Gravação de esposa de Ribeiro aumenta suspeita de vazamento de operação da PF

“No fundo ele não queria acreditar, mas ele tava sabendo”, disse Myrian Ribeiro a interlocutor em ligação interceptada pela PF

O presidente Jair Bolsonaro, e o ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro. Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agencia Brasil

A esposa do ex-ministro Milton Ribeiro confirmou a um interlocutor que ele sabia com antecedência de uma operação que seria feita pela Polícia Federal, mas não queria acreditar.

“No fundo ele não queria acreditar, mas ele tava sabendo. Falei: pra ter rumores do alto, a coisa… é porque o negócio já tava certo”, disse Myrian Ribeiro, em telefonema realizado no dia da prisão do ex-ministro e interceptado pela Polícia Federal.

Na visão de investigadores, o telefonema de Myrian com o familiar reforça as suspeitas de que as informações sobre a investigação foram vazadas ao ex-ministro.

Relatório elaborado pela PF apontou que Ribeiro tinha conhecimento de uma operação policial contra ele.

Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente.

Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

Segundo trecho do documento divulgado pelo jornal O Globo, o ex-ministro da Educação demonstra “sua preocupação em sofrer um mandado de busca apreensão, bem como cita uma conversa que teria tido com o Presidente da República com este mesmo teor”.

A gravação da esposa de Ribeiro aumenta as suspeitas de vazamento da investigação, uma vez que a gravação de uma ligação do ex-ministro com a filha mostra que ele conversou com o presidente Jair Bolsonaro e ele teria dito que o pastor evangélico seria alvo de buscas.

Por conta dessa possível “interferência ilícita” de Bolsonaro, o caso que tramitava na primeira instância da Justiça Federal levou o Ministério Público Federal a pedir que o processo voltasse para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia Também

Bolsonaro ligou para Milton Ribeiro com “pressentimento” sobre ação da Polícia Federal

No ‘datapovo’ nordestino, Bolsonaro é vaiado em São João de Caruaru

Questionado por bolsonaristas, Datafolha acertou previsões na eleição de 2018

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vladimir

- 2022-06-25 08:11:38

Esses vazamentos de gravações está cheirando mal. Tem mais golpe vindo aí.

Edivaldo Dias de Oliveira

- 2022-06-24 19:35:45

Quando o presidente bandido quer dar uma força ao comparsa, mas este não entende e põe tudo a perder, inclusive o presidente bandido. Em filme sobre máfia esse comparsa seria morto pela própria ORCRIM. Será que ele e a família correm risco de vida?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador