Ciro Nogueira já admite derrota de Bolsonaro, mas aposta em margem menor

Ministro da Casa Civil diz que petista irá perder nas capitais do Nordeste e que confia no sistema de urnas eletrônicas

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP), admitiu que o presidente Jair Bolsonaro (PL) pode perder as eleições na região Nordeste para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) neste ano, mas acredita que a diferença percentual entre os dois deve perder força.

Em entrevista à revista Veja, Nogueira disse que Lula “já foi mais” forte no Nordeste e acredita que o petista “vai perder em todas as capitais” da região.

Entretanto, Nogueira diz ter “muito mais identificação” com Bolsonaro, e que sua proximidade com PT se deu por conta das necessidades de seu estado (Piauí) e que ele precisava ter essa relação para levar verbas à população.

Novo documentário do Jornal GGN denuncia ameaça de golpe eleitoral de Bolsonaro e os esquemas da ultradireita mundial. Apoie o lançamento: WWW.CATARSE.ME/XADREZ-ULTRADIREITA

“PT acha que já ganhou a eleição. Lula está igual a Fernando Henrique quando sentou aqui na prefeitura. Sentou. Olha aqui, foi lá. Quem foi o prefeito? Jânio (Quadros). É a mesma coisa. O jogo ainda nem começou”, disse o ministro do governo bolsonarista.

Sobre a eleição, Nogueira disse confiar nas urnas eletrônicas e que Bolsonaro vai aceitar uma eventual derrota nas urnas – embora o presidente ataque constantentemente o sistema eleitoral brasileiro.

“Lógico que vai respeitar (o resultado das urnas), gente. O presidente é um democrata”, afirmou o chefe da Casa Civil. “O povo brasileiro não vai deixar acontecer. Mas, se ele viesse a perder, não tenho nem dúvida quanto a isso (de que o presidente vai entregar o cargo). Nem dúvida.”

Com informações da Veja e da Folha de São Paulo.

Leia Também

Beneficiários do Auxílio Brasil tiram de Lula 10 pontos percentuais nas eleições 2022

Bolsonaro diz que “haverá mortes” caso tentem prendê-lo após saída da Presidência

Acordo entre Lula e Janones fica mais próximo após incorporação de propostas ao programa

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador