As mais comentadas de 2013: “Uma encrenca chamada Joaquim Barbosa”, artigo de Luis Nassif

Jornal GGN – Com 580 comentários, o artigo “Uma encrenca chamada Joaquim Barbosa”, de Luis Nassif, publicado em 30 de novembro foi o mais comentado do ano. Em sua análise, o jornalista desmitifica a aura de herói do presidente do Supremo, que, tal um justiceiro de toga desequilibrado desmoraliza o Sistema Judiciário. 

“Uma encrenca chamada Joaquim Barbosa” – por Luis Nassif 

Há um pensamento majoritário na opinião pública leiga e um consenso no sistema judicial – incluindo desembargadores, juízes, procuradores, advogados. O pensamento majoritário leigo é de que o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa é um herói. O consenso no meio jurídico é que trata-se de um desequilibrado que está desmoralizando a Justiça e, principalmente, o mais alto órgão do sistema: o STF.

No seminário de dois dias sobre “Democracia Digital e a Justiça” – promovido pelo Jornal GGN – Barbosa foi a figura dominante nos debates e nas conversas.

O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakai, lembrou a cena da semana passada, na qual Barbosa acusou todo o tribunal de fazer “chicana” – na linguagem jurídica, malandragem para atrasar julgamentos. A única voz que se levantou protestando foi a do calado Teori Zavascki. Os demais recuaram, com receio da baixaria – o mesmo receio que acomete um cidadão comum no bar, quando entra um bêbado ou um alucinado distribuindo desaforos.

***

Hoje em dia, há um desconforto generalizado no meio jurídico com a atuação de Barbosa.

O Código da Magistratura proíbe que juízes sejam proprietários de empresas ou mantenham endereço comercial em imóveis funcionais. O órgão incumbido de zelar por essa proibição é o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Barbosa é a única exceção de magistrado que desobedeceu a essa obrigação. Ao mesmo tempo, é o presidente do STF e do CNJ. Como se pode tolerar essa exceção?

Leia também:  Cada general no seu quadrado no quartel de Bolsonaro

Se algum juiz federal abrir uma representação junto ao CNJ para saber se liberou geral, qual será a resposta do órgão? E se não abriu, como tolerar a exceção?

***

Outro princípio sagrado é o do juiz natural. Um juiz não pode ser removido de uma função por discordância com suas opiniões. Barbosa pressionou o Tribunal de Justiça do Distrito Federal a remover o juiz da execução das penas dos condenados do “mensalão”, por não concordar com sua conduta.

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) entrou com uma representação junto ao CNJ, não contra Barbosa – respeitando seu cargo de presidente do STF, mas contra o presidente do TJ do Distrito Federal. Se o CNJ acatar a representação, automaticamente Barbosa estará incluído. E como conviver com um presidente do STF que não respeita a própria lei?

Seu desrespeito a associações de magistrados, de advogados, aos próprios pares há muito ultrapassou os limites da falta de educação. Por muito menos, juizes foram cassados por tribunais por perda de compostura.

***

No fechamento do seminário, o decano dos juristas brasileiros, Celso Antônio Bandeira de Mello, falou duramente sobre Barbosa. “Dentre todos os defeitos dos homens, o pior é ser mau. Por isso fiquei muito irritado com o presidente do STF: é homem mau, não apenas pouco equilibrado, é mau”.

Na sua opinião, a maneira como a mídia cobriu as estripulias de Barbosa colocou em xeque a própria credibilidade dos veículos. “Como acreditar em quem dizia que Joaquim era o grande paladino da justiça e, agora, constata-se que é um desequilibrado? Devemos crer em quem?”.

Leia também:  Bate-boca encerra audiência de Moro na Câmara

***

O fato é que o show midiático na cobertura da AP 470 criou o maior problema da Justiça brasileira desde a redemocratização.

Ninguém do meio, nem seus colegas, nem os Ministros que endossaram seus votos, nem a própria mídia que o incensou, têm dúvidas sobre seu desequilíbrio e falta de limites.

Mas quem ousará mostrar a nudez de um herói nacional de histórias em quadrinhos?

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

574 comentários

    • A análise feita pelo Luiz

      A análise feita pelo Luiz Nassif está em consonância com as decisões tomadas pelo Ministro Joaquim Barbosa ao “arrepio da lei”, bem como pelo total desrespeito que vem demonstrando em relação aos seus pares. Os que discordam do Nassif sáo, em sua maioria, simpatizantes do PSDB e elitistas, que não se conformam pelo fato de um operário haver chegado ao poder

       

  1. Caro Nasssif e demais
    ZD,

    Caro Nasssif e demais

    ZD, Genoino e Delúbio, tem mais moral na cadeia do que JB como presidente do STF.

    É isso que mata a direita, As palavras honestidade e ética, estão riscadas de seus dicionários. 

    A direita precisa da mentira para conseguir votos, culpa da Revolução Francesa, antes eles eram os representantes de deus na Terra, e, antes ainda, eles eram os deuses na Terra.

    Imaginem Serra no Egito antigo e um faraó no Brasil atual.

    A direita tem que mentir.O dia que eles falarem realmente o que são, haverá mudanças de presos.

    Saudações

  2. Joaquim Barbosa nunca mudou

    Joaquim Barbosa nunca mudou sua essência. Ou pelo menos, sejamos mais condescendentes, sua aparência. Grosseiro, boquirroto, e flagrantemente complexado. 

    O que há agora de diferente é que essas “virtudes”  foram abafados por um séquito de neo admiradores, a começar por parte da mídia e do segmento conservador-reacionário. Em suma: tornou-se um mero instrumento que a qualquer momento pode ser descartado. 

    Sem sombras de dúvidas que esse novo personagem que emerge como justiceiro, paladino da justiça, terror dos corruptos, se vai ao encontro dos anseios políticos-ideológicos de alguns, é extremamente nocivo para a imagem do Judiciário. um Poder cujas virtudes como comedimento, discrição, reserva, cautela e serenidade são imprescindíveis.

    A ironia é que a a imputação que fez em certa ocasião ao ministro Gilmar Mendes de que este “estava destruindo a imagem do Judiciário” pode muito bem ser aplicado a ele nessa nova fase. Ou seja, juntou-se a Gilmar, Luiz Fux e a Toffoli nesse “belo” afã. 

  3. Eis a questão, quem segura a criatura

    O Barbosa deve ser freado, disso todo mundo está ciente, mas o impedimento no Senado é das coisas mais milindrosas para a esquerda. Pode ser derrotada e ainda ter uso politico negativo em 2014.Barbosa sabe disso e por conta disso que ele avança.

    Acho que muitos no STF  ficaram quietas na ultima do Barbosa por achar que ele sai  em Abril, então daria para aguentar o louco.  

    Muita gente , eu dentro dela, achava que Barbosa seria candidato a presidencia ou a vice de alguém e sairia do STF em Abril ou maio. Depois de tudo ,acho que quem manipula o JB  não  irá permitir sua saida. Ele sem o poder da presidencia do STF não é interessante para a direita, pois já se viu que ele não agrega votos a ninguém. Politicamente ele não serve, juridicamente ainda tem serventia.

    Acho que o caminho é e continua sendo aquele que o Lula traçou em fevereiro desse ano.

    REFORMA POLITICA ,ampla geral e irrestrita aí sim a direita seria colocada no seu devido lugar e o louco em camisa de força. Eu aposto TODAS as minha  fichas no Congresso agora ou na sua reformulação em 2014.

    O Joaquim tem um unico medo, não é de impedimento e sim da REFORMA. Tá na cara dele só cutucar um pouquinho na REFORMA que os cordões que o manipulam vão relaxar. O PT tem um trunfo que é fazer uma grande articulação para que todos, absolutamente todos os candidatos  coligados na leganda ao congresso em 2014 venham a dizer.

    Se você votar em mim farei a REFORMA POLITICA.

    Quem não votaria em gente com esse discurso?

    • É ótimo que

      este cidadão saia candidato! Certamente muitas das falhas deste julgamento virão à tona durante a campanha eleitoral, seja em Brasília, seja em Roma. E os adversários, explorando estas falhas, conseguirão alijar a chapa da qual este cidadão venha a fazer parte. 

       

  4. A mídia.

    Tem razao Murdok, no intuito de atingir o PT, a mídia transformou um monstro em herói. Mas as cabeças pensantes desse país sabem do desequilíbrio  e maldade desse senhor! Uma lástima! 

  5. O Problema não é Joaquim

    O Problema não é Joaquim Barbosa são as nossas Instituições, ao se acovardarem ao se intimidarem demonstram que não tem Coragem e esse é o valor principal de um homem,  o que sustenta os demais o que lhes dá dignididade. Não cumprem o seu dever, pelo medo de um Joaquim,  da Midia, e dessa forma tornam o STF, Judiciário, Legislativo,  órgãos frouxos e amendrotados. Desmoralizaram os órgão que representam.  É isso aí Joaquim, pega o xicote e bate mais que até eles se vergarem ao chão e se darem conta  da sua imensa covardia.

  6. O PT é o grande culpado
    Como

    O PT é o grande culpado

    Como voce Nassif bem falou em outra oportunidade, os espaços do poder nunca ficam vazis.

    Voce já deu a dica no texto, então cabe ao PT agir ou continuar como um falador covarde

    • Calado já está errado…

      Walter, a melhor coisa que o PT tem a fazer é ficar calado!

      Queira ou não houve o crime de CAIXA 2!

      Que, até onde eu sei, é CRIME!

      O PT tem a mídia contra!

      Veja o caso do TRENSALÃO!

      O Ministro da justiça denuncio (tardiamente) e ainda foi condenado por denunciar!

      A mídia dá guarita aos bandidos do PSDB!

      Em qualquer lugar do mundo helicóptero de politico com 450 quilos de cocaína pura daria escândalo inimaginável!

      Aqui a mídia, mais uma vez, se fingiu de morta e na cara de pau deixou a bomba pro piloto!

      Que tem sua culpa, claro!

      Quem tem que entrar nessa briga contra Joaquim Barbosa é a sociedade!

      A falta de respeito pelo legislativo como se o judiciário fosse o exemplo de retidão!

      São as classes jurídicas que estão sendo atropeladas, o SENADO, o congresso, a OAB e jornalistas…

      Bem, jornalistas não são donos de jornais, são quem trabalham nos jornais… aí já viu né?

  7. Tribunais são tão ciosos em

    Tribunais são tão ciosos em seus concursos públicos para provimentos de vagas para juízes substitutos. Existe o período de observação de dois anos até a definitiva admissão. Ninguém foi capaz de perceber neste Joaquim sua total incapacidade, inclusive a técnica, e já nem falo na psíquica, para tão importante função. E agora estamos envergonhados e acabrunhados. Que aprendamos a lição. Tudo falhou, e pior houve o dolo por parte dos aproveitadores. 

  8. uma encrenca chamada Joaquim Barbosa

    Imagino que sim. Mexendo nesse sistema tão acostumado a prender e a encarcerar miseráveis, às vezes inocentes, é natural que tenha causado tamanho descontentamento.

  9. O eminente JB sabe que esta

    O eminente JB sabe que esta sendo “aturado” pela casa grande  e  esquece que foi tirado do ostracismo por  lululala. Se engana quem o apoia para  governar nosso Brasil  tão cheio de contraste  pensando de forma tão obtusa. 

    Manchar  seus pares com adjetivos chulos,  desrespeitar pessoas e a própria lei mostra seu “equilíbrio”.

    Penso  que o bagaço da laranja será jogado fora.  Já chafurdaram seu lixo. No momento em que for atuar ( representar- teatralizar)  contra interesses outros e que assistiremos de camarote sua realidade.

    É aguardar.

    • So nao enxerga quem nao quer ver.

      Voce apoia fora da lei que cria empresa fantasma para comprar apto em Miami, sendo ele funcionario publico que nao pode er empresa, mto menos, dreçao em empresa, e mto menos, mto menos, colocar a empresa no endereço do seu trabalho, ou seja, do proprio tribunal??? Desse jeito, pelo visto, é corrupto igual aos outros., pior ja que é juiz,  j u i z,.

      alem disto, aceita beneces pra seu filho, trabalhar em empresa corrupta, GLOBO, que sonega 2 bilhoes de impostos dos pobres, É, vc tá certa mesmo. Só le a globo. 

      • E nem tem o crédito de ser o

        E nem tem o crédito de ser o leigo de que falou o Nassif. Este é um desinformado por natureza. A não ser que a figura não tenha lido o texto.

        Possivelmente é troll mesmo. Aí que temos que ver, o endeusamento do Barbosa tem um que de expontâneo por parte de coxinhas. Mas certamente tem um exército virtual que está instrumentalizando o monstro para criminalizar o PT.

        A mnha dúvida é o nível de envolvimento do dito cujo nessa empreitada

    • So nao enxerga quem nao quer ver.

      Voce apoia fora da lei que cria empresa fantasma para comprar apto em Miami, sendo ele funcionario publico que nao pode er empresa, mto menos, dreçao em empresa, e mto menos, mto menos, colocar a empresa no endereço do seu trabalho, ou seja, do proprio tribunal??? Desse jeito, pelo visto, é corrupto igual aos outros., pior ja que é juiz,  j u i z,.

      alem disto, aceita beneces pra seu filho, trabalhar em empresa corrupta, GLOBO, que sonega 2 bilhoes de impostos dos pobres, É, vc tá certa mesmo. Só le a globo. 

  10. Ao equiparar JB à Lei, a
    Ao equiparar JB à Lei, a imprensa está claramente lhe oferecendo o posto de monarca ou de ditador. Até o presente momento o presidente do STF não se deu ao trabalho de recusar claramente a oferta como fez Júlio César diante da multidão romana. Vem daí minha suspeita de que JB alimenta não a ambição de entrar para a política como um igual entre pares (o que seria perfeitamente admissível numa Republica como a nossa) e sim conquistar a púrpura imperial para poder submeter o Estado todo à sua vontade elevada à condição de Lei tal como sugerido pela imprensa. Toleraremos a ascensão deste Calígula negro que está sendo nos imposto pelos podres podres da mídia que recusa qualquer modernização social no Brasil?

    • Nunca custa lembrar onde

      Nunca custa lembrar onde termina a linha de sucessão brasileira:

      Art. 80. Em caso de impedimento do Presidente e do Vice-Presidente, ou vacância dos respectivos cargos, serão sucessivamente chamados ao exercício da Presidência o Presidente da Câmara dos Deputados, o do Senado Federal e o do Supremo Tribunal Federal.

      • Meu caro amigo, esqueça este

        Meu caro amigo, esqueça este texto inócuo.  O julgamento do Mensalão provou que o Brasil tem duas constituições.

         

        Uma delas é a CF/88 (cujo texto você citou). Esta é a constituição que alguns ministros do STF resolveram rasgar para condenar suspeitos sem provas, com base em presuções de culpabilidade formadas a partir de matérias jornalísticas, porque os réus não apresentaram provas de inocência e usando uma teoria jurídica alemã que não se ajusta a legislação em vigor no Brasil. A outra constituição não é escrita e só tem um artigo: A mídia manda no Executivo e no Legislativo porque constroe a imagem pública dos políticos . Ela também submete soberanamente o Judiciário, pois julga seus desafetos publicamente e exige que os Juizes apenas homologuem condenações jornalísticas.

         

        JB já demonstrou várias vezes que não liga para o que está escrito na CF/88 e que se submeteu fielmente ao que consta da constituição não escrita. Esta é a verdadeira razão pela qual fico preocupado com a ascenção deste Calígula negro.

  11. Barbosa manchou o STF

    Venho informando esta avaliação no mundo acadêmico há tempos: “A sociedade do direito está “surpresa” com os termos do julgamento da AP 470. (…) Livros estão sendo lançados, compilações de renomados acadêmicos em prelo, filmes sendo realizados. A sociedade civil já percebeu muitos dos absurdos e a grande imprensa já começou a apontar alguns dos desvios. O STF ficará só.”  Em relação à população, de uma maneira geral ela adora sangue e linchamento, vide a grande audiência dos BBB e a imprensa insuflou essas condições; mas, é só, não passa disso. As vitórias consecutivas do PT pós mensalão provam essa afirmação.

  12. JB

    Nem tão simples assim. Que as ações do STF deveriam ser de completa condenação e rigidez para satisfação e regozijo da mídia e da opinião pública estava mais do que na cara. Era isso que todos pediam e as opiniões contrárias ou juridicamente equilibradas eram esperança de muito poucos. Momento da revanche contra um partido e políticos que desde a fundação exigiram ações éticas.

    Essa onda foi-se criando ANTES de Joaquim Barbosa, antes dos processos chegarem ao Supremo, sobretudo nas campanhas eleitorais de 2006 e 2010.

    Ele, esperto e maldoso, como deixa claro o prof. Bandeira de Mello, entendeu à perfeição o papel que deveria representar. Um ator que não precisou de diretor. Nem de Ali Kamel ou Merval. Aliás, por enquanto, ele caga para eles. Prefere se autodirigir.

    Tem claríssimo o que estava no seio das aspirações populares no que diz respeito à corrupção. Foram oito anos, desde 2005, para ele preparar o papel de paladino. É sério candidato ao Oscar, que personalidade como a dele não pode deixar de buscar. A partir daí, saberá equilibrar maldades e bondades, instrumentado por aqueles que já viram nele a única possibilidade eleitoral de chegar às camadas mais representativas de votos.

    Não pensem que foi apenas sua truculência que reduziu Lewandowski a pó. A maior parte dos brasileiros via neste um pusilânime, um fraco. Logo percebeu não haver alvo melhor para bater. A resistência seria de um cavalheiro, de um homem fino, enfim, de um equilibrado.

    Outros a serem chutados como cachorros-mortos para a elite e as folhas e telas cotidianas, em nós “petistas”, mesmo quem não o fosse.

    Barbosa só precisava cavalgar nesse lombo com máxima rigidez. O xerifão que manda nas pequena e grande áreas.

    A reação no meio judiciário não poderia ser outra. Grandes equipes de advogados, com nomes consagrados, defenderam os acusados. Têm articulações por toda a parte, como Kakay. Mais: têm informações privilegiadas que não podem divulgar. Enfim, sabem muito bem o que significam Joaquim Barbosa e suas aspirações.

    • Fecho com voce, caro Rui.

      Fecho com voce, caro Rui. Menos nessa parte:

      “Nem de Ali Kamel ou Merval. Aliás, por enquanto, ele caga para eles”

      Sabe-se que Barbosa conversava várias vezes ao dia com o Merdal. Tudo o que ele faz está em sintonia com o timing do pig. Sabe que sem o pig, ele nada seria.

      • PIG/JB

        Pode ser que vc. esteja certo, Juliano. Foi o que me fez falr em “por enquanto”. Hoje em dia, aproximar-se muito do PIG diminuiria a neutralidade que quer mostrar. Abs

    • A luz no fim do Tunel

      Rui escreveu:

      “A reação no meio judiciário não poderia ser outra. Grandes equipes de advogados, com nomes consagrados, defenderam os acusados. Têm articulações por toda a parte, como Kakay. Mais: têm informações privilegiadas que não podem divulgar. Enfim, sabem muito bem o que significam Joaquim Barbosa e suas aspirações.”

      Processo de 16 bilhões de reais. 

      Grana do povo.

      No final os advogados vão ficar com a parte do leão, como sempre.

      Poucos entendem que no processo civil só se discute dinheiro e no penal as escaramuças para  levar o dinheiro.

      O processo do mensalão sempre me pareceu meio desconjuntado, com um mensalão sem mesada, num congresso com 590 deputados onde só 3 recebiam, tudo errado e montado para esconder o dinheiro desviado, dezesseis bilhões de reais, grana da boa.

      Crime comum, sem ideologia e glamour, coisa de pilantra e trombadinha de esquina.

  13. Quem precisa de heróis?

    Infeliz do país que precisa de heróis e salvadores da pátria. Precisamos de instituições fortes, capazes de resistir aos desatinos, interesses pessoais e corporativos. Precisamos de uma imprensa livre, crítica e isenta (isso existe?). Joaquim Barbosa, como se apresenta à patuléia, é o Cavaleiro da Esperança em dias melhores. Contudo, assim como o PT e sua roupagem vestal do início daquela caminhada rumo ao poder, ele ele está predestinado ao fracasso. Infelizmente não antes de acarretar algum prejuízo à fé e à esperança.

  14. manifestação

    Além da preocupação quanto ao comportamento do ministro, há que se questionar a compra do imóvel no exterior, fgeita, segundo divulgado, com contorno à Lei brasileira! Isto também é crime. Mas, lá no STF, o ministro Gilmar também tem uma entidade educacional, em Brasília! Quem pode questionar estas figuras ? Por que a “tão zelosa” mídia se cala? Apliquemos o ” quem cala consente”? Como esperar miodificações no comportamento do cidadão quando este exemplo é endeusado? – Brasil, mostra tua cara , quero ver quem paga …”

  15. CORRUPTOS DE PLANTÃO

    Quiça todos os juristas fossem DESEQUILIBRADOS. Assim esses e outros corruptos que estão soltos, passariam os seus dias atras das grades. Quando roubaram eram de uma saúde de ferro. Agora que a casa caiu estão com a saúde debilitada. Ah hipócritas de plantão, PTistas, PSDBistas, PMDBistas, e outros PBistas, vão trabalhar, pegar sol no lombo, calejar as mãos, vão pra PQP. Quem apóia corrupto meus caros, também é corrupto.

  16. Desmoralização

    Acho interessante esta recorrência de matérias no IG tentando desmoralizar o Sr. Joaquim Barbosa, isto me parece no mínimo tendencioso.

  17. Judiciário

    Sinceramente minha decepção com o judiciário do país vem de longe, antes mesmo deste circo armado indecoroso e midiático. Para mim, e sei que para muitos, o judiciário, por ser o único poder instituído sem o voto popular, deveria ter um controle externo, como em muitos países do “primeiro mundo”, como falam por aqui. No paradigmático Estados Unidos há participação, ou ratificação até nas procuradorias regionais, na Suiça há um sistema parecido. Não é apenas o supremo que tem me decepcionado, mas o sistema em geral dá muitos exemplos tristes, é caro, desproporcionalmente rico, em relação ao que produz, e gera muita injustiça, ao invés de sempre proporcionar justiça, seu objetivo precípuo. Uma pena.

  18. Quem tem medo do Joaquim Barbosa?

    Seus pares não ousam enfrentar o histriônico Joaquim, nem o CNJ, muito menos o Senado. Não acredito que os juízes daquela Corte tenham medo do magistrado Joaquim, mas têm, sim, medo de serem arrastado para o meio do palco, pelo descompensado homem Joaquim e num “vale tudo” serem ridicularizados diante de platéia. E assim ele se cria. Angaria aplausos e admiração dos que, infantilmente, vivem procurando um super herói. E assim segue o deslimitado Joaquim. Quem ousaria dar limites ao Joaquim? Nero também não teve limites, nem quando incendiou Roma, procuraram colocar a culpa em outros. Enfim, quando iam colocar limite, Nero suicidou, não sem antes dizer: “Que artista vai comigo!”

  19. E tem colunistas com um

    E tem colunistas com um anti-petismo tão radical, como a Eliane Cantanhêde, que até chegou a afirmar que o autoritarismo de JB é nescessário para fazer o que ela chama de “coisa certa”.

  20. O pouco que já li de

    O pouco que já li de comentários aqui neste “post” já dá para ter a idéia da “ENCRENCA” que é o Sr. Ministro Joaquim Barbosa. Foi-se o tempo em que senti orgulho pela sua nomeação, sob o rótulo de que o “BRASIL é para todos”. Nem penso no tal “pensamento leigo” de que seja ele um “herói” até porque o “povão” mesmo, não está ligado nessas “coisas”.  Há os que se calam diante do que se ouve. Tenho exemplo típico aqui na minha própria casa. Pelo visto será demarcada a história do STF ” antes de “JB” e depois de “JB”, pois o que hoje acontece é a sua total desmoralização, a Justiça brasileira está desacreditada. Há muito tempo que não sabemos de um juiz de quilate como: Fausto De Sanctis, Patricia Acioli e outros que contribuiram para honrar a sua TOGA. Gostaria de encontra-lo e simplesmente olha-lo no seu rosto e olhos, (se é que vai encarar), pois tal ato simplesmente o condenaria ou ele próprio teria a vergonha de reconhecer. Já aos “frequentadores” do blog e de muitos outros, resta-nos apenas o teclado para a própria manifestação, ou iniciarmos uma campanha forte de “deposição” do mencionado do cargo que ocupa. Uma deposição sim, pois o que faz é digno de um ditador golpista habitual. Que se apresente uma proposta em que tais cargos sejam submetidos ao escrutinio popular. Quanto a mídia, essa “canoa” ela já desembarcou a muito tempo. Temos ainda a recente questão do helicóptero apreendido em FLAGRANTE com 455 kgs de cocaína, mais uma vez teremos a oportunidade de enxergar o que a Justiça fará.

  21. JOAQUIM BARBOSA

    O grande problema, é que os que dezem-se descontentes com JOAQUIM BARBOSA, são os mesmos que vibraram com sua indicaão, pensando em faze-lo de BOBO DA CORTE.. Quando ele acusou os seus “colegas de plenário” de fazer chicana, ele não mentiu e nem inventou, atirou no alvo. E olha que o proximo prsidente do STF é campeão na chinaca da ação 470. Ele não é um homem mau, o grande problema que ele mandou os quadrilheiros para cadeia, e seus cumplices estão extremamente revoltados.

  22. Desequilibrado, maldoso,

    Desequilibrado, maldoso, grosseiro, fanfarrão, mau-educado, deslumbrado, impiedoso, arrogante, prepotente, dissimulado, complexado, egocêntrico, pernóstico, obtuso, vingativo, são alguns dos adjetivos atribuidos a Joaquim Barbosa durante a ação penal 470. Considero JB tudo isso e mais um pouco, resumindo; Joaquim Barbosa é um psicopata agressivo e perigoso. Lugar para um psicopata agressivo e perigoso aqui em SjCampos tem, chama-se Hospital Psiquiatrico Francisca Júlia.  Creio que devemos arrumar uma vaga em carater de urgência-urgentíssima para este senhor, não sendo possível Barbacena serve. 

    • Foi a melhor descriçao do

      Foi a melhor descriçao do Joachin que vi até hoje. O certo seria constituir uma junta medica, composta somente de psiquitatros, psicologos e estudiosos neste assunto, para depois da divulgaçao do resultado, propor o empeachment do dito-cujo, declarando-o incapaz. Se os demais ministros do proprio STF, incluindo o chefe dos capangos, tem medo deles, o que diriamos nos, simples objetos na mao de um “bebo que entra no restaurante” a pedido de um pedrero bem intensionado.

  23. Neste “Zungu” em que o Brasil

    Neste “Zungu” em que o Brasil está se transformando, só me resta declamar:

    MÃO POSSO VER POMBA NO MATO,

    QUE VIRO UM GATO

    E COMEÇO A PULAR.

    EU DEITO, ESPICHO, EMCOLHO,

    ESTATALO UM OLHO

    E COMEÇO A GRITAR:

    UM, DOIS, TRÊS: NA GLÓRIA !

     

     

  24. Prezado Nassif
     
    Discordo

    Prezado Nassif

     

    Discordo frontalmente da opinião de que no “meio” jurídico Joaquim Barbosa é desequilibrado.  Primeiro que até agora ele não cometeu um só deslize, ou seja, agiu exatamente como manda a lei. Opiniões de advogados que atuaram na defesa dos mensaleiros, seria óbvio que tangiversariam contra a decisão do julgamento, assim não servem de parâmentro. A grande maioria dos juristas e advogados corroboram a opinião de acerto na conduta na Ação Penal 470. Quanto a afastar o JUiz da Execução Penal, é permitido, basta ler a Constituição Federal, está em linguagem fácil e acessível. Faço estas colocações por ser advogado e professor universitário e não estou aqui para defender este ou aquele Ministro, apenas para por as coisas no devido lugar. a gritaria reinante é de um bando de desinformados que desconhecem a lei ou conhecem e interpretam de acordo com suas convicções, que sejamos sincero, não só muito confiáveis.

     

    Att.

     

    Argemiro Nascimento

     

    • Oh, grande guru, e quem é

      Oh, grande guru, e quem é você para “botar as coisas no seu devido lugar”? De autoritarismo você entende, pois está claro no seu texto. Já de justiça….

      Você tem certeza de que sabe o que significa a palavra interpretar? Se há apenas uma interpretação, como você alega, para que existem recursos e julgamentos colegiados? Por que decisões de primeira instância são reformuladas em instâncias superiores? O problema todo está justamente nessa famigerada interpretação, que faz com que o sistema judicial funcione plenamente, mas que raríssimas vezes esse mesmo sistema promova justiça.

       

    • Professor universitário de

      Professor universitário de que? Se for de direito, me explique então:

      1- Corroboras condenação SEM PROVAS?

      2- Domínio do fato?

      3- Ocultação deliberada de ação paralela que inocentaria réus?

      4- O papelão que fizeram com o Gushiken, mantendo-o no processo apesar de sabedor de sua inocência?

      5- Onde está o “dinheiro público desviado”? É o da Visanet? Esta é empresa pública?

      6- Desconsideração de provas de inocência, como os comprovantes dos pagamentos das propagandas na mídia?

      Me perdoe, mas você aparenta ser professor de “ciências inexatas”…

  25. O que é “heroísmo ?

    Quem disse que esta topeira, é um herói nacional ?

    Na melhor das hipóteses, ele representa a volta da vóz das direitas aos juízos dos que desebedecem-na, e o porta-vóz dos Barões da grande mídia, num Poder, que é quase infalível, pois detem a última palavra.

    Outra coisa que define o “mau caratismo” têrmo criado pelo Dias Gomes, para pessoas que se consideram acima do bem e do mal, é a crença deste senhor, de que teria alguma chance de galgar estrelato, no campo político, e por isso usa de sua atual fôrça litúrgica do cargo, para traçar sua campanha, para após sua saída do STF.

  26. JB nada mais é do que um

    JB nada mais é do que um ditador. 

    E a máquina do judiciário brasileiro parece ter sido feita de encomenda para um.

    Adicione-se à isso o comportamento da mídia que radicalizou e assumiu de vez um discurso anti-pt nunca visto antes.

  27. Além de tudo que se disse,

    Além de tudo que se disse, Barbosa também é um chantagista premeditado… ele usa a cor da sua pele como um escudo invisível a protegê-lo de críticas sem entender que quem o escolheu para ser o herói midiático da hora (Collor já foi…) o escolheu exatamente por isso. Lembra muito o genial personagem encarnado por Samuel jackson no filme “Django livre”, o negro servil da Casa Grande, cujo comportamento era mais racista e preconceituoso do que o próprio Patrão. Barbosa não presta apenas um desserviço à justiça brasileira; presta também um enorme desserviço aos seus irmãos da raça negra que continuam, no dia a dia de nosso caos urbano, sendo percebidos e julgados como cidadãos inferiores. A mesma grande Imprensa que o incenssa é a que tenta eternizar poderes seculares de uma elite que, às escondidas, diverte-se à grande em ver um representante da raça negra fazendo o trabalho sujo por ela. É digno de pena o nosso Batman…

  28. Para curar um bêbado ou um alucinado

    Para curar um bêbado ou um alucinado que entra no bar proferindo desaforos, a solução é segurá-lo, dar-lhe umas bofetadas para trazê-lo momentaneamente à realidade e buscar socorro médico.

    Falta gente no STF com coragem para fazer isso.

  29. Kakai

     Acredito que este advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, vulgo Kakai deva ser muito bom, muito bom mesmo. O cara está em todas, seus clientes tem em comum a conta bancária. Defende réus do mensalão, cantor brega, banqueiros e traficantes com a mesma desenvoutura com que o “rei” dos camarotes paulistano troca de roupa de griff.   

      • Cuidado com Kakai

        O ponto levantado por Roberto Almeida é pertinente. O Kakai é o mesmo que defende aos Perrella no episódio do avião, ou seja, é o “cara” da defesa de tucanos e outros malfeitores. Dirigir as suas baterias contra o Barbosa demonstra que o plano deles é de derrubá-lo para que este não se sinta obrigado a ser duro, também, com o mensalão tucano, que está por vir. Sabem que esses tucanos não são como Dirceu, e que abrirão rapidinho a boca oferecendo delação premiada, etc.

         

        • Um raciocínio simplista

          Um raciocínio simplista é incapaz de admitir a contradição.

          A atuação de um advogado num processo só o compromete nos estreitos limites do processo. A um advogado – como de resto a todas as pessoas -, em questões de direito, é permitido, é devido reconhecer direitos mesmo a inimigos entre si. Defender os Perrella não faz o advogado comprometido com o Aécio nem com o tráfico ou uso de cocaína.

          A incapacidade de compreender que em matéria de direitos é devido reconhecer que mesmo inimigos os têm já fez com que neste mesmo blog, lá atrás, ao tempo da operação Satiagraha, para combater Gilmar Mendes, a imensa maioria dos leitores e comentaristas erigisse Joaquim Barbosa à condição de paladino da moral e do direito quando ele quis bater em Eros Grau por este ter deferido um habeas corpus a um empregado de Daniel Dantas.

          Não vamos, novamente, incidir nesse erro.

           

           

           

           

          • Raciocínio esperto de advogado

            Não tem simplismo nenhum. Esse raciocínio seu é que é simplista.

            O fato que grandes tucanos e malfeitores procurem ao Kakai demonstra afinidade e confiança com ele. Recomendação de “colegas”, do tipo: “Fala com o Kakai da minha parte, esse cara é bom!”

            Cristiano não se confessa com pastor evangélico, mas sim com o cura da sua paróquia.

          • O fato de pessoas que podem

            O fato de pessoas que podem pagar um bom advogado procurem esse advogado pode ser indicação de que ele seja um bom advogado. Só isso.

            A propósito, veja de quem mais ele é advogado:

             

            Edição 1897 de 13 a 19 de novembro de 2011
            Euler de França BelémAdvogado de Zé Dirceu critica procurador e SupremoAntônio Carlos “Kakay”: advogado sugere que Supremo
            encena para a televisão e diz que procurador denunciou
            Zé Dirceu sob clamor público

            Daniela Pinheiro, da revista “Piauí”, é autora de longos e polêmicos perfis. Depois de Ricardo Teixeira, presidente da Confederação Brasileira de Futebol, conta a vida do advogado Antônio Carlos de Almeida Castro. Kakay, como é conhecido, faz a defesa de empresários e homens importantes da República, como o recém-caído Orlando Silva. Com um patrimônio avaliado em 100 milhões de reais, sócio de José Sarney num empreendimento imobiliário, sócio do restaurante Piantella, em Brasília, e dono de um cemitério em Belo Horizonte, tem o hábito de convidar amigos e funcionários para festanças em Paris, com tudo pago. Recentemente, levou 14 pessoas para passar uma semana na Provence, na França. “É mais barato vir pra cá com esse povo todo do que ficar hospedado no Hotel Castro’s em Goiânia”, disse, “brincando”.

            Ao falar do cliente José Dirceu (PT), Kakay, quase sempre moderado e diplomático, ataca: “Zé Dirceu… só não será absolvido se o STF não tiver coragem”. O advogado disse a Daniela Pinheiro (o texto entre aspas é da revista) que “em nenhum país civilizado a tese de responsabilidade objetiva — quando o chefe é punido pela ação de subordinados — é aceita”.

            Depois, ataca frontalmente: “Eu vou falar uma coisa séria. O procurador [da República] Antonio Fernando [de Souza, que denunciou o mensalão] disse para o melhor amigo dele que não tinha um elemento que incriminasse o Zé Dirceu. Não tem um telefonema, não tem um papel, não tem uma gravação, nada. Ele disse que só fez aquela denúncia porque a sociedade exigia isso. Isso é muito grave”. Se for verdade o que Kakay diz, se não for nenhuma jogada para tentar desmoralizar a denúncia do ex-procurador-geral da República, é mesmo gravíssimo. O leitor, de cara, percebe a única falha da reportagem: Antônio Fernando, embora denunciado de forma tão escancarada, não foi ouvido.

            O que Kakay diz sobre o Supremo Tribunal Federal tem certa pertinência: “O Supremo não está em seus melhores dias”. O motivo é a TV Justiça. O advogado conta a história de um ministro, mesmo com o voto já conhecido, lia seu relatório havia três horas, cansando os colegas e nada acrescentando de novo. Nelson Jobim, então presidente, repreendeu-o e disse que se apressasse, pois “o plenário já sabia sua posição”. O ministro retorquiu: “Vocês sabem, mas os telespectadores, não”. “Na França, na terra da liberdade, eles tentaram fazer isso e cortaram a ideia dois meses depois. É um absurdo você falar para um juiz que está preocupado com o que o telespectador vai pensar.”

             

          • Advogado, para que?

            Se esses caras graúdos falassem apenas a verdade ao Juiz nem precisariam de advogado, mas apenas um despachante hábil que siga todos os passos considerados nos códigos de procedimentos, e poupariam uma grana preta.

            Gente de dinheiro consegue contratar advogados que lhes evite o constrangimento de ter que mentir perante o Juiz. Eu prefiro o Jim Carey, no filme “O Mentiroso”, durante aquelas 24 horas que não conseguia mentir.

             

          • Quer dizer que se eles

            Quer dizer que se eles “falassem apenas a verdade ao Juiz nem precisariam de advogado”?

            Ou seja, você acha que só os verdadeiramente culpados e os mentirosos são condenados?

            Para você os juízes adquirem o dom da infalibilidade ao assinar a ata de posse no cargo?

            OK. Lembre-se disso e, ao ser processado, dispense advogado e diga apenas a verdade. Segundo suas premissas, tudo deve sair bem para você.

  30. Nassif,
     
    Vou pedir licença

    Nassif,

     

    Vou pedir licença para discordar de ti (o que é raro).

    A “justiça” (poder judicário) sempre foi desmoralizada.

    O poder judiciário é um instrumento de controle social, que sempre foi tolerante com a corrupção e com a injustiça. Sempre defendeu o mais forte e mais rico, sem contar questões raciais, ideológicas e regionais.

    O que está acontecendo agora é: se um ex-ministro, um deputado e banqueiros (supostamente poderosos) estão sendo vítima de tantas aberrações jurídicas, imagine aquele coitado negro, pobre, nordestino, das perifierias, o quanto de injustiça não sofrem em seus “processos”.

    A única novidade é que o poder judiciário perdeu a vergonha de abertamente perseguir um partido político e suas lideranças, neste caso o pt. Mas isso, sinceramente, eu já esperava. Basta ver o que acontceu no Egito, onde o ex-ditador estava preso, houve um golpe de Estado bancado pelos EUA e inverteram os papeis, liberando o ex-ditador e prendendo e julgando o eleito, tudo isso, pela “imparcial” justiça. Existem diversos outros exemplos, mas você lembra o que a mesma “justiça” fez com a Erundina.

    Outra coisa, o suposto concenso existente é no seio da classe média que, além de violenta e corrupta, odeia o pt. Logo, a questão é, como já disse, é transformar o sempre desmoralizado poder judiciário em partido.

  31. RACISMO?

    Cuidado, caríssimo e admirado Nassif,

    Carlos Brickmann, com seu indisfarçável antipetismo crônico e radical, já publicou no seu semanário que tudo contra o Joaquim Barbosa não passa de racismo.

  32. Joaquim Barbosa e os desdobramentos de um projeto de poder*

    …seguem algumas considerações já expostas neste espaço… que se revelam, cada vez mais, evidentes… 

    Desde a distribuição da relatoria da AP 470, até a presente data, Joaquim Barbosa dedica-se, em tempo integral, a consecução de seu projeto pessoal de poder.

    Explico.

    Quem duvida que, nos dias de hoje, a pretensão política do Ministro Joaquim Barbosa consista em ser Presidente do Brasil?

    Acredito que ninguém.

    Nessa situação, a primeira pergunta que vêm à mente é, quando  teria surgido tal desejo (ou melhor pretensão).

    Acredito que,  em sua trajetória, após o revés em sua tentativa de galgar a carreira diplomática mas, ao ingressar na carreira do Ministério Público Federal, seu maior desejo, naquele momento, passou a ser, sem sombra de dúvidas, chegar a ser Ministro do Supremo Tribunal Federal .

    Eis que, por um destes desígnios  da sorte, foi alçado a tal condição relativamente cedo e, com ela, encheu-se de todo o prazer oriundo da realização maior de sua vida.

    Mas, depois de curto período, para  seu temperamento unitário (totalitário?),  tal status logo se tornou fonte de insatisfação.

    E  isso se deu por um singelo motivo, tratava-se de um entre onze ministros,  um colegiado, algumas vezes alinhado com suas idéias, outras, desdenhando até mesmo de sua competência técnica  ou pessoal (reação, repto imediato – eu não sou um de seus capangas).

    Foi quando surgiu a  oportunidade para fugir deste lugar não tão digno.

    A relatoria de uma ação penal, com um imenso potencial  midiático, na qual  alguns dos réus eram justamente dirigentes do partido que estava no poder.

    Tendo nas mãos este outro presente do destino, a partir de então, dedicou-se a construir um projeto para alcançar o poder.

    A partir deste momento, a AP 470, deixou de ser uma ação penal, mas  um instrumento para alcançar seus objetivos.

    E desde então, todos seus atos convergiram para tal desiderato.

    Cada palavra, cada gesto, tinha um endereço, tinha um significado previamente definido.

    Como primeira jogada, usou de um artifício antigo, que desde priscas  eras, era  utilizado por velhas raposas da política.

    Em outras palavras, imputou aos adversários a tentativa de impor ao país um autoritário  projeto de poder e, nessa mentira,  estava levando a cabo seu próprio e inconfessável projeto de poder.

    Assim convolou-se  o primeiro ato da farsa, a  primeira falsa acusação – a de que o PT tinha  um projeto de poder, mediante  vias tortuosas  de compra de políticos para votarem projetos de seu interesse – algo nunca comprovado.

    Mas, agindo desta forma, ninguém pensou, neste momento, que o que estava sendo efetivamente  engendrado, na realidade,era  um outro Projeto de Poder, o Dele.

    E, suprema astúcia.

    Quem, naquele instante,  poderia desconfiar das intenções do condutor da ação penal, de um dos guardiões da  Constituição. 

    Ninguém desconfiou.

    E assim, ato após ato, dia após dia cresceu nesta idéia, e perseverou no intento.

    Não importava que não houvesse provas, não importava que a inocência de alguns réus fosse flagrante.

    Nada disso importava, era preciso desconstruir seu adversário, era preciso pintá-lo com cores pesadas, sujas,  desonestas, e, sempre , ao  lado, oferecer seu braço forte, seguro, limpo .

    Para isso, pessoas foram destruídas, leis foram distorcidas, princípios foram desprezados, tudo isso em nome de um projeto solitário de poder.

    Desta forma, desenvolveu seu projeto sem amarras,  aliou seus interesses aos interesses dos adversários deste governo,  sem que se perquirisse a ética, a honestidade, apenas ódio e fria ambição pelo poder.

    Tornou-se, cada vez mais,  franco representante da oposição, claramente  substituindo  este setor político despersonalizado, que  alegremente se atirou, sem nenhum pudor pela subserviência, pela  verdade, pela dignidade, a este jogo, apenas para tentar destruir um partido político adversário que tem amplo apoio junto ao povo.

    Foi este o objetivo o tempo todo.

    É este o objetivo agora.

    As atuais decisões autoritárias do Ministro Joaquim Barbosa, que chegaram a limites intoleráveis, tem como objetivo impelir  alguém a pedir seu impeachment, para então, sob os holofotes de uma mídia aparelhada pelo poder econômico, usar de toda a sua retórica para acusar os “corruptos “ de tentarem injustamente atingi-lo.

    Por isso, atentem aos fatos.

    Não caiam na armadilha.

    Os sinais são claros.

    Alguém, no entanto, pode perguntar, mas  então, não devemos fazer nada?

    Por certo que não.

    O que se impõe não é o impeachment de Joaquim Barbosa, que é o que ele quer, mas sim o simples afastamento de sua figura como responsável pelo andamento da AP 470, motivos para tal decisão não faltam, podem ser  enumerados “as pilhas”, de tão numerosos.

    Retirem os holofotes, e o teatro, ou o circo dos horrores, como preferirem, terminará suas sessões de tortura e, concomitantemente, restará afastado um nefasto projeto de poder.

    Jose Saramago já deu a dica.

    Se podes olhar, vê, se podes ver, repara.

    E impeça o desenrolar desta farsa.

    *Parte de uma biografia não autorizada – um exercício de ficção

    PS: Pela Teoria do Dominio do Fato, concretizada a candidatura, restaria claro que desde o início do julgamento da AP 470, o Relator já tinha em mente tal projeto de poder.

  33. É muito útil falar mal do

    É muito útil falar mal do Ministro Barbosa; apesar do burburinho ter nenhum efeito prático contra ele, isso serve para  conscientizar o eleitor sobre quais os jornalistas  que são contra ou a favor da corrupção. Voce Nassif, juntamente com o Kennedy e ao Paulo Henrique Amorin, já se sabe que vem sendo financiados, certamente com um exelente , salário(dinheiro não é problema para a quadrilha petralha) para formarem a petralhíssima trindade jornalística  em favor dos comunistas que aí estão. Voce já leu  História do Brasil? sabe que o comunismo matou mais que qualquer outra guerra ou religião? Lembrou que esse regime só traz a miséria do povo e não deu certo em lugar nenhum do mundo? Então, se voces são inteligentes, como é que podem trabalhar num projeto desses, tentando carrear milhões de pessoas para o Mal? Não dá para entender … é de chorar…

    • Bem vindo

      Amigo, seja bem vindo ao Blog do Nassif. Precisamos do debate sim, da seridade e da honestidade acima de tudo. Você tem o direito às suas opiniões mas a partir do momento que utiliza jargões vindos de pessoas do nível de Reinaldo Azevedo ou Merval, significa que sua consciencia já foi corrompida.

      Participe mais. Veja os coemntários do pessoal. Tem do Brasil todo e de fora também. Não coloque uma viseira feito um animal de charrete. Olhe para os lados. Verá que aqui o debate é livre e as opinioes sao respeitadas.

    • O Joasal é inculto.
      Fala de

      O Joasal é inculto.

      Fala de assassinatos pelos comunistas, como quem fala da obrigatoriedade do café da manhã.

      A incultura é um dos gargalos do ódio partidário.

      Na verdade o que ele quis foi externar o ódio ao partido do governo, no caso o PT. E pior, coloca todo mundo que não está na onda de seu ódio no mesmo balaio.

      Joasal, quem matou não foi o comunismo, foi a ditadura que se seguiu ao comunismo.

      Toda ditadura, seja de direita ou de esquerda, precisa matar seus inimigos para se estabelecer. Agora eu te pergunto: já leste a história contemporânea, mundial? Já descobriste que a ditadura comunista matou, mas a ditadura de direita, no caso da América Latina, os militares mataram muita gente, também?

      Falas que dinheiro não é problema para os petistas. Já leste nos jornais que o general Amaury Kruel recebeu seis sacos de dólares dos americanos para apoiar a ditadura no Brasil,que não era comunista, mas matou um bocado de brasileiros?

      Vai ler, macho, prá acusares alguém com base!!!!!

       

       

  34. Há muito se fala que o

    Há muito se fala que o judiciário é o poder mais podre da República, mas todo mundo só batia nos “políticos”, por serem representantes do povo, serem eleitos, terem que buscar votos para as próximas eleições e, antes de tudo, terem que conciliar, debater, conviver com as diferenças inerentes à sociedade. Com essa esculhambação geral da política e dos políticos, o judiciário, com todas as suas mazelas foi tomando espaço, inclusive na mídia, por representar justamente o oposto dos políticos: não são eleitos, são vitalícios, não reperesentam a sociedade, enfim.

    JB é um celerado, todo mundo já sabe. Entidades e pessoas responsáveis já apontaram o perigo que ele representa para o país. Mas, como disse o Nassif: quem ousará, de forma definitiva, dizer que o herói está nu? Enquanto suas ações tiverem a repercussão que ele gosta e acha que merece, seus patrocinadores continuarão com ele. Eu tenho a convicção de que,  assim como a opisição se acabou quando achou que tendo a mídia velha a seu lado não precisava fazer mais nada, o mesmo se dará com o jb. O que restará do judiciário?

     

  35. Bom sendo na justiça brasileira?

    O sr deve estar de brincadeira. O sr deseja bom senso, equilibrio, elegancia? Estamos num dos piores paises do mundo quando se fala em justiça. A justiça não funciona, não resolve nada. Todos que querem adiar algo jogam para decisão judicila. Em recentes pesquisas o cidadão disse não acreditar na justiça. Um personagem como Joaquim Barbosa fatalmente apareceria para sacudir esse ambiente. Melhor do que uma guerra civil.

    • Nota-se que você não sabe que

      Nota-se que você não sabe que as “sacudidas” do JB são seletivas. Por exemplo, o processo do mensalão tucano está lá com ele há não sei quantos anos, paradão, nada de sacudi-lo.

  36. Barbosa

    Politicos de qualquer partido, “instituicoes publicas” e grandes empresarios ( notadamente na midia) adoram um boi de piranha. Ali Kamel, Barbosa e tantos outros da vez, tem sua utilidade como para-raios ao chamar para si todas as insatisfacoes, legitimas ou nao, desviam a atencao.

    O Judiciario eh o que eh com ou sem Barbosa. Aquelas vacas de presepio la instaladas sao melhor do que ele? A omissao e covardia de seus pares fez tanto pela “justica” brasileira quanto Barbosa.

    Barbosa eh desequilibrado? Quais as desculpas dos outros?

  37. O medo da mídia
        Srs, Na adolescência,  filhos de família semi-pobre, vivíamos envolvidos em brigas de rua… e de futebol. Certo dia, um rapaz agricultor chamado Jair, que estava passando alguns dias na casa de sua tia na “cidade”, durante uma partida de futebol, se desentendeu com o Adilson, um rapaz bom de briga, filho de um pedreiro. Uma “entrada” meia dura do Jair e o Adilson partiu para cima dele. A turma do “deixa disso” aproximou-se para segurar o Adilson, mas ele insistia em querer bater no Jair.  Foi quando, um dos que ali estavam, chamado Calinho, passou a dizer algumas palavras ao Adilson, tipo “Cara, o Jair é da roça, é do sítio, pegador, levanta carroças pelo cambão, derruba cavalos com um soco, coloca tronco de árvores sozinho dentro dos caminhões…Não se meta com ele..você vai apanhar!”. A intenção era amedrontar o Adilson, para continuar o jogo e aliviar pro Jair, pois na verdade, por outras vezes que ele havia visitado a tia na cidade, já sabíamos que o Jair não “era de nada”. O problema é que o Jair, ali por perto,  ouviu todas aquela propaganda à seu favor. Ao invés do Adilson cair naquele conto do vigário, quem caiu foi o próprio Jair. Tomou aquele marketing como verdadeiro e “se achou”. Pensou que era mesmo um pegador. A carapuça serviu. Ato contínuo, Jair infla o peito e precipita-se para cima do Adilson lhe dando uma saraivada de socos. Até que, no início gostamos, pois o Adilson já havia batido em muitos de nós e vê-lo tomando um surra, foi aliviante. Mas, a propaganda era enganosa. O produto não era aquilo que a “mídia”  anunciava. Com 3 socos o Adilson jogou o batedor no chão e a briga acabou. Bem… Esta introdução foi apenas para relacionar este fato com outro que está acontecendo sobre o Ministro Joaquim Barbosa. Não temos dúvidas que sua suposta (real?) popularidade foi alcançada pela mídia, a grande mídia. Mas, é honesto dizer também, que no início, quando ele peitava o então presidente do STF, Gilmar Mendes, quando dizia lá na Corte “Ouça a voz das ruas presidente!”,  até a esquerda, os petistas, os socialistas o endeusavam, o levavam às alturas. Afinal…o guru Lula, dentro da visão progressista da igualdade racial,  inteligentemente o havia escolhido para o STF, além de que, o “homi” agora estava batendo de frente com o “detestável” Gilmar Mendes,  servidor do PSDB,  que fora indicado pelo então presidente,  Fernando Henrique. O namoro da esquerda e dos petistas com o Ministro terminaram quando começou o julgamento propriamente dito da AP-470, o mensalão.  Antes da “primeira vez” (primeiro dia),  até que havia uma certa desconfiança embasadas em algumas falas e atitudes do Ministro, mas ainda havia esperança para o casamento durar. Assim, quando chegou o primeiro dia, a expectativa era grande com relação ao que Barbosa tinha no seu saco da relatoria do caso. Mas, tão logo ele abriu o pacote e começou a fazer juízo dos fatos encontrados na ação, além de fazer juízo dos fatos que ele mesmo criou por conta própria, não teve jeito: Divórcio certo. No mesmo Tribunal que a esquerda apaixonada, alguns anos antes, havia se casado com ele, ali se separou. Mas, a “amante”, que também não é mulher dele, a grande mídia, esta continuou o relacionamento. Precisa deste relacionamento, é útil. Até quando não se sabe. Ou se sabe? É aí que entra a historinha do Jair, do Adilson e do Calinho. O fato é que, de tanto que massagearam seu ego, o Ministro se acha o salvador da Pátria, o eleito, o ungido.  O Merval Pereira, comentarista sempre contrário ao PT, ao Lula e à Dilma, que faz parte de uma empresa de jornalismo que ajudou a turbinar a boa fama do Ministro, a Globo, ao perceber que Joaquim realmente acredita que o povo está com ele, que o povo o ama, que tem cacife político para uma candidatura à presidência, agora ficou preocupado com as últimas falas e ações do Ministro.  Merval pensou: “É hora de falar a verdade para o Ministro. Ele tem que saber que não é isto tudo que nós dissemos ao povo que ele é”. O jornalista escreveu isto em 16/11 no O Globo: “O criticável será se, nos próximos meses, o relator do mensalão sair do Supremo para se candidatar, pois, como todos os magistrados, ele tem um prazo mais largo para se filiar a um partido político. Será inevitável que todos os seus passos como relator do mensalão, e mesmo suas indignações cívicas, sejam confundidos com ações políticas, o que nublaria suas decisões.” Que houve “malandragem” jurídica na Procuradoria Geral da República e no STF para condenar o pessoa do PT, isto até um leigo como eu já percebeu. Mas, tão somente porque este leigo não se alimenta apenas da grande mídia. Pesquiso os dois lados da questão para formar minha opinião. O problema é que no Brasil, apenas 10% de pessoas leem blogs de esquerda, progressistas, socialistas (chutando). Aqui em Santa Catarina…nem isto. Talvez 1%. Assim, a preocupação do Merval é que, Barbosa colocando seu nome para candidato à Presidência da República, ficará fácil para qualquer petista convencer o povo de que os políticos do PT tão somente foram condenados na Ação Penal 470, porque este Ministro queria chegar na cadeira maior deste país. Não houve a isenção ideológica e partidária necessária ao juiz. O caso do mensalão iria para a História como um grande embuste tramado entre partidos de oposição, grande mídia e juízes. Cá entre nós… Nunca passou pela cabeça da grande mídia fazer do Joaquim Barbosa um Presidente da República. Eles tem lá suas reservas quanto à pessoa dele. Eles tem outros nomes, por causa de outros interesses que certamente não conseguirão por meio deste senhor. Mas, caso ele pense mesmo que é o pegador, que a mídia disse que ele é…eles mesmo o desconstruirão como fizeram com o Collor.  

     

  38. Uma opinião bastante sensata

    Uma opinião bastante sensata é a que compara o comportamento de Barbosa com o do bêbado que entra no bar e inicia provocações e desordens. Também creio que a melhor resposta é não dar importância ao desordeiro atrabiliário, que terminará, se um surto psicótico não o acometer, estirado sob uma mesa, emporcalhado com os próprios dejetos.

  39. Não existe esse “pensamento
    Não existe esse “pensamento majoritário leigo é de que o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa é um herói”. Não sei de onde Nassif tirou isso.

    O que vejo no dia a dia é que a maioria das pessoas ainda não está se importando muito com o assunto, apesar do bombardeio maciço da mídia. Exatamente como na fase final do julgamento da AP470, mesmo sendo trasmitido ao viivo, pouca gente se interessou de fato pelo assunto,

    As pessoas que consideram Barbosa “um heroi” são apenas as pessoas normalmente tipificadas como “leitor de da Veja”. As demais ou são indiferentes ou o consideram como realmente é, um ditador judiciário. Digo, ditador literalmente, na exata acepção da palavra, e não apenas figurativamente.

  40. Duas notas

    Duas notas do Boechat na Isto é::

    STJ
    No pé do ouvido
    Depois do processo eletrônico, uma novidade vem causando mal-estar no STJ. É que há ministro na corte com “ponto eletrônico”, recebendo instruções da assessoria para votar. Advogados e até colegas da corte reclamam que o dispositivo tira a concentração de quem precisa estar atento aos debates dos processos nas sessões. Para os mais críticos é como se Sua Excelência escutasse “rádio” no trabalho.]

    Mensalão
    Ressalvas no exame

     A avaliação do estado de saúde do condenado e preso José Genoino, feita a pedido do STF, pode parar no lixo. O artigo 159, parágrafo 3º do Código de Processo Penal estabelece que o deputado tem direito a indicar um assistente técnico para acompanhar o trabalho dos cinco médicos da UnB. Mas isso não foi considerado no pedido do ministro Joaquim Barbosa. Além disso, o STF ignorou a possibilidade de arguição dos peritos designados, prevista no mesmo artigo 105 do CPP. A defesa de José Genoino pode, assim, pedir ao Supremo a anulação total da avaliação.

    • Esse Boechat tem cada

      Esse Boechat tem cada uma…

      E quem está preocupado com código? Para que isso?  

      Pedir revisão? Claro que pode. Pode inclusive pedir para o Papa uma revisão divina… 

      Tem gente que perde tempo com cada coisa. Agora até CPP tem gente que se dá o trabalho de ler… Vai tomar uma gelada para comemorar que isso já tá resolvido faz é tempo…

       

       

  41. Sou uma simples mortal, porém

    Sou uma simples mortal, porém quase sempre acerto em meus palpites. Foi assim quando Collor de Mello extrapolava no comando da Presidência da Repúlica. Nunca ouvira falar em impeachement, no entanto sentia, lá no fundo que o destino do homem daquilo roxo seria fora do Palácio. 

    Com o andar da carruagem, eu penso, Joaquim Barbosa, que prossegue, como todo doido, se achando o dono da ocada preta (talvez pela cor da cocada), ele próprio vai dar uma bolada forte fora. Isso acontecerá dentro em breve, pra felicidade geral da nação. Vai se complicar todo, se embolar nas próprias palavras, e cair por ele mesmo. Questão de tempo. Quem viver, verá.

    • Também sou um simples mortal!

      O fato é que o Joaquim Barbosa já enjaulou o núcleo criminoso petista, com uma exceção!

      Assiste-se hoje a irá dos desconformados com a justiça.

      A IRA, SEM PODER, É VÃ !  Tito Livius 50 A.C.

  42. Joaquim Barbosa

      Não devemos esquecer que quem indicou Joaquim Barbosa para o STF foi Lula e que o Congresso Nacional,com a maioria dos parlamentares aliados ao PT,aceitou a idicação.

  43. A Isca do PIG

    Dona Tucana e o Sr PIG passeiam com o seu filho Joaquim no parque da cidade. Joaquim é afrodescendente, adotado pelo casal. A “família” se dirige até você e o menino Joaquim começa a dar chutes na sua canela, insultar e, ainda, joga sorvete na sua roupa, enquanto o Sr. PIG e dona Tucana observam em silencio conspiratório. Milhares de pessoas – muitas já combinadas, e o povão inocente que gosta da criança, passeiam pelo parque e param para prestar atenção na cena e, ainda, centenas de paparazzi, escondidos nas folhagens, estão com as suas maquinas fotográficas e filmadoras engatilhadas, prontas para apertar o gatilho. Você acha que deve dar uma cacetada no menino? Devemos saber a hora de revidar e com quem revidar.

  44. Louco

    Sua materia prova porque o brasil esta na lama, o unico que ousou prender gangsters vocês consideram um vilão.

    O mensalão é a maior vergonha desde a epoca do imperio.

    Voce viu algum preso sair da prissão por problemas de saude ? 

    Barbosa é o unico que ousou , arriscando a propria vida enfrenter os mafiosos do PT.

    Lula o General do Mau, a eu não sei de nada , e a Dilma vai na mesma.

      • Marcha da família de trolls com Barbosa pela liberdade

        O que comprova minha tese, Malu. Também notei a quantidade de ‘novos comentaristas” que apareceram para despejar os jargões falso-moralistas que abundam (com muito trocadilho!) no Faceburro.

        Não se trata de leigos, de coxinhas, que são desinformados e intelectualmente preguiçosos. Certamente são do exercito virtual da direita incubida de propagar o heroísmo do Barbosão nas redes socias. É uma parte importante na estratégia da direita para a eleição ano que vem 

          • Trensalão, ISS_SP, ICMS-SP, etc…

            Acredito nisto também. As pesquisas recentes mais as revelações recentes do trensalão e iss, empurraram a direita ao desespero. O resultado é este.

      • O que vc chama de Troll é a

        O que vc chama de Troll é a verdadeira população Brasileira que finalmente acorda para a realidade bolivariana das intensões PeTistas, e essa de acusar os outros do que vcs fazem já ta manjada. 

  45. Joaquim Barbosa

      Não devemos esquecer que quem indicou Joaquim Barbosa para o STF foi Lula e que o Congresso Nacional,com maioroia dos parlamentares ligados a base de sutentação do PT.aceitou a indicação.

    • O Senado NUNCA exerceu um

      O Senado NUNCA exerceu um papel de examinador da indicação, aprova todos em cinco minutos sem maiores questionamentos, a aprovação da indicação pelo Senado brasileiro é MERA FORMALIDADE.

      O Senado dos EUA levou OITO meses de sabatinas na aprovação da ultima indicada para a Suprema Corte, Sonia Sottomayor, foi aprovada por estreita margem de votos depois de virada do avesso para se conhecer sua vida e suas ideias.

  46. Qualquer juiz que condenasse

    Qualquer juiz que condenasse o PT seria alvo da mesma campanha difamatória, e o modo que a esquerda tem apra intimidar seja quem for.

    Parece que é errado e o juiz que condena o criminoso claramente uma inversão de valores.

    • Lendo de trás para diante:

      Lendo de trás para diante: qualquer juiz que se eventualmente inocentasse o PT seria alvo de campanha difamatória da Direita e dos reaças. Basta ver Lewandowsky.

      Inversão de valores(universais) é aceitar por conta de taras políticas-ideológicas condenações sem provas cabais, ocultação de provas etc etc etc.

       

      • Pois é, assim ele se confunde

        Pois é, assim ele se confunde com o trolls que invadiram esse post do Nassif para defender o santo nome do Barbosão, vilmente difamado pelos blogs a soldo do petismo. Sem bem que quem aparou que o catão gastou 90 mil (do contribuinte!) com reforma no banheiro foi um reporter do Estadão. Que teve que chafurdar no lixo depois, a mando do Barbosão, o inquestionável, o infalível.

        O srAliança frequenta há tanto tempo esse blog, que deveria ter aprendido a exercer seu antipetismo com mais inteligencia e preparo. Vários ministros também condenaram os “mensaleiros” e embora duramente criticados, não são “vítmas de campanha difamatória”. A blogosfera não fica escarafuchando a vida privada da Rosa Weber, por exemplo.

    • Aliança liberal – a face da maldade que veio da ditadura militar

      Pelos outros comentários já publicados neste espaço, posso deduzir que o denominado Aliança Liberal não está brincando nem se fazendo de louco ou  burro…esta é a essência dele… 

      ….teci as seguintes conclusões…

      …pela total falta de razoabilidade e pelo conteúdo acusatório típico de regimes totalitários constato que . ..o pensamento do aliança liberal é o que era expresso na ditadura militar….

      …vejo  a distorcida acusação de campanha de difamação  e, verifico … os métodos continuam os mesmos…

      …olho outras manifestações – igualmente virulentas e sem nexo… sem análise dos temas…mas cheias de acusações  e diatribes….e, …refaço a conclusão .. tais pensamentos levaram a insanidade  e ao ódio…

      ….finalmente…  pela  intensa manifestação de alguém com tais predicados em um blog progressista…  acrescento….   ele nem pode se socorrer de estar sendo pago… pois, ninguém  pagaria  por tal falta de préstimos….   

      concluo…  aliança liberal – por si só-  faz mal a saúde…  e, somada a resquícios de ditadura….é severamente incapacitante… 

  47. Discordo
    Caro Nassif, sou seu admirador pelos seus comentários esclarecedores sobre economia e como discorda desse neoliberalismo doente e que está nos levando ao abismo, mas não concordo com essa “movimentação” em torno do Sr. Joaquim Barbosa, sei que sou leigo em assuntos jurídicos, mas por que essas críticas logo agora que ele está mandando pra cadeira essa quadrilha, por que ninguém o criticou no início quando não se tinha ainda o resultado dos julgamentos e se ele tem alguma coisa que o desqualifica como “santo” o que dizer dos mensaleiros e do resto das quadrilhas que assolam o setor público disfarçados de partidos políticos, acho que o nosso país está doente como um viciado em drogas que vê o médico que quer salvá-lo, numa clinica, como inimigo e o traficante como aliviador do seu sofrimento por fornecê-lo a droga que acaba, temporariamente, como o seu sofrimento da abstinência!
    Quero afirmar aqui que isso é muito perigoso, se começarmos assim a coisa pode entornar de vez e acabar com a estrutura social nesse país, espero estar redondamente enganado, vamos torcer para que os quadrilheiros de plantão sejam erradicados do setor público no nosso país de uma vez por todas!

  48. Telhado de vidro

    Enquanto os Ptistas, simpatizantes do pt e outros “amigos”desta cúpula, falam mal…. a população vê neste homem a esperança de que impunidade está começando a conhecer seu fim!!!

    Oxalá outros juizes de carreira possam se mirar neste exemplo de profissional e homem, para que um dia o nosso voto verdadeiramente tenha valor. Nossa sociedade possa ser protegida pela Lei, e os abusos como mensalão sejam fatos de uma história que vamos contar para netos, bistenetos…….

    Aos críticos apenas desejo que passem um dia na pele de quem depende dos politicos e governantes para sobreviver, gente como os piauienses que morrem de por falta de água  em pleno ano 2013!!! Gente do Nordeste e norte que tem 50% apenas de suas casa com saneamento básico….. Gente como o povo do Rio de janeiro que tem hospitais publicos e em estado de miséria….(os médicos cubanos atendem na rua?….no Rio acho que sim)……. Um Brasil que compra votos com bolsa familia…..Eu sinto vergonha da ré que engatamos……..Ditadura Branca…..

    Por tudo isso e muito mais que eu e muitos vêem no Barbosa um fio de esperaça!!!! Não mexam nele!!!!

     

     

    • Só se for a população de
      Só se for a população de fieis seguidores da Globo, Folha, Veja e assemelhados.

      Aliás, está uma “gracinha” este post hoje com alguns novos comentaristas “a la OCC” ou a la “Anonymous”.

  49. Preparando o Mensalão Tucano Light

    Em breve, depois que nada adiantou o exagero midiático acima do PT (a Dilma continua na frente), Barbosa será crucificado e as penas irão ser suavizadas, mediante os embargos infringentes, etc., e, logo de voltar todo ao nível “light”, que foi apenas caixa 2, o mensalão tucano será julgado então, rapidinho, sem tortura de imprensa, acenando para o público que foi utilizada a “mesma vara” que com o PT.

  50. Ministro do supremo

    É esse tipo de reportagem, de texto  e de postura que acabam com o Brasil, falar com Ministro Joaquim Barbosa..?? o unico homem que se tem noticia na historia Brasileira, que teve coragem de LUTAR.. quase que sozinho, CONTRA todo tipo de safadeza e falta de vergonha na cara…uma andorinha abençoada que está sim conseguindo fazer verão, toma vergonha ô cidadão reveja seus conceitos,, falar do Ministro..????????? vai procurar o que fazer de util para a Nação…

     

  51. O único “crime” do Ministro

    O único “crime” do Ministro Presidente do Supremo Tribunal Federal foi fazer uma relaroria IMPECÁVEL da AP470 que levou petistas graudos para a cadeia. Ou alguém ai esta chorando pelos outros condenados?

    Dizer que só os “leigos” (mais de 80% da população segundo as pesquisas) acham que o comportamento/açcão do então relator do processo e hoje Ministro Presidente do Supremo Tribunal Federa Joaquim Barbosa não foi correto é ser muito prepotente e achar a que a maioria dos cidadãos do pais são idiotas.

     

  52. É PRECISO ERRADICAR O MAL QUE

    É PRECISO ERRADICAR O MAL QUE SE INSTALOU NO BRASIL NOS TRÊS ÚLTIMOS GOVERNOS. O QUE MAIS SE ENCONTRA NO MEIO POLÍITICO É CARÁTER DE 5ª CATEGORIA, ÉTICA ZERO E COMPORTAMENTO IRÔNICO DIANTE DA MÍDIA. FORA!!!!!

  53. Ministro do STF

    Há uma verdadeira inversão de valores em nosso país, vejamos: Pela primeira vez um juíz teve a coragem de afrontar o poder e mandar pra cadeia o núcleo corrupto do governo. Como consequencia, está sendo bombardeado pelos áulicos da sapiencia jurídica que não tiveram a coragem de faze-lo. Qual o verdadeiro motivo de desancarem o ministro Joaquim Barbosa ?. O que dizer do Lewandovsky (es-advogado do PT) e do Dias Toffoli (ex-assessor do Dirceu) também nomeados por Lula; também viraram santinhos? Ora, seria lógico o raciocinio de que na realidade ninguém é confiável no STF. Porque não soltar os mensaleiros e mandar pra cadeia o Ministro Barbosa , pelos atos insensatos que tem cometido contra eles?. Ora, ora vão planter batatas!!!!!!!

    Quem não tiver culpa no cartório que atire a primeira pedra.

  54. País de ladrões é assim…

    …quando se condena (mesmo com penas brandas) homens públicos ou com cargos ditos importantes o cara fica mal visto pelos pares.   Mas qual é o par?  Ah!  Isso só se define depois das eleições.  Se ele apoiar ou receber apoio do PMDB a mídia brasileira fica mansa e feliz.

    Não é problema com partidos e tão pouco da política em si.  O problema está no comportamento do cidadão e principalmene daquele que detém o poder da mídia que não informa e não denuncia.

    É a mídia que age por interesse próprio.

  55. Análise escorreita do Luis nassif

    A análise feita pelo Luis Nassif  vai ao encontro de várias decisões tomadas pelo Ministro Joaquim Barbosa ao “arrepio” da lei, sem contar a falta de respeito que vem demonstrando com os seus pares. Os que discordam do Nassif são partidários do PSDB, declaradamente anti-petistas, e elitistas, que acham que um operário pode montar um palanque mas não pode estar nele depois de montado.

  56. Omissões interessadas

    “nem os Ministros que endossaram seus votos…”

    O problema, no julgamento da AP 470, está aí. Não no processo de seleção de juízes nem na legislação.

    O mesmo se dá quando um projeto lei absurdo é aprovado (ou um PL necessário é engavetado.). A culpa maior é de quem propõe algo inusitado ou de uma maioria folgada que finge acreditar naquilo?

    Para quê ‘Reforma Política’? Por acaso com financiamento público exclusivo a maioria da população subitamente deixará de votar em quem faz o discurso ‘bandido bom é bandido morto’? Alguém passará a fazer campanha em prol de uma Reforma Tributária?

    O principal de uma ‘reforma’ não seria, então, obrigar a votação de projetos dentro de algum prazo e que a mesma seja aberta, para permitir a reconexão entre sociedade e Congresso?

    Quando se critica que uma parte da imprensa omite notícias desinteressantes para seu eventual lado, por que alegremente fazer de conta que uma outra parte não faz o mesmo? Está muito difícil perceber que não existe apenas uma imensa máquina de propaganda em funcionamento, mas duas?

    Ideias e conceitos, em ciências sociais inclusive, não pertencem a ninguém, muito menos a partidos políticos.

    Por uma maior divulgação das ‘verdades inconvenientes’.

     

     

     

  57. JUDICIARIO FALIDO

    Perfeito o comentário acerca da atuação do Presidente do STF.

    Como pode cometer irregularidades sendo Presidente também do CNJ.

    Deveria renunciar.

    Seus pares , espalhados pelo Brasil, deveriam denunciá-lo e exigir seu afastamento.

    Mais como ? Se a cada dia proliferam os casos de venda de senteças em todas as esferas e casos de irregularidades em licitações de sedes faraônicas de Tribunais?

    Como julgar com independênca se empresas de capital privado e grandes corporações que possuem ações na justiça bancam “seminários” em grandes resorts de luxo par juízes e desembargadores?

    Sem falar no acúmulo de processos, na demora dos julgamentos no excesso de frotas de veículos, etc…

    A justiça brasileira precisa, urgentemente, se conectar com as necessidades da sociedade.

    Juiz tem que dar exemplo e ficar longe de holofotes.

     

  58. Barbosa foi indicado pelo Presidente Lula, e daí?

    Alguns boçais da imprensa e seus seguidores comentam exaustivamente que o Joaquim Babosa, bem como a maioria dos atuais ministros,  foi indicado pelo Presidente Lula, como se isso tenha sido um tiro no pé. Mais um mérito para o Presidente Lula e os parlamentares petistas (e a base aliada). Essa indicação só confirma o espírito republicano do Lula e do PT. As indicações, ao contrário do que ocorria anteriormente, não são políticas e nem foram pensadas para que o indicados fossem capachos do presidente e partido de plantão. Portanto, os comentários desse boçais e seus seguidores são o aval da atitude democrática dos governos pós 2002 e do Partido dos Trabalhadores.   

    • Louvável

      Concordo com você. É realmente louvável o espírito rebublicano demonstrado por Lula quando da indicação de JB. O único problema é que esse republicanismo todo não pode desaparecer quando seu resultado é uma condenação de amigos.

      E quanto a Lula e ao PT, parece que continuam com o mesmo espírito republicano, pois deles não se ouve muitas reclamações quanto aos desdobramentos da AP 470.

      Porém, parece que boa parte da militância petista, dos juristas de plantão e de alguns jornalistas, não estavam preparados para as consequências desse republicanismo. 

      • Por incrivel que pareça vou

        Por incrivel que pareça vou ter que criticar o Lula nessa. Não foi uma atitude republicana, foi sim demagógica, na minha opinião, movida por vaidade.

        Quis ser coroar seu governo com a simbologia de um negro no STF. E se esqueceu de se preocupar se era preparado para o cargo

  59. Afinal, como ele foi escolhido (?)

    Barbosa,  foi escolhido por ser o melhor disponível no momento ? E Fux, Gilmar Mendes, Dias Toffoli,  para citar exemplos da atual composição. A questão lógica e clara é que os critérios  ” técnicos” para a escolha dos mesmos tendem a ser um tanto quanto questionáveis, para ser brando. Para ser realista, acredito piamente que que são negociatas, como o próprio FUX confessou .gabando-se de sua astúcia.  Se for verdade que Barbosa foi rejeitado no exame psicotécnico para embaixador , pois, segundo matéria da Veja,” suas atitudes eram agudas demais para alguém da carreira diplomática”, pergunto ? Qual o critério que FHC, Lula e agora Dilma adotaram para a escolha dos ministros do STF ? Fica difícil acreditar que os critérios” técnicos ” dentre os quais “notório saber jurídico,” minimamente foram respeitados.

    Isso é um crime de responsabilidade contra o Brasil, que todos os chefes de poder cometeram,  de Collor a Dilma, todos tem enerme responsabilidade por essas escolhas. E o Brasil que paga o preço por isso.

    • Antonio o Fux foi indicado

      Antonio o Fux foi indicado pelo proprio Dirceu que disse que iria livrar a cara dele no julgamento, este é o critério, agora convenhamos o FHC soube escolher melhor , pois os escolhidos dele são fieis até a morte.

  60. Nível dos comentários

    O Nassif descredenciou (expulsou) muitos comentaristas e abriu as portas para a direita piguenta. A qualidade, excluindo-se meia dúzia de bons comentaristas, caiu vertiginosamente, e o blog tem agora um público tão vil quanto os meios que os informam – isso os não contratados pelo pela nova UDN.

    Lamentável!

      • Salvo-conduto ou HC preventivo…

        Bom, em que balcão titia dá entrada no pedido de salvo-conduto ou HC preventivo?

        Sim, porque pelo que já li e vi por aqui, há uma enorme flexibilidade nos critérios para determinar quem é troll, ou o que é baixaria…

        Foucault já desvendou este problema faz tempo, mas ele persiste por aqui, e como sempre, escamoteado…

        Enfim, pelo menos definir o que é esquerda e direita, parece que conseguimos, inclusive com as variações: na direita tem os teaparty, e cá na esquerda tem a seção grilo falante…

         

    • Fogaça, não reclama do Luis,

      Fogaça, não reclama do Luis, o Nassif passou a ceifadeira nos de direita, até eu, Ledourzinho da Cuíca, um cara respeitoso, fui mandado pro limbo Sorry, 189.28.181.221 has been banned. 

      Hehe

  61. Cade a seriedade !!

    Prezado Luiz Nassif, depois de tantos anos o acompanhando eu tinha que ver, ou melhor ler , uma 

    besteira como essa da sua parte  !!!  O Ministro Barbosa pode ser desequilibrador , ou melhor, o cara

    que está desequilibrando a cultura de que cadeia é para POBRE e NEGRO !!!!

     

    Digamos que o Ministro Barbosa seja desequilibrado, como a materia sugere , o  Lewandovsky seria então

    o equilibrado ? Ou o equilibrador ????

     

    Faça me o favor, vai tocar seu bandolim !!!

     

     

    Nelson – SP

    • Só Pobre, Preto, Puta e Petista!

      E o cancer da Privataria Tucana?

      E o cancer do Valerioduto Tucano de Minas Gerais?

      E o cancer do Trensalão Tucano de São Paulo?

      E o cancer da Máfia dos Fiscais do Serra-Kassab?

      E o HeliPÓptero????????

  62. Tanto comentário sobre a

    Tanto comentário sobre a matéria do Nassif seria desespero das viúvas da udn ou preparatórias para o ‘julgamento’ do mensalão tucano mineiro, ou ainda  do mensalão do dem do DF?

    Vergonha alheia, quando pessoas que se consideram informadas não procuram ver as questões observando os fatos e resumem seus comentários pelo que viram ou leram nessa mídia sem vergonha e golpista. Com já disseram, quem não conhece a História está condenado a repetir os erros.

  63. o comentario de Luiz Nassif

    Nunca na história deste pais, alguem teve peito “macho” para mandar pra cadeia o homens do colarinho branco, agora vem o sr. Luiz Nassif tentando desmoralizar o Sr.Joaquim Barbosa, voce deveria como jornalista valorar a atitude ,sabemos que os advogados transitam no judiciaria quase sempre como lobistas.

    Sr.Luiz Nassif, faça me um favor…..

    • Paulo , penso que não é este

      Paulo , penso que não é este o critério , as setenças tem que ser cumpridas , se vc é preso para o semi aberto , não pode ficar no regime fechado, mandar substituir um juiz tb é um erro, prender uma parte do grupo e deixar os outros soltos e adotar critérios diferentes para um ficar na prisão domiciliar e outro preso não , tb não é certo para um juiz do Supremo, se fosse da 1 estancia , vai lá , mas um juiz do supremo, não pode ter erros primários  como estes.

    • Sua indignação tem partido companheiro?

      Você errou a cor. So alguem sonso não enxerga os dois peso da justiça brasileira. O unico colarinho a ir para a cadeia será o vermelho. Por que voce não fica indignado de um juiz esquecer numa gaveta escandalo do PSDB de mais de 500 milhões de reais? Por que não fica indignado do Barbosa não querer julgar o mensalão do PSDB? Por que não fica indignado do Barbosa não estar nem aí em validar a operação Satyagraha, que esta em suas mãos e é responsavel pela maior corrupção que ja rolou neste país e seus responsáveis o Daniel Dantas e FHC? Por que não fica indignado em saber que Barbosa mandou prender os políticos do PT, mas está todo amiginho do Roberto Jeferson, também condenado e solrto até agora? Sua indignação é só com o PT?

    • Desmoralização!

      Sr. Paulo Roberto, Joaquim Barbosa desmoralizou a si próprio e com isso, desmoralizou e levou ao ridículo o próprio STF.

       

  64. Que bom

    Hoje em dia, há um desconforto generalizado no meio jurídico com a atuação de Barbosa.

    Que bom que os operadores da justiça neste país tenham sido tirados de sua secular zona de conforto. A zona de conforto que nos levou a uma sociedade onde uma parcela da elite político-econômica sempre gozou das benesses da nossa legislação feita sob medida para eles, enquanto a grande parcela da população apenas conhece a rudeza desta mesma legislação.

    Kakai, o advogado do sorriso fácil e do deboche, acha que o STF deve resgatar a sua dignidade e do judiciário brasileiro. Provavelmente ele considera dignidade os habbeas corpus, os processos infinitos, a inocência julgada ou a condenação sem pena de todo aquele que possa, através do pagamento de seus honorários, bancar-lhe o estilo bon vivant. Não tenho conhecimento dele ter expressado alguma vez que o judiciário brasileiro pela dureza com que esse trata milhares de cidadãos por esse país afora. Nem ele e nem dezenas de jornalistas, blogueiros e quetais, que assim como ele estão indignados, seletivamente indignados, com o tratamento dispensado aos condenados um um única ação.

     

  65. Pessoa nefasta, de Gilberto Gil

    Por que será que me lembrei desta canção de Gilberto Gil?

    Pessoa nefasta
    Gilberto Gil

    Tu, pessoa nefasta
    Vê se afasta teu mal
    Teu astral que se arrasta tão baixo no chão
    Tu, pessoa nefasta
    Tens a aura da besta
    Essa alma bissexta, essa cara de cão

    Reza
    Chama pelo teu guia
    Ganha fé, sai a pé, vai até a Bahia
    Cai aos pés do Senhor do Bonfim
    Dobra
    Teus joelhos cem vezes
    Faz as pazes com os deuses
    Carrega contigo uma figa de puro marfim
    Pede
    Que te façam propícia
    Que retirem a cobiça, a preguiça, a malícia
    A polícia de cima de ti
    Basta
    Ver-te em teu mundo interno
    Pra sacar teu inferno
    Teu inferno é aqui

    Pessoa nefasta

    Tu, pessoa nefasta
    Gasta um dia da vida
    Tratando a ferida do teu coração
    Tu, pessoa nefasta
    Faz o espírito obeso
    Correr, perder peso, curar, ficar são

    Solta
    Com a alma no espaço
    Vagarás, vagarás, te tornarás bagaço
    Pedaço de tábua no mar
    Dia
    Após dia boiando
    Acabarás perdendo a ansiedade, a saudade
    A vontade de ser e de estar
    Livre
    Das dentadas do mundo
    Já não terás, no fundo, desejo profundo
    Por nada que não seja bom
    Não mais
    Que um pedaço de tábua
    A boiar sobre as águas
    Sem destino nenhum

    Pessoa nefasta

  66. Coitadinhos desses seguidores

    Coitadinhos desses seguidores do Bispo Malafaia, não é, Nassif?

    Ninguém contou para eles que se as coisas continuarem como estão, Lula volta nos braços do povo e se elege em 2014. Aí eles vão ter que engolir sapo barbudo por mais 8 anos.

    Se não morrerem antes, afogados na própria raiva canina que transborda de suas línguas ingratas.

    Tristes personagens preconceituosos e desinformados: foi dessa massa ignorante que surgiu a matéria prima para Hitler fazer dos alemães o que ele fez.

  67. A inveja mata

     

       Vivemos em um País onde estupradores, ladrões e corruptos podem até ser presos, mas ficam um ano no máximo e em regime semi-aberto. Nossa justiça é muito falha e é assim para ajudar estes mesmos que citei. A elite brasileira, que passa na OAB, quer viver de holofortes, quer ganhar dinheiro defendo estes mesmos que citei e acabar com essa mamata é de cara prejuízo.

       Não quero saber quem colocou Barbosa lá, não quero saber se ele é truculento, desajeitado, anti-social ou se fala o que pensa. Não quero saber se suas atitudes são fantásticas, astronômicas, galáticas ou midiáticas.

      O que me interessa é que ele deu um tiro certeiro num dos maiores canceres do Brasil e por isso que será lembrado e todos os outros esquecidos. Chega de frescura, chega de falar isso ou aquilo, não me interessa a opinião de outros juristas e nem de outros tolos comentaristas. Senhor Nassif, por “n” vezes o senhor esteve diante de autoridades e na hora de perguntar, argumentar e escrever o que o povo queria saber ou questionar, o senhor correu da resposabilidade pelo “ser o mais correto”.

       É fácil escrever aqui, longe, distante, as costas. Faça como Barbosa, fale logo na cara.

       Fique triste não senhor Nassif…Mas hoje o Brasil tem um novo héroi, talvez o primeiro verdadeiro, e ele se chama Joaquim Barbosa e ele não é da mídia, não é político e não é magistrado complascente. É um ex-faxineiro, ou melhor, um ainda faxineiro fazendo uma limpa e passando a limpo esta nação hipócrita.

    • E os dos Tucanos?

      E o cancer da Privataria Tucana?

      E o cancer do Valerioduto Tucano de Minas Gerais?

      E o cancer do Trensalão Tucano de São Paulo?

      E o cancer da Máfia dos Fiscais do Serra-Kassab?

      • Decisões ao “arrepio” da lei

        Mauro, na verdade, as decisões do Ministro Joaquim Barbosa foram feitas ao “arrepio” da lei, demonstrando, inclusive, pela forma desrespeitosa com vem tratanto os seus pares, que á uma certa dose de desiquilíbrio, inadmissível para um integrante da mais alta Corte do Judiciário Brasileiro.

         

      • E os dos Tucanos

        Amigo Mauro, não sou de nenhum partido, alias não voto a anos, não sou bitolado, desculpe.

        Disse apenas que concordo com qualquer corrupto na cadeia, independente de partido.

        Hoje vimos Lula ao lado de Collor e Sarney e apoiando Renan Calheiros para o Senado.

        Ontem vimos falcatruas em Prefeituras, trens e metrô.

        Todos querem o mesmo…manter o poder as custas dos tolos brasileiros.

        Tolos pq vem aqui defender corruptos (mesmo que condenados)

        Tolos pq defendem cores de partidos.

        Tolos que se levam pela opinião de outros.

        Defendam os partidos pq eles estão rindo de nós.

        Sou de orgão público e te afirmo que em 20 anos trabalhando, mesmo trocando de partidos no poder, o povo sempre esteve em último plano…sempre.

        E a carava passa, os cães ladram e os corruptos continuam a roubar.

        E os tolos? bem os tolos passam dias discutindo em blogs os sexos so anjos.

         

  68. É incrível como nunca estamos

    É incrível como nunca estamos satisfeitos… É como a mulher que consegue o corpo perfeito mas sempre acha um defeito…

    Todo processo de mudança passa por ajustes e este não será diferente. O que precisamos estar convictos é que ALGUMA coisa está mudando e mudanças sempre serão necessárias. Foi o processo evolutivo que nos fez andar sobre duas patas !!

    Se o Ministro Joaquim Barbosa é herói ou não, isso não vem ao caso. É importante saber que Pelé, Beethoven e Einstein (guardadas as devidas proporções de comparação, obviamente) também cometeram erros nas atividades em que eram referência.

    Observar alguns assuntos sendo tratados por outro ângulo, às vezes (“às vezes” !!) me cheira a tentativa de desvio de foco,o que não colabora com o debate. Impropério verborrágico ?? Talvez… Mas, por favor, deixem o homem trabalhar !!!!

    • Desviar do foco é mesmo com os Tucanos!

      E o cancer da Privataria Tucana?

      E o cancer do Valerioduto Tucano de Minas Gerais?

      E o cancer do Trensalão Tucano de São Paulo?

      E o cancer da Máfia dos Fiscais do Serra-Kassab?

      E o HeliPÓptero????????

    • Ministro do STF Barbosa

      Os erros de Pelé, Bethoven ou Einstein não colocaram pessoas na cadeia apenas por indícios de crime. Goste ou não, para que haja crime,é preciso que se prove. O que se busca é justiça, não justiciamento. Que a justiça seja dura, inflexível,com quem comprovadamente praticou crime.

      Até agora não se provou que os não sei qtos milhões eram dinheiro público,e muito menos que foram desviados para fins pessoais.

      Que o homem trabalhe, mas com equilíbrio e isenção. Do contrário, não será juiz, e sim, carrasco.E carrasco nós já tivemos muitos, a maioria fardada, por mais de 20 anos.

    • Se é verdade que “o processo

      Se é verdade que “o processo evolutivo nos fez andar sobre duas patas”, também o é que o fato de o JB e demais membros do STF terem “tratorado” princípios jurídicos seculares, condenando sem provas, apenas para entregar a encomenda certinha aos patrões da mídia canalha e seus jornalistas de programa, nos faz andar séculos para trás, retrocedendo à época da barbárie!

    • Se vc acha que mudança é
      Se vc acha que mudança é retrocesso…há uma questão anterior a considerar jb herói ou vilão…ninguem quer ver bandido solto, mas é preciso que ele seja SENTENCIADO definitivamente para ir preso. Além do mais, qquer preso que esteja doente é levado pra hospital…quem tem direito a semiaberto não pode estar em fechado. Nao é um zeninguem falando, mas o codigo penal. So isso e jb c*** e anda pra tudo…cade o estado de direito? Pra que existe lei? Para nos proteger dos desmandos e das arbitrariedades como essas a que assistimos.

  69. Caro Nassif e demais
    JB

    Caro Nassif e demais

    JB assumiu a encrenca de uma classe social, que em seus ricos detalhes, deixou um caminho, não previsto.

    Seguramente, os grandes empresário, banqueiros, latifundiários, estão felicitando JB, e já, calculando, qual a melhor hora dele sair de cena, para ganhar mais votos do povo e continuar com o poder secular.

    JB planeja pa ZD, Genoino e Delúbio, um inferno, em nada diferente é planejado para ele, dos mesmos que o apoiam, tudo, é uma questão de tempo.

    A classe dominante, tem que transformar isso em ponto positivo para eles.

    Saudações

    • “estão felicitando JB” quem

      “estão felicitando JB” quem ta comemorando são os mais pobres que estão vendo poltico corrupto sendo preso.

      • Caro Aliança
        Realmente, um

        Caro Aliança

        Realmente, um grupo de pobres está comemorando, faz parte do jogo. Se esses mesmos pobres, soubessem um bilionésimo da corrupção verdadeira, não sobraria postes para os enforcamentos.

        Realmente, se eles soubessem que são os que criaram a pobreza em que eles vivem, e que estão atrás do julgamento do ZD, Genoíno, Delúbio, para eles continuarem pobres. 

        Numa época de fios elétricos, nem cordas seriam utilizadas.

        Saudações

  70. Os maiores juristas e

    Os maiores juristas e constitucionalistas do país são unanimes na desaprovação ao modus operandi do JB.

    Por que apenas trolls o consideram um “herói”? Excessão é claro, aos tucanos, que por um pensamento rasteiro e partdário aprovam que os “inimigos” sejam levados à forca. Não importa se com justiça ou não.

    Percebem a maldição que essa velha mídia causa ao Brasil?

    JB é como aquele vilão que passa todo o filme posando de mocinho ( boa parte dos espectadores acredita que ele seja mesmo o mocinho, mas os que prestam mais atenção aos detalhes do roteiro já conseguem antever o final da história.) . A surpresa será para alguns. Não para todos.

     

     

  71. Soccoro!

    Lendo os comentários comecei a rir nervosamente!

    Acho que o Çerra foi distribuir PC’s nos hospícios, e agora todos os “pacientes” devidamente amestrados entram no blog para defender o Napoleão mor dos hospícios brasileiros.

    Fico admirado pela paciência e coragem de alguns dos membros do blog que tentam responder a esses loucos de pedra, Pessoal, não percam tempo, deixem o problema para a psiquiatria!

    • A defesa de Joaquim

      Lionel,os que aqui defendem esse ministro, é apenas por ódio ao PT. Porque qualquer pessoa com o mínimo de sensibilidade e conhecimento de patologias a que se dedicam psicólogos e psiquiatras, saberá identificar que o comportamento desse senhor é anormal. A cegueira do ódio, nao lhes permite a razoabildade de análise. Gostem ou nao do PT, há de se concordar que seus destemperos e perseguiçao mórbida, fogem da normalidade do ser.

      PS; Desculpem, mas hoje nao consigo teclar o “til”. Nao sei o porquê.      

  72. Joaquim é o “capitão do

    Joaquim é o “capitão do mato’  da “casa grande”, A ELITE VAI USA-LO DEPOIS DESCARTA-LO, OU SEJA, QUANDO ELE DEIXR DE SERVIR a elite, vão joga-lo no lixo.

  73. Desequilibrado !!!

    Só alguém que não compartilhe dos desmandos tão naturais deste pais pode se insurgir e levar corruptos para seu verdadeiro e seleto ambiente, no qual o sol nascer quadrado é mais do que uma recompensa, pois o correto seria a forca para esses les-pátria putridos que por cá abundam mais que lodo!

    • da Carta Maior
      A opinião

      da Carta Maior

      A opinião pública como gado

      O documentado condomínio entre o PSDB, cartéis e a prática sistêmica de sobrepreço nas licitações do metrô paulista era do conhecimento da mídia desde 2009.

      por: Saul Leblon

      A régua seletiva da emissão conservadora vive mais uma quadra de exibição pedagógica.

      Vísceras, troncos e membros do grupo proprietário do Hotel Saint Peter, em Brasília, no qual trabalhará o ex-ministro José Dirceu, por apreciáveis R$ 20 mil, diga-se  – se fossem R$ 5 mil ou R$ 10 mil as suspeitas seriam menores?–  estão sendo trazidos a público em cortes sugestivos.

      Chegam desossados e moídos.

      Salgados e pré-cozidos, basta engolir, sendo facilmente digeríveis em sua linearidade.

      Sem guarnição, recomenda o chef.

      Assim costuma ser, em geral, com as informações que formam o cardápio de  fatos ou acusações relacionados ao PT.

      Uma farofa seca de areia com arame farpado.

      E assim será com o exercício do regime semiaberto facultado ao ex-ministro.

      A lente da suspeição equivale desde já a um segundo julgamento.
      Com as mesmas características do primeiro.

      Recorde-se o jornalismo associado ao crime organizado que  não hesitou em invadir o quarto de hotel do ex-ministro, em Brasília, para instalar aparelhos de escuta, espionar gente e conversas no afã de adicionar chibatadas ao pelourinho da AP 470.

      O cenário esquadrejado em menos de uma semana  –o emprego foi contratado na última 6ª feira— diz que não será diferente agora.

      O dono do hotel é filiado a partido da base do governo (PTN), revela a Folha. Tem negócios na área da comunicação. Uma de suas emissoras, a Top TV, com sede em Francisco Morato (SP), conquistou recentemente o direito de transferir a antena para a Avenida  Paulista.

      Suspeita.

      A Anatel informa que não, a licença foi antecedida de audiência pública. Sim, mas a Folha desta 5ª feira argui tecnicalidades, cogita riscos de interferência em outros canais etc

      Não só.

      Dono também de rádios, o empregador de Dirceu operou irregularmente uma antena instalada em terraço do Saint Peter, diz o jornal  ainda sem mencionar o andar.

      Deve ser o 13º.

      A mesma Folha investiga ainda encontros do empresário –membro de partido da base aliada–  com o ministro Paulo Bernardo. Da Comunicação. A esposa do ministro é pré-candidata ao governo do Paraná..

      Vai por aí a coisa.

      Alguém com o domínio de suas faculdades mentais imaginaria que o ex-ministro José Dirceu, um talismã eleitoral lixiviado há mais de cinco anos no cinzel conservador, obteria um emprego em qualquer latitude do planeta sem a ajuda de aliados ou amigos?

      O ponto a reter é outro.

      Avulta dessa  blitzkrieg  uma desconcertante contrapartida de omissão: quando se trata de cercar pratos compostos de personagens e enredos até mais explosivos, extração diversa, impera a inapetência investigativa.

      O braço financeiro da confiança de José Serra, Mauro Ricardo, seria um desses casos de inconcebível omissão se as suas credenciais circulassem na órbita do PT?

      A isso se denomina jornalismo de rabo preso com o leitor?

      Tido como personalidade arestosa, algo soberba, Mauro Ricardo reúne predicados e rastros que o credenciariam a ser um ‘prato cheio’ do jornalismo investigativo.

      O economista acompanha Serra desde quando o tucano foi ministro do Planejamento (1995/96); seguiu-o na pasta da Saúde (1998/2002), sendo seu homem na Funasa, de cujos funcionários demitidos Serra ganharia então o sonoro apelido de ‘Presidengue’, na desastrosa derrota presidencial de 2002.

      Nem por isso Mauro Ricardo perdeu a confiança do chefe, sendo requisitado por Serra quando este assumiu a prefeitura de São Paulo, em 2004/2006, ademais de acompanha-lo, a seguir, no governo do Estado.

      Quando o tucano foi derrotado  pela 2ª vez  nas eleições presidenciais de 2010, Mauro Ricardo voltou ao controle do caixa da prefeitura, sob a gestão Kassab. 

      Esse, o trajeto da caneta que mandou arquivar as investigações contra aquilo que se revelaria depois a maior lambança da história da administração pública brasileira: o desvio de R$ 500 milhões do ISS de São Paulo, drenados ao longo do ciclo Serra/Kassab por uma máfia de fiscais sob a jurisdição de Mauro Ricardo.

      O que mais se sabe sobre esse centurião?

      Muito pouco.

      Seus vínculos, eventuais negócios ou sócios, círculos de relacionamento e histórias da parceria carnal com o candidato de estimação da mídia conservadora nunca mobilizaram esforço investigativo equivalente ao requisitado na descoberta de uma antena irregular  num terraço do Hotel Saint Peter, em Brasília.

      Evidencia-se a  régua seletiva.

      Que faculta ao tucano Aécio –e assemelhados-  exercitar xiliques de indignação ante as evidências de uma fusão estrutural entre o tucanato de SP,  cartéis multinacionais e a prática sistêmica de sobrepreço  nas compras do metrô paulista – desde o governo Covas.

      Dados minuciosos do longevo,  profícuo matrimônio,  são conhecidos e circulam nos bastidores da mídia, de forma documentada, desde 2009.

      Quem  confessa é o jornal Folha de SP desta 5ª feira.

      Repita-se, o repórter Mario Cesar Carvalho admite, na página 11, da edição de 28/11/2003 do jornal, que se sabia desde 2009  da denúncia liberada agora pelo ‘Estadão’ –cujo limbo financeiro pode explicar a tentativa de expandir o universo leitor com algum farelo de isenção.

      Por que em 2009 esse paiol não mereceu um empenho investigativo ao menos equivalente ao que se destina aos futuros empregadores de José Dirceu?

      O calendário político da Folha responde.

      Em 2010 havia eleições presidenciais; o jornal preferiu investir na ficha falsa da Dilma a seguir os trilhos do caixa 2 tucano em SP.

      No seu conjunto, a mídia tocava o concerto do ‘mensalão petista’. Dissonâncias não eram, nem são bem-vindas.

      Transita-se, portanto, em algo além do simples desequilíbrio editorial.

      Temas ou versões conflitantes com a demonização petista mereceram, ao longo de todos esses anos, o destino que lhes reserva a prática dos  elegantes manuais de redação: ouvir o outro lado, sem nunca permitir que erga a cabeça acima da  linha da irrelevância.

      Assim foi, assim é.

      Só agora – picados e salgados os alvos em praça pública–  o pressuroso STF lembrou-se de acionar o Banco do Brasil para cobrar o suposto assalto aos ‘cofres públicos’ da AP 470.

      Pedra angular das toneladas de saliva com as quais se untou os autos do maior julgamento-palanque da história brasileira, só agora,  encerrado o banquete, cogita-se do prato principal de R$ 70 milhões esquecido na cozinha?

      O esquecimento serviu a uma lógica.

      Até segunda ordem, perícia rigorosa providenciada pelo BB ofereceu uma radiografia minuciosa de recibos e provas materiais dando conta do uso efetivo do dinheiro nas finalidades de patrocínio e publicidade contratadas.

      O documento capaz de trincar a abóboda da grande narrativa conservadora, nunca mereceu espaço à altura de seus decibéis no libreto dominante.

      Ao mesmo tempo, o que a Folha admite agora, como se isso mitigasse o escândalo do metrô (‘Papéis que acusam o PSDB circulam há mais de quatro anos’) corrobora a percepção de que estamos diante de uma linha de coerência superlativa.

      Ela traz a marca de ferro do que de pior pode ostentar quem se evoca a prerrogativa da informação isenta.

      ‘Cumplicidade’ diz o baixo relevo inscrito nas páginas e na pele daqueles que ironicamente, destinaram à  opinião pública, durante todos estes anos, o livre discernimento que se dispensa ao gado na seringa do abate.

  74. Parabéns pela Coluna – leitura essencial para a Democracia

    A História há de julgar mais esse descalabro da justiça brasileira. O Poder Judiciário é antirrepublicano. Numa Democracia, “o poder emana do povo” e o Judiciário se acha acima do Povo, portanto, da República, da Democracia. E moralmente, um presidente do STF jamais poderia acumular o cargo de presidente do órgão incumbido de julgar seus atos -o CNJ. Isso se chama conflito de interesses. O povo fica com a impressão de que houve uma mudança na Justiça desse país e que os culpados foram condenados. Esquecem-se de que os ingredientes desse julgamento foram todos políticos: jugou-se a toque de caixa o “episódio” 2 antes do 1 (o “mensalão” do PSDB, onde tudo começou, inclusive, com o mesmo operador Marcos Valério); às vésperas das eleições, numa clara tentativa de reverter a expectativa de derrotar o partido favorito para vencê-las, o que acabou acontecendo, demonstrando a insatisfação com a direita desse país; a absoluta falta de educação do ministro Joaquim Barbosa com seus pares, deixando patente um desprepara para lidar com situações de estresse e pressão, presentes no dia a dia do STF.

    Aqueles que fizeram comentários igualmente desrespeitosos ao colunista, sugiro uma releitura do texto e dos acontecimentos; as vítimas dessa truculência somos todos nós. Já vivemos tempo demais sob ditaduras para aplaudir seus métodos, sejam eles cometidos por militares, juizes ou jornalistas.

    • Esclarecimento

       Mentes que nem a sua afundaram o país, rumo a ditadura, onde os pobres que defendem LULA  serão os primeiros a serem sacrificados e está começando! Claro que concordo que o mensalão não foi nada, o maior perigo é o que está por trás do mensalão, e o resultado está aí. Somente não visualiza os comprados pelos corruptos, os ignorantes e quem acha que está ganhando.  Tenho pena da Suécia que fechou presídios por que quase não há criminosos, igualzinho ao brasil! Joaquim  Barbosa sabendo disso, não teve idéia melhor e parece que errou. Dificilmente o brasil vai ter futuro, uma nação somente vence com cidadãos livres, educados e soltos para produzirem riquezas.

  75. JUDICIÁRIO BRASILEIRO

    A INVERSÃO DE VALORES É UMA COISA ABSURDA: HONESTO É BOBO; DISCIPLINADO, C DE FERRO; COMPETENTE, PRIVILEGIADO; TRABALHADOR, PREGUIÇOSO; INTELIGENTE É BURRO; CORRUPTO, ESPERTO; DESONESTO, INTELIGENTE; SENSATO, DONO DA VERDADE. SE EXISTEM  ERROS QUE O DR JOAQUIM BARBOSA COMETERAM, ELES SÃO INSIGNIFICANTES DIANTE DA SUA GRANDEZA. INFELIZMENTE O JUDICIÁRIO BRASILEIRO E OS OUTROS PODERES SÃO HIPÓCRITAS; UMA LAMA PODRE. BRASIL, PAÍS DE TERCEIRO MUNDO, NÃO SABEMOS QUANDO DEIXAREMOS DE SER COLÔNIA.

  76. uma encrenca chamada Joaquim Barbosa

    Realmente é uma enorme encrenca para quem não é honesto e pretende continuar a se locupletar do dinheiro do povo.

    Quem disse que juízes,desembargadores, ministros de tribunais tem quer “bonzinhos”. Ora,por favor, daqui a pouco vão

    querer que os delegados de polícia, os promotores de justiça e demais autoridades sejam todos ” bonzinhos”. 

    Ninguém está brincando de viver, não estamos no jardim de infância brincando de “polícia e ladrão”.

    Quando um juiz (ministro do STF) ,simplesmente, faz com que a Lei seja cumprida é rotulado de desequilibrado. Que equi-

    líbrio é esse ? Quem idealizou esse equilíbrio ?  Algum dono do mundo ou aquele que pretende ensinar a Deus ?

    Evidentemente a postura de Sua Excelência, o Mnistro do Supremo Tribunal Federal, Dr. Joaquim Barbosa, não agradou =

    aos advogados de defesa dos “mensaleiros”, como também não agradou aos advogados criminalistas de defesa de todo o

    País, uma vez que tal postura se torna uma “pedra no sapato” dos defensores que querem livrar seus clientes “rapidinho” =

    das penas da Lei.

    No que diz respeito à viagem de avião, dos mensaleiros condenados para Brasília, é preciso que se diga, de uma vez por

    todas, que a Capital  Federal é o lugar onde está a Vara de Execuções Penais  competente  para todos  os procedimentos

    que se fizerem necessários às penas dos mensaleiros. Para onde eles pensavam que iriam ?  

    Reclamaram tanto e agora um tá lá na casa da filha e o outro empregado num hotel.

  77. Recado para as viúvas da

    Recado para as viúvas da udn:

    da Carta Maior

    A opinião pública como gado

    O documentado condomínio entre o PSDB, cartéis e a prática sistêmica de sobrepreço nas licitações do metrô paulista era do conhecimento da mídia desde 2009.

    por: Saul Leblon

    A régua seletiva da emissão conservadora vive mais uma quadra de exibição pedagógica.

    Vísceras, troncos e membros do grupo proprietário do Hotel Saint Peter, em Brasília, no qual trabalhará o ex-ministro José Dirceu, por apreciáveis R$ 20 mil, diga-se  – se fossem R$ 5 mil ou R$ 10 mil as suspeitas seriam menores?–  estão sendo trazidos a público em cortes sugestivos.

    Chegam desossados e moídos.

    Salgados e pré-cozidos, basta engolir, sendo facilmente digeríveis em sua linearidade.

    Sem guarnição, recomenda o chef.

    Assim costuma ser, em geral, com as informações que formam o cardápio de  fatos ou acusações relacionados ao PT.

    Uma farofa seca de areia com arame farpado.

    E assim será com o exercício do regime semiaberto facultado ao ex-ministro.

    A lente da suspeição equivale desde já a um segundo julgamento.
    Com as mesmas características do primeiro.

    Recorde-se o jornalismo associado ao crime organizado que  não hesitou em invadir o quarto de hotel do ex-ministro, em Brasília, para instalar aparelhos de escuta, espionar gente e conversas no afã de adicionar chibatadas ao pelourinho da AP 470.

    O cenário esquadrejado em menos de uma semana  –o emprego foi contratado na última 6ª feira— diz que não será diferente agora.

    O dono do hotel é filiado a partido da base do governo (PTN), revela a Folha. Tem negócios na área da comunicação. Uma de suas emissoras, a Top TV, com sede em Francisco Morato (SP), conquistou recentemente o direito de transferir a antena para a Avenida  Paulista.

    Suspeita.

    A Anatel informa que não, a licença foi antecedida de audiência pública. Sim, mas a Folha desta 5ª feira argui tecnicalidades, cogita riscos de interferência em outros canais etc

    Não só.

    Dono também de rádios, o empregador de Dirceu operou irregularmente uma antena instalada em terraço do Saint Peter, diz o jornal  ainda sem mencionar o andar.

    Deve ser o 13º.

    A mesma Folha investiga ainda encontros do empresário –membro de partido da base aliada–  com o ministro Paulo Bernardo. Da Comunicação. A esposa do ministro é pré-candidata ao governo do Paraná..

    Vai por aí a coisa.

    Alguém com o domínio de suas faculdades mentais imaginaria que o ex-ministro José Dirceu, um talismã eleitoral lixiviado há mais de cinco anos no cinzel conservador, obteria um emprego em qualquer latitude do planeta sem a ajuda de aliados ou amigos?

    O ponto a reter é outro.

    Avulta dessa  blitzkrieg  uma desconcertante contrapartida de omissão: quando se trata de cercar pratos compostos de personagens e enredos até mais explosivos, extração diversa, impera a inapetência investigativa.

    O braço financeiro da confiança de José Serra, Mauro Ricardo, seria um desses casos de inconcebível omissão se as suas credenciais circulassem na órbita do PT?

    A isso se denomina jornalismo de rabo preso com o leitor?

    Tido como personalidade arestosa, algo soberba, Mauro Ricardo reúne predicados e rastros que o credenciariam a ser um ‘prato cheio’ do jornalismo investigativo.

    O economista acompanha Serra desde quando o tucano foi ministro do Planejamento (1995/96); seguiu-o na pasta da Saúde (1998/2002), sendo seu homem na Funasa, de cujos funcionários demitidos Serra ganharia então o sonoro apelido de ‘Presidengue’, na desastrosa derrota presidencial de 2002.

    Nem por isso Mauro Ricardo perdeu a confiança do chefe, sendo requisitado por Serra quando este assumiu a prefeitura de São Paulo, em 2004/2006, ademais de acompanha-lo, a seguir, no governo do Estado.

    Quando o tucano foi derrotado  pela 2ª vez  nas eleições presidenciais de 2010, Mauro Ricardo voltou ao controle do caixa da prefeitura, sob a gestão Kassab. 

    Esse, o trajeto da caneta que mandou arquivar as investigações contra aquilo que se revelaria depois a maior lambança da história da administração pública brasileira: o desvio de R$ 500 milhões do ISS de São Paulo, drenados ao longo do ciclo Serra/Kassab por uma máfia de fiscais sob a jurisdição de Mauro Ricardo.

    O que mais se sabe sobre esse centurião?

    Muito pouco.

    Seus vínculos, eventuais negócios ou sócios, círculos de relacionamento e histórias da parceria carnal com o candidato de estimação da mídia conservadora nunca mobilizaram esforço investigativo equivalente ao requisitado na descoberta de uma antena irregular  num terraço do Hotel Saint Peter, em Brasília.

    Evidencia-se a  régua seletiva.

    Que faculta ao tucano Aécio –e assemelhados-  exercitar xiliques de indignação ante as evidências de uma fusão estrutural entre o tucanato de SP,  cartéis multinacionais e a prática sistêmica de sobrepreço  nas compras do metrô paulista – desde o governo Covas.

    Dados minuciosos do longevo,  profícuo matrimônio,  são conhecidos e circulam nos bastidores da mídia, de forma documentada, desde 2009.

    Quem  confessa é o jornal Folha de SP desta 5ª feira.

    Repita-se, o repórter Mario Cesar Carvalho admite, na página 11, da edição de 28/11/2003 do jornal, que se sabia desde 2009  da denúncia liberada agora pelo ‘Estadão’ –cujo limbo financeiro pode explicar a tentativa de expandir o universo leitor com algum farelo de isenção.

    Por que em 2009 esse paiol não mereceu um empenho investigativo ao menos equivalente ao que se destina aos futuros empregadores de José Dirceu?

    O calendário político da Folha responde.

    Em 2010 havia eleições presidenciais; o jornal preferiu investir na ficha falsa da Dilma a seguir os trilhos do caixa 2 tucano em SP.

    No seu conjunto, a mídia tocava o concerto do ‘mensalão petista’. Dissonâncias não eram, nem são bem-vindas.

    Transita-se, portanto, em algo além do simples desequilíbrio editorial.

    Temas ou versões conflitantes com a demonização petista mereceram, ao longo de todos esses anos, o destino que lhes reserva a prática dos  elegantes manuais de redação: ouvir o outro lado, sem nunca permitir que erga a cabeça acima da  linha da irrelevância.

    Assim foi, assim é.

    Só agora – picados e salgados os alvos em praça pública–  o pressuroso STF lembrou-se de acionar o Banco do Brasil para cobrar o suposto assalto aos ‘cofres públicos’ da AP 470.

    Pedra angular das toneladas de saliva com as quais se untou os autos do maior julgamento-palanque da história brasileira, só agora,  encerrado o banquete, cogita-se do prato principal de R$ 70 milhões esquecido na cozinha?

    O esquecimento serviu a uma lógica.

    Até segunda ordem, perícia rigorosa providenciada pelo BB ofereceu uma radiografia minuciosa de recibos e provas materiais dando conta do uso efetivo do dinheiro nas finalidades de patrocínio e publicidade contratadas.

    O documento capaz de trincar a abóboda da grande narrativa conservadora, nunca mereceu espaço à altura de seus decibéis no libreto dominante.

    Ao mesmo tempo, o que a Folha admite agora, como se isso mitigasse o escândalo do metrô (‘Papéis que acusam o PSDB circulam há mais de quatro anos’) corrobora a percepção de que estamos diante de uma linha de coerência superlativa.

    Ela traz a marca de ferro do que de pior pode ostentar quem se evoca a prerrogativa da informação isenta.

    ‘Cumplicidade’ diz o baixo relevo inscrito nas páginas e na pele daqueles que ironicamente, destinaram à  opinião pública, durante todos estes anos, o livre discernimento que se dispensa ao gado na seringa do abate.

    • É gado mesmo

      Só agora – picados e salgados os alvos em praça pública–  o pressuroso STF lembrou-se de acionar o Banco do Brasil para cobrar o suposto assalto aos ‘cofres públicos’ da AP 470.

      Este senhor que escreveu esse texto, também trata seus leitores de maneira poucio diferente daquilo que ele condena.

      A auditoria interna do Banco do Brasil, já em 2005, ainda durante a CPI, afastou Pizollato por má conduta na administração da verba referente ao fundo visanet e cobrou da DNA propaganda a verba não utilizada em publicidade que já havia sido antecipada à agência. 

      O relatório final da auditoria é público, está por aí na net e apensado a AP 470.

      Claro que esse senhor não tem a menor intenção que o seu gado saiba disso.

      Mais uma edição do roto e do esfarrapado.

  78. Por que não confrontam o Joaquim Barbosa ?

    Se o Joaquim Barbosa é um mal no meio jurídico, porque ele não é confrontado ?

    Os senhores operadores do direito estão com medo de quem ? Da Globo, ou da cara feia do Joaquim Barbosa ?

    Eu como negro, sinceramente temo que com essas atitudes e postura  do Barbosa, crie impencilhos para nova indicação de outro ministro negro ao STF. Ficará sempre no ar, aquela áurea negativa do figura do Barbosa.

    Por enquanto e apesar de tudo, o Barbosa é tolerado proque ele está à serviço das elites, batendo apenas no PT.

    Quando ele ousar atingir os membros da casa grande, ele caí, sem dó, nem piedade.

    • Negro porque ?

      Gilson,

      Cansei de ver comentários aqui no Blog e alhures sobre o fato do Joaquim Barbosa ser negro. E as implicações advindas deste fato. As motivações para o Lula o ter indicado, a postura dele no cargo e as consequencias para as políticas de inclusão.

      Acho um absurdo que seja necessário lembrar a todo instante a cor da pele do Ministro do STF.

      Na verdade isto não faz a menor diferença no que tange à sua postua, (in) competência, atitudes, desrespeito aos demais juízes, etc.

      São questões concernentes à condição humana, ao caráter. Então chega de assinalar e lembrar e citar e comentar a cor da pele do JB. O que importa?

      Ser baixo ou alto, branco ou negro, ter olhos azuis ou castanhos são condições as quais não podemos mudar e nada tem a ver com o caráter, a bondade ou maldade das criaturas.

      O fato do JB ter nascido num país preconceituoso e racista e as dificuldades daí advindas para sua ascensão social e profissional já ficaram para trás. Hoje o que sobressai no dito cujo é o caráter.

      • Então tá !
        Quando o Barbosa

        Então tá !

        Quando o Barbosa atingir, se tiver coragem, os membros da casa grande, você verá o tratamento que será dispensado ao ministro.

        Nas redes sociais, chama-lo de macaco será elogio.

        Creia, nos somos racista, e a cor da pele do Barbosa virá à tona quando ele ousar mais um pouquinho, e virar à direita, para punir os seus membros.

  79. bom…então vamos

    bom…então vamos lá….devagar com andor que o santo é de barro!!  Tá tudo muito bom…tá tudo muito bem…..todo mundo está insatisfeito, desconfortável, passando mal…..mas não fazem po….. nenhuma para tirar o “da poltrona”!!  Os senadores tinham como se manifestarem e poderiam muito bem fazer isso, alias os úncos, creio eu, mas estão todos quietos….não dão um piu….mas estão desconfortáveis com a situação!!  Os colegas de trabalho do belzebu…..tb só sabem ficar atrás da moita…….o cara já maltratou meio mundo…..mas na hora do vamos ver……é um tal de votar com o relator que já pegou mal pra caramba.  O povo tá insatisfeito, o Brasil tá insatisfeito, os ministros estão insatisfeitos, os políticos estão insatisfeitos, a OAB está insatisfeita, o CNJ insatisfeito, AMB está  insatisfeita……acho que não há ninguém entre o céu e a terra que esteja satisfeita com a figura, claro que excluindo os patrões….e os beneficiários….de resto, todos estão extremamente insatisfeitos……MAS, ENQUANTO ISSO….na sala de justiça….ele continua lá…..soberano…mandando e desmando, conforme lhe dá na veneta!!  Perdi alguma coisa??  Pois não estou entennnndennnndo qual é que rola!!!  O que falta acontecer,  para que ocorra alguma coisa de concreto nessa situação macabra??

  80. Joaquim Barbosa – uma escolha do poder midiático e econômico

     

    Não busquemos neste teatro (que virou o  STF), respostas claras…

    A verdade ainda esta por ser desvendada e, certamente, não o será por meio destes…  que se mostram a frente da grande mídia.

    E isto por um singelo motivo, a mídia é que os escolheu… como em outra época escolheu a ditadura, escolheu Collor, escolheu FHC..  e, agora, escolhe Joaquim Barbosa…

    Verifiquem, são os mesmos… os mesmos jornais.,.os mesmos colunistas…a mesma elite econômica…  mudou apenas o personagem… um novo caçador de marajás – mudaram a palavra mágica – agora é o novo caçador de corruptos – ou seja – … nem o discurso mudou… mas a farsa continua a mesma…  

    Vejam bem, eles não foram escolha do povo nem vieram dele, não são ungidos,…  não são homens de Deus, escolhidos (no sentido de que todas as pessoas que respeitam e tratam os outros com dignidade podem ser assim chamados)…

    São só escolhas do poder midiático e econômico… para exercê-lo paras seus pares,  não para democratizá-lo e dirigi-lo ao bem do povo.

    http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/o-campo-das-vaidades-pessoais-no-supremo

  81. O Barbosa junto ao povão

    O Barbosa junto ao povão realmente esta como um herói , porque até a bem pouco tempo não se tinha políticos e empresários na cadeia , sempre escapavam e agora aconteceu . 

    Agora entre os não leigos êle é um estorvo  um encrenqueiro , agora é bom, que se diga que no STF funciona na base de um colegiado e principalmente no julgamento do mensalão as condenações aconteceram em sua maioria por unanimidade , então esta atitude do PT querer crucificar o Barbosa é dúbia , agora quanto aos seus pares do judiciário condenar suas atitudes , existem as medidas cabiveis , se até um presidente foi retirado do Planalto , porque não o presidente do STF?  Agora o grande problema  é o que isso iria gerar  junto ao povão que teria dúvidas , e uma revolta popular como os movimentos de Junho seria tudo que o Governo não quer , logo na véspera de eleições e ai que o Barbosa poderia ser levado nos braços do povo pelo voto, caso ele resolva entrar na carreira política.