EUA deveriam se posicionar diante da crise brasileira, segundo ex-diplomata

Tatiane Correia
Repórter do GGN desde 2019. Graduada em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS), MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela Fundação Instituto de Administração (FIA). Com passagens pela revista Executivos Financeiros e Agência Dinheiro Vivo.
[email protected]

Em artigo, ex-cônsul norte-americano diz que governo Biden deveria ser mais agressivo no apoio a instituições democráticas

Joe Biden, presidente dos Estados Unidos. Foto – Official White House Photo by Adam Schultz

O governo de Joe Biden não só deveria ser mais agressivo em seu apoio às instituições democráticas brasileiras como sinalizar “de modo cristalino” ao presidente Jair Bolsonaro que qualquer tentativa de interferência no processo eleitoral será passível de repúdio e de sanções punitivas a todos os envolvidos.

A afirmação é do diplomata aposentado Scott Hamilton, em artigo publicado no jornal O Globo. Contudo, Hamilton diz que os EUA seguem “passivos diante do público” às ameaças sofridas pelas instituições e pelos valores democráticos do país.

Na visão de Hamilton, “seria trágico se (os EUA) compensassem sua errônea e abertamente cômoda identificação anterior com o presidente Jair Bolsonaro escondendo-se agora de modo complacente nas sombras”.

Hamilton lembra que atuou como cônsul-geral no Rio entre 2018 e 2021, e disse ter testemunhado como Bolsonaro e seus apoiadores agem para minar a confiança no processo democrático e em suas instituições como forma de afetar a fé do público e preparar o terreno para não aceitar o resultado eleitoral.

Leia Também

Governo Bolsonaro tentou impedir julgamento de Lula, diz Monica Bergamo

Relatório alerta para uma versão “mais extrema” do Capitólio no Brasil

STF concede habeas corpus e anula decisões de substituta de Moro

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Esse rapaz.. é cínico ou broco? Ele esqueceu quem foi que geriu o golpe daqui em 2016, a ponto de ameaçar até a Globo com a história da FIFA para que de repente não começasse a mijar pra trás? e porque?

  2. Esse rapaz.. é cínico ou broco? Ele esqueceu quem foi que geriu o golpe daqui em 2016, a ponto de ameaçar até a Globo com a história da FIFA para que de repente não começasse a mijar pra trás? e porque?

  3. Eles já tem encrenca suficiente em casa e na Europa , e meio que estão (@6@₩|)0 para a América do Sul , creio que para eles tanto faz Lula , Bolsonaro , Bigorrilho etc … A China estaria mais preocupada , creio eu.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador