Olho grande só serve para criar ramela: O patético fim do golpe, por Rogério Maestri

Todas as besteiras que ele diz são simplesmente para causar a sua queda, entretanto veio a pandemia e ele e seus comparsas entraram numa fria, pois no lugar de ser processado por uma pedalada fiscal ele pode ser processado por homicídio culposo por vários crimes. 

Agência Brasil

Olho grande só serve para criar ramela: O patético fim do golpe

por Rogério Maestri

Parece que ninguém enxerga, Bolsonaro nunca pretendeu ser Mussolini muito menos Hitler, ele sempre quis ser chefe de uma pequena gangue em que Queiroz era o seu faz tudo, alguns milicianos eram seus parças e os filhos as peças-chave de seu bloco de poder. Porém para atingir isso ele nem precisava ser presidente, mas sim atingir uma quantidade de votos que o permitiriam estender sua milicia familiar, assim como qualquer empresa familiar, se ela não cresce vai a falência e o chefe termina sem chefiar nada. Por um acaso ele chegou à presidência da república, e como não tinha a mínima noção do que faria cercou-se de pessoas do mesmo nível do que ele, ou seja, medíocres, sem criatividade, sem poder e ligação com quem realmente manda e sem nenhum programa com um operador de fundo de pensões que não entendia nada de economia, mas aceitava o cargo para sacar o máximo possível para dentro de seus bolsos.

Todas as besteiras que ele diz são simplesmente para causar a sua queda, entretanto veio a pandemia e ele e seus comparsas entraram numa fria, pois no lugar de ser processado por uma pedalada fiscal ele pode ser processado por homicídio culposo por vários crimes.

Porém tudo está dando errado, o grande parça que entregando cassinos e mais alguns negócios ilegais não foi reeleito, e como estava cercado de incompetente ninguém tocou o alarme para começar a debandada com algumas malas de dinheiro e mais outros valores. Outra solução eram os militares que ocuparam o governo federal com o objetivo de criar uma alternativa de substituição, porém a participação descarada deles no saque e nos desmandos estão fazendo virarem alvo da população, com as milhares de mortes, mortes que atingiram a todos, inclusive de militares que não entraram na gangue, os que estão fora não estão achando nada prazeroso, pois perder uma mãe, uma tia ou mesmo um irmão mais velho não é compensado pelo ganho que os outros estão tendo com isso inviabiliza-se a troca que teria que ser por um golpe dentro do golpe.

E em resumo o Covid-19 um evento não imprevisto e forte demais para ser escondido ou censurado levará o bando inteiro a desgraça. A chance agora é eleger um qualquer para presidência da Câmara que abrirá um processo ou criminal ou de impeachment (o que for mais rápido ou mais lento conforme a necessidade) levará os profissionais da política ao poder, ou o baixo ou o alto clero ou mesmo os dois juntos. Porém como desgraça nunca chega sozinha e quando estoura um lado o outro fica fraco e estoura, o saque promovido pelo gerente de fundo de pensões deixará o país falido e endividado os golpistas não terão solução pois drenaram já todos os recursos do povo que está passando de pobre a miserável enquanto a classe média que se achava rica está se tornando pobre.

No fim do golpe o que acontecerá? O último que sair com as malas do espólio apaga a luz ficando o povo brasileiro para pagar a conta e limpar a sujeira.

Olho grande só serve para criar remela

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora