Bancada da Bala se coloca contra reforma administrativa, diz site

Segundo deputado líder da bancada, os policiais não serão prejudicados “em hipótese nenhuma”; analistas já projetam derrota

Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Jornal GGN – Uma reunião realizada na manhã desta quarta-feira em Brasília praticamente colocou a bancada da bala, um apoio considerável ao governo Jair Bolsonaro, contra a reforma administrativa.

Segundo a jornalista Vera Batista, do jornal Correio Braziliense, a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) se reuniu com os deputados Capitão Augusto (PL), presidente da Frente Parlamentar da Segurança; Subtenente Gonzaga (PDT), coordenador da Servir Brasil; e Paulo Ramos (PDT), policial militar reformado na sede da Associação Nacional dos Advogados Públicos Federais (Anafe).

Pode-se dizer que isso acontece justamente por conta do impacto que a reforma terá sobre os trabalhadores da segurança pública. “Em hipótese nenhuma, nós vamos prejudicar os policiais”, disse o Capitão Augusto, líder da “bancada da bala”. “Conseguimos tirar os policiais militares e os bombeiros (do texto). Mas, independentemente disso, vamos continuar lutando (contra a PEC 32). O que nos resta é derrubar”.

Os policiais tem apoiado o governo Bolsonaro desde o começo, mas o andamento do mandato fez com que muitos abandonassem o barco, ao ponto de considerarem o presidente um “traidor”. Para analistas, a mudança de posicionamento da bancada pode levar o governo a uma “flagorosa derrota”, pois os parlamentares contrários à reforma administrativa já somam 308 votos. Justamente o total necessário para aprova-la.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador