Salário mínimo chega a R$ 1.100 a partir de janeiro

Valor representa aumento de 5,26% ante o pago atualmente, de R$ 1.045; Medida Provisória deve ser assinada ainda nesta quarta-feira

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro anunciou o aumento do salário mínimo em suas redes sociais nesta quarta-feira (30/12). O valor chega a R$ 1.100, e será válido a partir de 1º de janeiro de 2021.

O reajuste corresponde a um aumento de 5,26%. Em meados de dezembro, o Congresso havia aprovado a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2021, fixando o salário-mínimo em R$ 1.088.

Na proposta aprovada pelos parlamentares, não houve aumento real no salário, tendo sido feita apenas a correção com base na previsão da inflação acumulada no ano, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Como o salário mínimo hoje é de R$ 1.045, o novo valor representa um aumento de 5,26%. “O valor é aplicável a todos os trabalhadores, do setor público e privado, e também para as aposentadorias e pensões”, escreveu o presidente.

Conforme o texto original do projeto do LDO, a cada R$ 1 a mais no salário mínimo, as despesas líquidas são elevadas em R$ 304,9 milhões no ano.

 

(com Agência Brasil)

Leia Também
Levy tenta justificar um dos planos mais desastrosos da história, por Luis Nassif
Guedes usa e abusa da repetição para emplacar suas teorias
Auxílio emergencial injetou mais dinheiro na economia do que arrecadação tributária
Ao capitalismo, o Brasil já é o que deve ser. O desenvolvimento será socialista
Abertura de vagas de trabalho não é suficiente para cobrir perdas

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora