Quem é Paulo Gonet, nome de perfil conservador cotado para substituir Aras na PGR

Gonet é cotado para ocupar cargo de Aras, que termina em setembro. Vice-procurador tem perfil ultraconservador

Vice-procurador eleitoral, Paulo Gonet, fala em microfone durante sessão.
Paulo Gonet, vice-procurador-geral eleitoral, é favorito de Moraes e Gilmar para ocupar cargo de Aras. Foto: Reprodução/TV Justiça

Paulo Gonet, vice-procurador-geral eleitoral, seria o nome mais cotado pelo presidente Lula para ocupar o cargo de procurador-geral da República no lugar de Augusto Aras, que finaliza o mandato em setembro.

Gonet, segundo informações de colunistas, teria como padrinhos os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes e é, como o próprio cargo já diz, o número 2 de Aras, que ainda tenta recondução ao cargo.

Embora tenha sido algoz do ex-presidente Jair Bolsonaro na ação no TSE que o tornou inelegível, Gonet tem um perfil conservador que preocupa o Planalto.

O vice-procurador já se posicionou contra o aborto em artigo publicado pelo Observatório da Jurisdição Constitucional, onde defendeu o direito à vida desde o momento da concepção, e se mostrou resistente à criminalização da homofobia pelo STF e à reparação de famílias de vítimas da ditadura militar.

Gonet é doutor em Direito, Estado e Constituição pela Universidade de Brasília (2008), mestre em Direitos Humanos pela University of Essex (1990) e graduado em Direito pela Universidade de Brasília (1982).

Atualmente é subprocurador-geral da República e professor do programa de pós-graduação e do curso de graduação em Direito do Instituto Brasiliense de Direito Público – IDP, instituição de ensino criada por Gilmar Mendes.

O candidato à PGR tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Constitucional, atuando principalmente nos seguintes temas: direitos fundamentais, jurisprudência do STF, controle de constitucionalidade, inconstitucionalidade lei efeitos e problemas constitucionais em geral.

Isadora Costa

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador