O Grande Irmão gringo pariu um Jeca-Tatuzão curitibano

Uma daquelas nulidades mencionadas por Rui Barbosa resolveu usar o Facebook para policiar seus adversários. Alguns militantes de esquerda imediatamente utilizaram a imagem do Grande Irmão criada por George Orwell. Não creio que isto seja possível ou necessário.

Quando decidiram espionar todos o tempo todo os gringos colocaram back doors no Windows e passaram a coletar todas as informações primárias e secundárias gravadas pelo Google e Facebook. Os dados e metadados eram utilizados para traçar estratégias em relação a governos e autoridades espionadas, bem como para traçar o perfil de possíveis terroristas.

Apesar de todo esforço eles não conseguiram o que desejavam. Os verdadeiros terroristas passaram a ficar off line ou se limitar a usar a dark web, espaço onde os espiões gringos são diariamente humilhados.

A espionagem massiva perdurou por algum tempo. Mas eventualmente Snowden entregou o jogo sujo dos gringos. Quando isto ocorreu a Alemanha e Rússia obrigaram suas agências de espionagem a produzir relatórios sensíveis e secretos datilografados. Brasil e Alemanha apresentaram um projeto na ONU para limitar a ação criminosa dos EUA.

A versão Moroniana do Grande Irmão gringo é canhestra e provinciana. A mando dele os tiras da PF vasculham o Facebook a procura de likes. Curtiu página de esquerda é suspeito ou criminoso. Curtiu a página do juiz ou dos seus fans no problemo.

O controle ideológico se torna assim uma versão Jeca-Tatu do culto à personalidade. Obrigado a cumprir e fazer cumprir a Constituição da República que garante a todos os cidadãos a liberdade de consciência e a privacidade, o juiz da Lava Jato criou um culto à sua pessoa. A vaidade dele sobrepujou seu amor ao Direito e o respeito à Lei? Por que o CNJ não afasta este tiranete do cargo que ele usa para perseguir seus adversários?

Não. Sérgio Moro não é o Grande Irmão orwelliano. Ele é no máximo um Jeca-Tatuzão que quer ser adorado no Facebook. Mas a única coisa que ele tem feito é fornecer provas de infrações funcionais em série.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome