Seis bancos exploram ‘200 milhões de trouxas’, nas palavras de Paulo Guedes

Em vídeoconferência, ministro diz que concentração do sistema bancário significa que a economia brasileira é hostil

foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Jornal GGN – O ministro da Economia, Paulo Guedes, criticou a concentração do sistema bancário brasileiro em videoconferência promovida pelo Itaú BBA.

“Em vez de termos 200 milhões de trouxas sendo explorados por seis bancos, seis empreiteiras, seis empresas de cabotagem, seis distribuidoras de combustíveis; em vez de sermos isso, vai ser o contrário. Teremos centenas, milhares de empresas”, disse, segundo informações do jornal Folha de São Paulo.

O debate contava com a presença de Candido Bracher, presidente do Itaú BBA – e um dos maiores bancos do país. Para contornar a saia justa, Guedes declarou que não foi uma recriminação a algum banco específico ou a uma determinada empreiteira, mas uma afirmação de que a economia brasileira é hostil, com alta carga tributária, por exemplo.

Na visão do ministro, as reformas e ampliação dos investimentos ajudarão a economia a ficar mais competitiva – inclusive com maior valorização dos trabalhadores, já que a mão-de-obra seria menor.

 

Leia Também
Governo Bolsonaro veiculou campanha da reforma da Previdência em sites de fake news
Onde está o dinheiro, por Heldo Siqueira
GGN revisita a trajetória de Moro em projeto inédito. Saiba mais aqui

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora