TV GGN: Bolsonaro deve ser impichado por desequilíbrio emocional?

Advogado Miguel Reali Jr propõe uma junta médica para avaliar se Bolsonaro tem condições psicológicas de governar o Brasil

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Fechar fronteiras por coronavírus é "utopia", diz Bolsonaro

13 comentários

  1. Até para a proteção dele. Neste ritmo e rumo por onde as coisas vão, ele em breve estará sentindo-se tão pressionado, incapaz de agir e sem apoio (nem dos familiares, que são seu amparo emocional, mas mostram-se também sem a menor condição de suporte) que não tenho dúvidas de que cometerá algo grave e danoso contra si ou contra alguém. E creio que não demora a que isto aconteça, pois como já escrevi neste espaço, o ego de Bolsonaro não o licencia ao fracasso, ao recuo. Ele mente, com a ilusão de proteger a sua visão de realidade que não se consolida. Como dizem os estudiosos da psique humana, a raiva é o principal mecanismo do ego. Quanto mais ego, maior a raiva e isto é como uma hipertrofia: quanto mais exercito, aquilo cresce – até romper ou adoecer.

    • “Segundo um coronel, em registro feito em 1983, Jair Bolsonaro já tinha uma década de carreira no Exército quando “deu mostras de imaturidade ao ser atraído por empreendimento de ‘garimpo de ouro'”. Num relatório, o superior afirmava que o subalterno precisava “ser colocado em funções que [exigissem] esforço e dedicação, a fim de orientar sua carreira”. O hoje presidente da República dava demonstrações de “excessiva ambição em realizar-se financeira e economicamente”. Mais tarde, ao recordar da desilusão de Bolsonaro com o garimpo, esse mesmo superior afirmou que o comportamento do então tenente de 28 anos era “reflexo de sua imaturidade e exteriorização de ambições pessoais, baseadas em irrealidades, aspirações distanciadas do alcance daqueles que pretendem progredir na carreira pelo trabalho e dedicação”. Apesar de reconhecer que o atual presidente se saía bem em algumas funções, afirmou que “na rotina de trabalho cotidiano, no exercício permanente das funções de instrutor, formador de soldados e de comandante, faltavam-lhe a iniciativa e a criatividade”
      “O coronel Carlos Alberto Pellegrino foi o responsável por disparar essas palavras contra o seu subordinado.””

  2. E o filho zero-três Eduardo, que ficou quietinho desde seu imbróglio com a Fox News na sexta-feira, teve direito a matéria do TIB mostrando os bastidores da pegadinha que montaram para encurralar a grande mídia no Brasil (num final de semana que testas de ferro do bispo e do presidente inauguraram franquia de TV estadunidense), mas que no fim fez desandar a relação com a mídia amiga dos EUA. Que se lembrem de que Collor ficou enrolado mesmo, foi por ter lançado o projeto de sua rede nacional de TV, traindo a globo que se vingou, aderindo ao seu impedimento.

    https://theintercept.com/2020/03/16/como-eduardo-confirmou-e-depois-mentiu-sobre-o-resultado-positivo-do-teste-de-coronavirus-de-seu-pai/

  3. Outra retórica: “Você não é presidente mais”. Será a emergência de uma revolta sempre reprimida? Aquele sr., imigrante -tão brasileiro quanto nós-, se levantou por nós. Está falando brasileiro: “Você não é mais presidente.” Ele não é mais presidente! Sem junta psiquiátrica, sem impeachment. A razão popular chamando à coesão nacional.

  4. A cortina de fumaça funcionou. Após o Bozo cumprimentar o gado no Domingo, ninguém mais na mídia falou da estranha morte repentina do Bebianno.
    Até quem guarda o material que ele tinha contra o Bozo deve ter esquecido dele.

  5. E esse Gojoba governa alguma coisa?

    Ele não daria nem para governar um galinheiro, quanto mais uma nação.

    Referindo-se ao Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre, esse nojento disse:

    “O que está faltando para nós, como já disse em mais de uma oportunidade, se nós chegarmos a um bom entendimento e partirmos para uma pauta de interesse da população, todos nós seremos muito bem tratados, reconhecidos e até idolatrados nas ruas”.

    Porque esse rato reclamou quando os Parlamentares aprovaram o novo benefício de prestação continuada, que vai beneficiar as pessoas mais pobres do Brasil?

  6. Golpistas não se aguentam. A História de 90 anos de Tragédias Brasileiras rumo à fossa do QuintoMundismo. Biometria Fascista é o mais novo elo das correntes da escravidão. Por que será que o restante do Mundo não teve ideia tão brilhante. Pobre países desenvolvidos que não tem Eleições Obrigatórias em Urna Eletrônica. Não tem a qualidade da Democracia Brasileira, não é mesmo?

  7. Nassif: se não for pra nova eleição, sou contra. Seria trocar seis por meia dúzia. Seria tirar o nada e botar coisa nenhuma no lugar. Seria trocar um DP cheio de milicianos por uma Caserna lotadinha de VerdeSauvas. Porque, no caso, cabe a indagação: o que é pior, câncer no seio ou câncer no útero?

  8. Prezado Nassif, infelizmente ele só sai do governo se os EUA mandarem. Já lhe ocorreu se perguntar, porque o congresso o mantém lá no Planalto? Ou porque o STF o manteve o Lula fora das eleições de 2018, eles tinham nada mais que 3 processos que poderiam evitar a eleição do Bozo, julgar a suspeição do Moro e anular a condenação do Lula, acatar a orientação do departamento de direitos humanos da ONU e deixarem o Lula concorrer e julgarem o recurso da Dilma contra o golpe que só agora julgaram e referendaram o golpe. Não por acaso o Romero Jucá disse para quem quisesse ouvir “Temos que tirar a Dilma com o Supremo Com Tudo e botar o Michel para estancar esta porra. Portanto caro Nassif, vamos ter que aguardar 2022 e sem alguém que possa derrota-lo, pois o Lula vai ser cozinhado até lá como se cozinha galo, em banho maria. O próximo presidente do STF é o famoso ” IN FUX WE TRUST”, precisa desenhar?

  9. Nassif
    Já houve um caso no Brasil há um século atrás o então Presidente Delfim Moreira foi colocado sobre intervenção por sofrer de esclerose, a Presidência então foi exercida pelo então Ministro Afrânio de Mello Franco

  10. Está passando da hora de entender que isto que chamamos de governo brasileiro não pode, por sua natureza, fazer nada que não seja pilhar a sociedade, começando por aqueles que não têm como se defender. É um governo cujos membros são absolutos inimigos da humanidade.

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome