Momento ideal para discutir o SISTEMA

A mensagem a seguir é carregada de subjetividades.

Eu sei que parece estranho, mas não há outra maneira de lhe dizer o que quero lhe dizer, portanto, peço que se desarme e doe 10′ do seu tempo.

O objetivo final é te convencer a participar de um movimento social.

 

Uma rápida avaliada no cenário

De um ponto de vista mais amplo, digamos assim, nós estamos vivendo um momento de transição nas relações humanas em todo o planeta, no contexto de evolução para um novo sistema.

Essa transição, infelizmente, não é nem pacífica nem homogênea, porque, basicamente, aqueles que detém o poder não querem abrir mão de seus privilégios, e vão se agarrar ao que puderem, como puderem, onde estiverem.

A briga é feia.

Há, de fato, uma guerra mundial em andamento, que não se tornou total porque o resultado (total = nuclear) desagrada a todos.

A supremacia ocidental foi quebrada, novos jogadores estão disputando posições, sendo os mais famosos, China e Rússia, mas o fato é que em todo o mundo começam a surgir projetos que “escapam” do tal “domínio ocidental”.

É o Império indo para as cucuias.

Nesse contexto, os governos progressistas da América Latina, por exemplo Lula, Chaves, Morales, entre outros, se tornaram grave ameaça.

Primeiro pela “rebeldia” da política externa altiva.

O avanço diplomático do Brasil durante o governo Lula é dado concreto, inquestionável.

Estabeleceu-se um projeto de nação e o nome do país foi elevado em todo o mundo.

Segundo porque, economicamente falando, o projeto desses governos se mostrou muito mais sustentável do que o “velho-neo liberalismo” vital para a sobrevivência da elite econômica mundial.

Todo mundo “ganhou dinheiro” no governo Lula e, concomitantemente, esse é o detalhe, milhões de pessoas ascenderam socialmente.

Não estou aqui prá defender o governo Lula (sei que tem defeitos) ou o Chaves ou isso ou aquilo, não é essa a ideia, só quero te mostrar que esse resultado, crescimento com distribuição, é inquestionável, ficou visível, e isso é um baita chute na canela do império.

Leia também:  Após novo vazamento, Moro esconde-se atrás de suposto hacker e suposta fraude

Vc já assistiu o filme Coração Valente, aquele com o Mel Gibson no papel de William Wallace, sobre a luta do povo escocês no século 13?

Então, os governos progressistas da América Latina, guardadas as devidas proporções, são como aquela galera rebelde que se atreveu lutar contra o Império Inglês.

O nosso “William Wallace” está preso, lá em Curitiba.

Isso está acontecendo em toda a América Latina e também na África e Ásia, enfim, é uma guerra cruel, violenta e sanguinária, ainda que, aqui ou ali, esteja disfarçada de “golpe branco”, como é o caso aqui no Brasil.

Mas não se iluda, em nosso país se mata 70 mil pessoas por ano, e está tudo interligado.

Resumindo, senão o texto fica muito grande, os caras querem:

1. roubar as riquezas

2. impedir novas parcerias (afastar os RICS, quebrar Mercosul, etc)

3. matar a ideia (crescimento com inclusão) = Projeto Líbia

Sentimos claramente hoje os efeitos de uma guerra híbrida que começou lá nos idos de 2013, dizem que parte de um projeto chamado “Atlanta”.

A primeira vítima dessa guerra híbrida foi a verdade.

A segunda, a tolerância.

Nos últimos anos nós cultivamos o ódio contra nós mesmos.

É uma estratégia de domínio.

O sistema, opressor, através dos meios de comunicação de massa, consegue convencer pessoas simples, pobres, oprimidas a defendê-lo.

Cria-se o pobre de direita.

A combinação de mídia com judiciário para destruir o inimigo interno, acabou destruindo, também, as instituições.

O poder judiciário se sustenta no pacto social.

Ao rasgar a constituição, o judiciário retira suas próprias bases de sustentação.

Recente pesquisa revela que 90% da população não acredita no judiciário.

Isso é muito mais grave do que aparenta.

Com que perspectiva um povo que não acredita na justiça vai às urnas?

Bem, essa questão também é ampla, não vou me estender aqui para não gastar o seu tempo, mas quero lhe chamar a atenção para o fato de que as eleições agora em OUT/2018 não fazem parte da solução, pelo contrário, elas são parte do problema..

Leia também:  Clipping do dia

.. vc já viu os resultados das últimas pesquisas para eleições/2018 nos estados e congresso?

Show de horrores.

Está ruim, e ficará pior se não agirmos.

 

A reação do povo brasileiro poderá se dar em torno de vários eixos.

O movimento Lula Livre é extremamente importante e pode ser o fio condutor de uma transformação social, depende de uma série de fatores.

Mas se o Lula não for libertado, ou até mesmo se ele não sobreviver à toda violência a que está submetido, ou se for limitado pelo judiciário, enfim, se o Lula sair do jogo, temos um enorme vazio.

Não há nada organizado, e ainda que vários movimentos se esforcem nesse sentido, o fato é que o povo está distante.

O brasileiro está quase totalmente subjugado.

E nesse sentido, eu te convido a reagir, participando de um movimento que tem por objetivo a reconstrução do tecido social.

Depois, com calma, vc dá uma refletida nesta questão: a única saída passa pela reconstrução do tecido social.

A ideia é conectar as pessoas em torno de um novo pacto social.

A proposta é usar a tecnologia mais barata possível para gerenciar o conhecimento produzido em milhares de tribos espalhadas pelo país.

Criar uma rede com representações em todos os municípios, nos bairros, nas escolas, fábricas..

.. todo mundo conectado e opinando sobre o Brasil que a gente quer..

.. tudo aberto, transparente, através de plataformas livres, auto gerenciáveis e auto sustentáveis..

Isso é uma coisa nova.

Até hoje, o povo, no máximo, elegeu seus representantes para que estes discutam o que é melhor para a coletividade..

.. as pessoas vão às urnas, tentam escolher “uns moços sabidos” que ganham poder para decidir as leis e as coisas..

.. a nossa proposta é que o povo faça isso diretamente..

Sob a luz de princípios elementares dos direitos humanos, garantindo a democracia e a livre manifestação, é possível que todos possam participar da construção de um novo pacto social, ainda que por falta de formação técnica, não seja possível certos públicos abordarem certos níveis da discussão.

Leia também:  Órgão federal faz seleção ideológica de trabalhadores, com questões sobre Bolsonaro

Mas é muito possível envolver o povo em questões que lhe são pertinentes..

É só uma questão de organização de debates..

Já imaginou, abrir um canal de comunicação com o Brasil profundo, conhecer a realidade das vilas, favelas, o que pensa o povo da zona rural, etc.?

Claro, o caminho é espinhoso..

.. cheio de complexidades..

.. requer paciência e esforço intelectual, mas é extremamente construtivo..

Vc também pode encarar tudo isso sob uma outra ótica, veja:

Se der uma conferida em nossa história, vai perceber que nós fomos invadidos pelos portugueses, depois vieram outros europeus, como os espanhóis, os italianos, holandeses, franceses, alemães, etc., e após a segunda guerra mundial, passamos a ser dominados pelos americanos..

.. assistimos a decadência do império norte americano, mas já dá prá ver lá no horizonte um navio com bandeira chinesa..

.. ou seja, nos últimos 500 anos a gente só tem mudado de colonizador..

Não seria essa uma boa hora para pensar em alguma coisa diferente?

 

Eu entendo que a concepção desse projeto é um momento bastante delicado..

.. e aqui vai uma alta dose de fé, pura e simples: é importante começar esse movimento com pessoas que tenham uma visão mais fraterna e espiritualizada do mundo..

Veja bem, não estou falando de religião.

Estou falando de gente com alta capacidade de empatia, que se preocupa com as pessoas, com o meio ambiente, que respeita a diversidade, enfim, esse tipo..

.. e aí criar aqueles mecanismos de cada um convida mais 100 e por aí vai..

Quer participar?

 

Para participar, clique no link abaixo.

Por enquanto, eu estou apenas colhendo “feedback”, todos os palpites são bem vindos.

 

O link é esse: https://setimarepublica.com.br

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. Interessante… Mas sugiro aprofundar o formulário.

    Caro Ruiz,

    Parabéns pela iniciativa.

    Mas sugiro que poderias sondar outras questões para além dos preconceitos de gênero e raça.

    Perguntar, por exemplo, se alguém é mais humano ao dar esmolas ou permitir e incentivar que um filho de pobre tenha as mesmas oportunidades para vencer na vida que seu próprio filho. Isto seria um bom filtro pra saber o nível de egoísmo e altruismo da pessoa que poderia ajudar na rede progressista proposta.

    Quanto à tecnologias e plataformas para o debate e deliberações democráticas diretas, conte comigo em qualquer projeto neste sentido.

    Abraços Ciberdemocráticos!

  2. Interessante. Diz o velho
    Interessante. Diz o velho refrão:”tudo vale à pena quando a alma não é pequena”. Pode não ser o melhor momento. Mas quando será o melhor momento? É isso aí. Buscar a união, a fraternidade, os afins……Acho que isso pode ajudar a nos blindar do futuro incerto que nos espera e garantir nosso equilíbrio e sanidade.
    #SaudaçõesFraternas

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome