MEC ignora inscritos, e remarca Enem para janeiro e fevereiro de 2021

Consulta com estudantes pedia realização das provas em maio; exame nacional estava originalmente marcado para novembro

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O Ministério da Educação anunciou as datas do Enem 2020: as provas em papel vão ocorrer nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021, enquanto a avaliação digital está programada para os dias 31 de janeiro e 07 de fevereiro de 2021.

Os resultados serão divulgados em 29 de março de 2021. O governo de Jair Bolsonaro também agendou as datas de reaplicação das provas para os dias 24 e 25 de fevereiro de 2021. O Enem estava originalmente programado para ocorrer em novembro deste ano.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, o Senado Federal chegou a aprovar um texto que exige a mudança de data devido aos reflexos da pandemia de coronavírus.

Na ocasião, o ex-ministro Abraham Weintraub insistiu em se fazer uma consulta com os estudantes inscritos, e declarou que o resultado seria respeitado pelo governo. A maioria decidiu pela realização da prova em maio, porém o MEC ignorou essa posição – o resultado da pesquisa foi divulgado após a saída de Weintraub.

O argumento para que as provas não fossem realizadas em maio é que isso atrasaria o calendário das universidades e de programas como ProUni e Fies. Mas a data por si só também vai afetar os mais pobres e quem não conta com estrutura para manter sua rotina de estudos em casa.

 

Leia Também

Maioria dos estudantes quer Enem em maio de 2021

Pressionado, Weintraub fala em adiar ENEM em 30 ou 60 dias

Pressão estudantil leva Inep a adiar Enem 2020

Leia também:  Ao vivo: Guilherme Boulos é o convidado da live das 15h, nesta quarta (5/8)

MEC deve adiar Enem e Weintraub propõe consulta pública

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome