de entradas às pessoas previamente inscritas e de senhas para as demais pessoas, com prioridade para idosos e pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.
18h30 às 19h00 – Entrega das entradas restantes, de acordo com as senhas, até o limite de 670 lugares.
19h00 – Depoimentos e divulgação do manifesto “Vozes do Silêncio contra a Violência de Estado”
20h00 – Primeira exibição pública do curta metragem “I Caminhada do Silêncio em São Paulo“, dirigido por Camilo Tavares
20h30 – Show com Renato Braz e convidados/as: Bré Rosário, Breno Ruiz, Eduardo Gudin, Jean Garfunkel, Joana Garfunkel, Karine Telles, Léa Simões, Mário Gil, Paulo Grossman, Roberto Leão e Vicente Barreto.

PEDIDO DE DOAÇÕES
No saguão do teatro, haverá arrecadação de fundos para financiar a gravação de um CD (com encarte de fotos) junto aos artistas envolvidos no movimento e que participaram da I Caminhada do Silêncio realizada em São Paulo. Todo o controle e prestação de contas será feito pelo Núcleo Memória. O álbum será lançado e vendido como forma de financiar a II Caminhada do Silêncio, programada para ocorrer no dia 31 de março de 2020, em São Paulo.

Leia também:  Omissão no CNJ: 55 ações contra Moro, nenhuma conteve os abusos

ACESSIBILIDADE
Além da prioridade para a retirada de senhas e de entradas para pessoas com deficiência e idosos, o evento terá tradução simultânea por intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras) e de especialistas em audiodescrição.

“Para que não se esqueça, para que nunca mais se repita.”

O evento será realizado no Teatro da Universidade Católica de São Paulo (Tuca). Para participar, é necessário inscrever-se por meio de formulário eletrônico. As entradas deverão ser retiradas entre 14h e 18h30, período no qual serão distribuídas senhas para quem não se inscreveu previamente, com prioridade para idosos e pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Vale ressaltar que as vagas são limitadas a 670 lugares e que o evento contará com tradução simultânea por intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras) e de especialistas em audiodescrição.

SERVIÇO
Ato de lançamento do movimento “Vozes do Silêncio contra a Violência de Estado”
Data e horário: 24 de junho – 19h00
Local: TUCA – Rua Monte Alegre, 1024, Perdizes, São Paulo/SP
Entrada gratuita. Vagas limitadas a 670 lugares.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome