Flávio Bolsonaro admite que suas contas eram pagas por Queiroz

Ministério Público do Rio de Janeiro investiga pagamentos e transações em dinheiro vivo para o custeio das despesas do senador e de sua esposa

Jornal GGN – O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) admitiu em entrevista que seu ex-assessor Fabrício Queiroz era o responsável pelo pagamento de suas contas pessoais, e que os recursos para tal tinham origem lícita, sem ligação com os possíveis desvios que são investigados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ).

Contudo, informações do jornal O Globo indicam que o MP-RJ detectou que o dinheiro usado pelo ex-assessor para a quitação das contas pessoais do filho do presidente Jair Bolsonaro e de sua esposa, Fernanda Antunes, “não proveio das fontes lícitas de renda do casal”.

Foi por conta do cruzamento de dados bancários com imagens das câmeras de segurança de uma agência bancária dentro da Alerj que o MP indicou que Queiroz fez o pagamento das mensalidades escolares das duas filhas do político em espécie, no valor de R$ 6,9 mil, no dia 1º de outubro de 2018 – e Flávio e Fernanda não efetuaram nenhum saque nos 15 meses anteriores a esse pagamento.

O MP do Rio de Janeiro disse ainda que Queiroz pode ter feito até R$ 286,6 mil em pagamentos e transferências para cobrir as despesas de Flávio Bolsonaro e Fernanda, que englobam pagamentos de mensalidades escolares e do plano de saúde da família do então deputado estadual.

 

 

Leia Também
Vazamento impediu Queiroz de trabalhar com Flávio Bolsonaro no Senado
Flávio Bolsonaro confirma reunião com Marinho, mas nega vazamento sobre Furna da Onça
Em depoimento, suplente de Flávio Bolsonaro detalhou vazamento da Furna da Onça
Dinheiro depositado por Queiróz serviu para mulher de Flávio Bolsonaro pagar apartamento
Covid de Jair Bolsonaro abafou depoimento de Flávio no caso Queiroz

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora