Sem insumos para produção de vacinas, governadores cobram ‘diálogo diplomático’ de Bolsonaro com China e Índia

Em ofício, governadores apelam por uma ação que já deveria ter sido tomada pelo governo federal: uma conversa com os países provedores de insumos para dar continuidade ao processo de vacinação

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Jornal GGN – Em meio a ameaça de falta de insumos para produção de novas doses de vacinas contra a Covid-19, o Fórum Nacional dos Governadores enviou um ofício para Jair Bolsonaro (sem partido) nesta quarta-feira, 20, pedindo que sua gestão estabeleça “diálogo diplomático” com China e Índia.

O Instituto Butantan de São Paulo, que é responsável pela produção nacional da Coronavac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, afirmou hoje que a carga de insumos recebidos da China “já foi quase que totalmente processado”. Sendo assim, a capacidade de produção do imunizante está esgotada.

Já a cientista Margareth Dalcolmo, usou seu discurso de agradecimento pelo prêmio São Sebastião da Cesgranrio, para denunciar o grande atraso na fabricação do imunizante da farmacêutica AstraZeneca pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), ocasionado pela incompetência das autoridades brasileiras no diálogo com a Índia.

Com isso, governadores decidiram apelar por uma ação, que já deveria ter sido tomada pelo governo federal. “Solicitam a essa Presidência que seja avaliada a possibilidade de estabelecimento de diálogo diplomático com os governos dos países provedores dos referidos insumos, sobretudo China e Índia, para assegurar a continuidade do processo de imunização no País”, diz o texto.

Quinze governadores assinam o documento, entre eles: Wellington Dias (PT-PI), Renan Filho (MDB-AL), Waldez Goes (PDT-AP), Camilo Santana (PT-CE), Renato Casagrande (PSB-ES), Flávio Dino (PCdoB-MA), Mauro Mendes (DEM-MT), Romeu Zema (Novo-MG), Helder Barabalho (MDB-PA), João Azevedo (PSB-PB), Paulo Câmaa (PSB-PE), Fátima Bezerra (PT-RN), Eduardo Leite (PSDB-RS), João Doria (PSDB-SP) e Belivaldo Chagas (PSD-SE).

Com informações do Estadão. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora