Paulo Guedes: “quem tem poder econômico não paga imposto”

Ministro da Economia diz que grupos com influência política e econômica possuem meios para obter desoneração ou recolher menos encargos

Foto: Reprodução

Jornal GGN – Os grupos que detém poder econômico e político podem criar estratégias que viabilizam o menor recolhimento de impostos, seja contestando cobranças ou por meio de desonerações na lei. A afirmação é do ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Temos um regime tão ruim que tem [mais de] R$ 300 bilhões em desoneração [ao ano]. Ou seja, quem tem poder político consegue desoneração”, disse, segundo informações do jornal Folha de São Paulo. “E [há] outros R$ 3,5 trilhões de contencioso. Quem tem poder econômico simplesmente não paga e entra na Justiça”.

O pronunciamento de Guedes foi feito durante a reunião da comissão mista que trata da reforma tributária. Na ocasião, o ministro foi cobrado pelo relator, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), e outros parlamentares a respeito do envio da proposta do governo para as mudanças na tributação brasileira.

O governo já encaminhou ao Congresso a primeira parte da proposta, que funde PIS e Cofins na nova CBS, além de eliminar regimes especiais de desoneração, mas grupos privados querem manter os regimes e o governo começou a avaliar opções para manter certos benefícios, como no segmento de óleo e gás.

 

Leia Também
Flávio Bolsonaro admite que suas contas eram pagas por Queiroz
Bolsonaro propôs destituir todo o Supremo e militares no governo apoiaram, diz revista
Procurador Januário quer impedir jornal de falar (mal) dele sem “sentença transitada em julgado”
Dossiê do governo contra antifascistas é perseguição política, diz movimento

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Manchetes dos jornais da Europa

3 comentários

  1. “Quem tem poder econômico simplesmente não paga (imposto) e entra na Justiça”.
    Tipo “veio” da havan?
    E a “grande” solução seria fundir PIS/ CONFINS e criar nova CPMF?
    Ah!!
    Apresenta proposta para eliminar desoneracoes mas já pensa em isentar grupos privados aqui e ali. Ou seja: este desgoverno não tem nada para apresentar, salvo f**** o pobre, as minorias, o ambiente e entregar nossos ativos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome