STF condena Paulinho da Força a 10 anos de prisão

Parlamentar é acusado pelo desvio de verba no BNDES e irá responder pelos crimes de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha

Jornal GGN – A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) condenou nesta sexta-feira, 5 junho, o deputado Paulinho da Força (Solidariedade-SP), a 10 anos e 2 meses de prisão por crime contra o Sistema Financeiro Nacional.

O parlamentar é acusado pelo desvio de verba no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e irá responder pelos crimes de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. O início da pena deve ser cumprido em regime fechado.

A denúncia foi oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao STF em 2012. A PGR acusou Paulinho da Força de práticas contra o Sistema Financeiro Nacional, sobre o desvio de recursos concedidos por instituição financeira, em concurso material com crimes de lavagem de dinheiro.

Por meio de sessão virtual, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Rosa Weber votaram à favor da condenação. Já Marco Aurélio Mello e Alexandre de Moraes votaram pela absolvição do deputado. 

A defesa de Paulinho da Força nega as acusações e afirma que o parlamentar é vítima de tráfico de influência.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora