Quando a dor de cabeça deve ser investigada? Neurologista responde

70% das mulheres e 50% dos homens encaram cefaleia pelo menos uma vez ao mês; veja hábitos para evitar a dor

Crédito: Freepik/ pressfoto

A dor de cabeça é uma das doenças mais comuns no Brasil, especialmente em tempos modernos, devido à exposição a eletrônicos e ao acúmulo de estresse na população adulta. 

Dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia mostram o quão recorrente é a dor de cabeça: 95% das pessoas sofrem deste mal pelo menos uma vez na vida, enquanto 70% das mulheres e 50% dos homens têm de encarar o mal estar pelo menos uma vez ao mês. 

A cefaleia é uma das doenças mais comuns do sistema nervoso, de acordo com neurologista e neuro-oncologista do HCor consultado pelo GGN, Gabriel Batistella, e pode ser indicar um sintoma isolado ou estar associada a diversas doenças. 

Porém, se associada a sintomas específicos, deve ser investigada com urgência, pois pode ser um sinal de alerta para doenças sérias, como um tumor no cérebro. 

Neste artigo você vai conferir

  • Quais são as doenças graves relacionadas a dor de cabeça;
  • Quais são as doenças simples que têm a celaleia como sintoma;
  • Quais fatores provocam a dor de cabeça;
  • Como a exposição excessiva a eletrônicos compromete a saúde neurológica;
  • Como cuidar da saúde e prevenir a cefaleia.

Sinal de alerta

Apesar de comum, Batistella ressalta ao GGN que a dor de cabeça crônica e persistente pode ser um alerta para doenças crônicas e requer investigação aprofundada e imediata. 

Um dos sinais é uma dor de cabeça súbita, mas que se torna intensa, descrita comumente pelos pacientes como “a pior dor de cabeça da minha vida”. Neste caso, o neuro-oncologista explica que a causa pode ser hemorragia cerebral ou aneurisma. 

Se o paciente passar a apresentar confusão, dificuldade para falar, fraqueza de um lado do corpo, perda de equilíbrio ou convulsões, ele também precisará procurar ajuda médica imediata. 

Requer atenção ainda a cefaleia mais intensa ao acordar ou na hora de dormir ou quando há comprometimento da vista, causando, inclusive, perda temporária de visão.

Sintomas de doenças comuns

Nem tudo relacionado à dor de cabeça é preocupante. O especialista ensina que a cefaleia é um sintoma de diversas doenças, como infecções, sinusite, desidratação, hipoglicemia, tensão muscular, retirada abrupta do consumo da cafeína, febre, estresse, ansiedade, bruxismo e problemas de visão. 

“Existem indicadores de que a dor de cabeça pode ser causada pelo excesso de exposição a aparelhos eletrônicos, como celulares e computadores. Embora a dor de cabeça possa ter múltiplas causas e fatores desencadeantes, o uso prolongado de dispositivos eletrônicos tem sido associado a tipos específicos de dores de cabeça”, continua o especialista. 

Neste caso, a dor resulta de um esforço excessivo dos olhos para focar em telas pequenas ou para manter a visão em telas por longos períodos, causando inclusive tensões oculares. 

A postura inadequada dos usuários de dispositivos eletrônicos também gera tensões no pescoço e ombros, e, consequentemente, resulta em dor de cabeça. 

Para reduzir as dores causadas pelo excesso de exposição a celulares e computadores, o neurologista recomenda: 

  • Fazer pausas regulares usando a regra 20-20-20: a cada 20 minutos, olhe para algo a 20 pés de distância por pelo menos 20 segundos.
  • Ajustar a iluminação e o contraste da tela para reduzir o esforço dos olhos.
  • Manter uma postura adequada ao usar dispositivos.
  • Limitar o uso de dispositivos antes de dormir para melhorar a qualidade do sono.
  • Usar filtros de luz azul ou óculos com lentes que bloqueiam a luz azul.

Boas práticas

Evitar a cefaleia, porém, pode ser uma tarefa simples, desde que o indivíduo cultive hábitos saudáveis no dia a dia. O neurologista Gabriel Batistella recomenda:

Hidratação adequada: Beber água suficiente ao longo do dia pode prevenir dores de cabeça causadas por desidratação.

Gerenciamento de estresse: Praticar técnicas de relaxamento como meditação, respiração profunda, yoga ou técnicas de relaxamento progressivo pode ajudar a gerenciar o estresse.

Sono regular: Estabelecer um padrão de sono regular, garantindo que você durma o suficiente e mantenha um horário consistente para dormir e acordar.

Limitar a ingestão de cafeína e álcool: Ambas as substâncias podem desencadear dores de cabeça em algumas pessoas e devem ser consumidas com moderação.

Ergonomia no local de trabalho: Ajustar a configuração do local de trabalho para promover uma postura adequada e reduzir a tensão no pescoço e nos ombros.

Óculos adequados: Se você precisa de óculos ou lentes de contato, certifique-se de que sua prescrição está atualizada e de que seus óculos ou lentes são adequados para o uso de tela.

Evitar odores fortes: Perfumes fortes, fumaça e produtos químicos podem desencadear dores de cabeça em pessoas sensíveis.

Diário de dores de cabeça: Manter um registro de suas dores de cabeça pode ajudar a identificar e evitar possíveis gatilhos. (existem vários aplicativos para celular voltados para isso, e são ótimos!)

Alimentação balanceada: Evitar longos períodos sem comer e manter uma dieta balanceada para evitar dores de cabeça relacionadas a baixos níveis de açúcar no sangue.

Ambiente tranquilo: Criar um ambiente de vida e trabalho tranquilo, reduzindo o barulho e a iluminação excessivamente brilhante ou piscante.

Massagem e acupuntura: Algumas pessoas encontram alívio da dor de cabeça através de massagens regulares ou acupuntura.

Suplementos: Em alguns casos, suplementos como magnésio, riboflavina (vitamina B2) e Coenzima Q10 podem ajudar a prevenir dores de cabeça, mas sempre consulte um médico antes de iniciar qualquer suplementação.

Evitar o uso excessivo de medicamentos para dor: Isso pode levar a dores de cabeça de rebote, onde o uso excessivo de medicamentos causa mais dores de cabeça do que previne.

LEIA TAMBÉM:

Camila Bezerra

Jornalista

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador