Gestão Bolsonaro ‘é um show de besteiras’, diz general Santos Cruz

Ex-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República afirmou em entrevista à Época que governo Bolsonaro perde tempo com 'bobagens'

Carlos Alberto Santos Cruz. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Jornal GGN – “Se você fizer uma análise das bobagens que se têm vivido, é um negócio impressionante. É um show de besteiras. Isso tira o foco daquilo que é importante”, comentou o general Santos Cruz em entrevista à Época, divulgada nesta quinta-feira (20), exatamente uma semana após ter sido demitido da Secretaria de Governo da Presidência da República.

Segundo o militar “tem muita coisa” que grupos do Planalto poderiam priorizar, mas que acabam “não aparecendo porque todo dia tem uma bobagem ou outra para distrair a população” e por conta de “uma fofocagem desgraçada”.

Pouco antes de ser exonerado, o general se tornou um dos principais alvos de ataque do ideólogo Olavo de Carvalho. As críticas do guru da família Bolsonaro foram compradas pelo filho do presidente, Carlos Bolsonaro, que também passou a atacar Santos Cruz nas redes sociais.

“Não é porque você tem liberdade e mecanismos de expressão, Twitter, Facebook, que você pode dizer o que bem entende, criando situações que atrapalham o governo ou ofendem a pessoa. Você discordar de métodos de trabalho é normal, até publicamente. Discordâncias são normais, de modo de pensar, modo de administrar, modo de fazer política, de fazer coordenação. Mas, atacar as pessoas em sua intimidade, isso acaba virando uma guerra de baixarias” afirmou o general. Para ler a reportagem da Época na íntegra, clique aqui.

Leia também: Carlos Bolsonaro feriu princípios de uso do Facebook e, por isso, está bloqueado por sete dias

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  "Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre", diz Bolsonaro

8 comentários

  1. Dentre seus muitos problemas, este BraZil tem 4 importantíssimos no momento:
    1) Estamos entrando num “NOVO NORMAL”, onde nos acostumamos com o besteirol distracionista que é este (des)governo. Nem discutimos mais o que nos interessa, pois nem dá tempo…
    2) O presidento (?) está cada vez mais gostando da brincadeira e do cargo, cada vez mais à vontade neste país de bundões cada vez mais ignorantes, desinformados e despreparados que somos.
    3) Enquanto estamos distraídos com o besteirol, o país vai sendo (talvez definitivamente) ALEIJADO.
    4) Quanto mais tempo demorarmos a equacionar esta maluquice, mais as instituições estarão “aparelhadas” por malucos e mais difícil será uma solução institucional, até o ponto de não recuperação.
    O que fazer?

  2. Parece que o general não enxerga que esse tal de “show de besteiras” é o resultado direto do GOLPE de 2016 que, em decorrência desaguou na degeneração institucional que ele e os seus colegas de coturno ajudaram a construir no país, que decaiu de sexta economia do mundo, em 2014 para se transformar num gigantesco Haiti nos dias atuais. Não vê que o GOLPE atual é pior que o de 64 porque naquele, embora o exército também tenha incorrido em aventura criminosa, ele desempenhou papel de protagonismo poítico com viés desenvolvimentista e nacionalista, muito mais digno que agora, quando se tornou apenas caudatário dos interesses escusos do judiciário.

  3. Fico imaginando porque uma pessoa que estudou,exerceu funções de comando,chegou ao auge em sua carreira,tem uma folha de serviço,a qual deve servir de orgulho para si,aceita ser capacho de um débil mental fascista,de uma pessoa que não soube honrar a corporação de que fazia parte,um político que passou todos seus mandatos sem fazer absolutamente nada,a não ser dormir nas sessões.
    Deve ser muito triste que,ao final de uma carreira de sucessos,seja demitido por comentários feitos por um analfabeto funcional.
    Fica difícil imaginar………

  4. Este é o governo…
    – Bebiano saiu atirando sobre Bolsonaro: “É uma pessoa louca, um perigo para o Brasil”.
    – General Santos Cruz: “É um show de besteiras”.
    – O Moro, como aconteceram com o Velez e o dos Correios, se nega a pedir demissão
    – Como parece ser impossível, se Bolsonaro passar deste ano no governo, Moro e Paulo Guedes continuarem, o que dirão ao sair?

  5. Nassif: você deve me chamar porralouca quando proponho extinguir essa “Arma”. Só presta (na maioria dos superiores — de major pra cima) pra tramar conspiração políticas, em prejuízo da sociedade. Depois da porta arrombada dão uma de MadalenaArrependida. E não é de hoje. Conta a história que assim ficou BenjamimConstant. E Deodoro, traido pelo imediato de ordens? Desses grandões, tirando aquelas exceções que a regra comporta, o que presta? Viu os integrantes da Querência de CruzAlta? Conspiradores de carteirinha. Têm o fato e o ato no DNA. Até mesmo o capitão, ladrãozinho de laranjas, está contaminado. A DemocraciaFardada, com as Milícias por braço civil armado, pretende coibir aqueles 91 milhões que disseram não, nas urnas. É da natureza dos VerdeSauvas. Agem de olhos fechados.

    Por isto a churumela desse milico, para mim não passa de lágrimas de crocodilo. Delenda, VerdeSauvas!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome