Resposta de Trump ao coronavírus foi “catastrófica”, diz Paul Krugman

Em artigo, vencedor do Nobel da Economia diz que postura inadequada do país pode ser explicada por más decisões de curto prazo

Para Krugman, equipe de Trump é "totalmente incapaz de formular uma resposta coerente à crise econômica que se forma”. Foto: Reprodução

Jornal GGN – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi responsável direto pela resposta “catastroficamente inadequada” do país ao coronavírus no curto prazo, como afirma o economista vencedor do Nobel de Economia Paul Krugman.

“Em todos os estágios, Donald Trump minimizou a ameaça e bloqueou as ações úteis, porque queria parecer bem no próximo ciclo de notícias ou dois, ignorando e intimidando qualquer um que tentasse lhe dar bons conselhos”, disse, em artigo publicado no jornal The New York Times e traduzido pelo jornal Folha de São Paulo.

Contudo, ele acabou privando o governo de pessoas que poderiam estar atuando para conter a epidemia – por exemplo: em 2018, Trump dissolveu a equipe de resposta a pandemias do Conselho de Segurança Nacional em 2018, embora agora passe a dizer que não sabia de nada disso.

“O que está ficando claro agora é que, quando se trata de lidar com as consequências econômicas do Covid-19, a situação pode ser ainda pior”, diz Krugman. “Ainda existem alguns profissionais competentes que ocupam altos cargos nas agências federais de saúde, que poderiam dar bons conselhos a Trump se ele estivesse disposto a ouvir”.

Em termos econômicos, Krugman diz que o pensamento econômico sério “foi efetivamente banido” tanto do governo como do Partido Republicano. “Até onde posso ver, a equipe de Trump é totalmente incapaz de formular uma resposta coerente à crise econômica que se forma”, afirma.

Como resultado, existem apenas dois locais potenciais de elaboração de políticas econômicas inteligentes em Washington: o Federal Reserve e a liderança democrata no Congresso. “Nesse momento, em outras palavras, cabe a Jay Powell, presidente do Fed, e Nancy Pelosi, presidente da Câmara; a questão é se os republicanos de Trump e do Senado lhes permitirão salvar a economia”.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome