newsletter

Assinar

Luis Nassif Online

Brasil permanece como um dos cinco maiores absorvedores de investimento estrangeiro direto; por Luis Nassif
7 comentários
Relação entre as doações de campanhas de grandes grupos empresarias a candidatos políticos extrapola a Lava Jato
43 comentários
Entenda o processo de desindustrialização precoce no Brasil
11 comentários

Sociedade Panóptica: Estamos vigiando sua opinião

Por Ricardo Alcantara

Parodias, memes, piadas prontas, e uma série de criticas por causa de uma opinião. E o pior nesse caso, é o fato de a tão criticada opinião nem expressar aquilo que foi acusada. 

Leia mais »
Média: 5 (2 votos)

Advogado de Palocci critica "festival de prisões arbritrárias"

Jornal GGN - Em artigo publicado na Folha de S. Paulo, José Roberto Batochio, advogado do ex-ministro Antonio Palocci, critica a maneira como estão sendo conduzidas as investigações da Operação Lava Jato. Para ele, há um "festival de prisões arbitrárias, antecipatórias da final condenação" e um desprezo pela instituto da presunção da inocência. Batochio ainda afirma que as delações são obtidas "sabe Deus a que meios" e diz esperar que o STF "possa reconduzir a nau da Justiça ao porto da legalidade".

Enviado por Webster Franklin

Da Folha

Curto-circuito no Direito

José Antonio Batochio Leia mais »

Sem votos

Sanjuanito, o ritmo dos Andes

Enviado por Nickname

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

A morte de Nicholas Wilton, o 'Schindler britânico'

Enviado por Cláudio José

Do O Dia

Aos 106 anos, morre Nicholas Winton, o 'Schindler britânico'

Homem salvou quase 700 crianças das mãos dos nazistas

Inglaterra - Morreu nesta quarta-feira, aos 106 anos, Nicholas Winton, considerado o "Oskar Schindler britânico" por ter salvado 669 crianças dos horrores nazistas da Segunda Guerra Mundial. No mundo, vivem cerca de 6 mil pessoas que devem a própria vida ao heroísmo de Winton, incluindo os descendentes das crianças resgatadas. 

Nascido em 1909, em Londres, ele era filho de pais descendentes de judeus alemães. Antes do início do maior conflito do século passado, Winton realizou uma viagem a Praga, na então Tchecoslováquia.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Secretário de Petróleo defende manutenção do modelo de partilha do pré-sal

Enviado por Almeida

Do Ministério de Minas e Energia

 
Secretário defende participação da Petrobras como operadora única nesses campos

O secretário de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia (MME), Marco Antonio Martins Almeida, defendeu a manutenção do atual modelo do regime de partilha para a produção e exploração dos campos do Pré-sal, com a participação da Petrobras como operadora única dessas áreas. Em debate no Plenário do Senado nesta terça-feira, Almeida afirmou que os investimentos no setor petroleiro no país podem ocorrer sem problemas no atual modelo.

Leia mais »
Média: 5 (2 votos)

Aprovada proposta que reduz maioridade para crimes hediondos

Da Agência Brasil

Câmara aprova nova proposta que reduz maioridade penal para crimes hediondos

Sob o comando do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em menos de 24 horas a Câmara dos Deputados derrubou a rejeição à redução da maioridade penal e aprovou, em primeiro turno, por 323 votos a 155 e 2 abstenções, no começo da madrugada de hoje (2) umaemenda substitutiva, praticamente idêntica à derrubada ontem (1º), e que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos para crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte.

Contrariamente ao que ocorreu na sessão de terça-feira (30), quando o substitutivo do deputado Laerte Bessa (PR-DF) foi derrotado por 5 votos (eram necessários 308 votos para a aprovação, mas a proposta recebeu 303 favoráveis), as galerias estavam vazias. Estudantes e integrantes de movimentos sociais tentaram chegar ao local, mas foram impedidos pela segurança da Casa. O PT, PCdoB, PDT, PSB, PPS, PV, PROS se colocaram contrários à aprovação. O PSOL entrou em obstrução.

A emenda aprovada propõe a redução da maioridade penal, de 18 para 16 anos, nos casos de crimes hediondos (estupro, sequestro, latrocínio, homicídio qualificado e outros), homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. O texto também prevê a construção de estabelecimentos específicos para que os adolescentes cumpram a pena.

Contrário à redução, o peemedebista Darcísio Perondi (PMDB-RS) criticou o argumento usado para aprovar a emenda, de que a redução não valeria para os crimes de tráfico de drogas. "Não é verdade que adolescentes não terão sua maioridade reduzida. A emenda mantém o entendimento de que adolescentes possam ter a idade reduzida por envolvimento com drogas, defendeu, Perondi. "A saída é o Estatuto da Criança e do Adolescente. Não adianta vender carne de picanha e oferecer carne de terceira”, acrescentou. Leia mais »

Média: 1 (3 votos)

Relatoria do inquérito 2474 vai para Toffoli

Jornal GGN - O ministro Luiz Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) se declarou suspeito de relatar o inquérito 2474, derivado das investigações do mensalão. Com isso, a relatoria do processo foi redistribuída para o ministro Dias Toffoli.

Desmembramento das investigações que resultaram no processo do mensalão, o inquérito corre sob segredo de justiça e foi instaurado na STF em 2006, para que as investigações sobre o mensalão continuassem mesmo após o início da ação penal 470. A investigação analisa convênios firmados pelo BMG com o INSS, através da Dataprev.

Da Agência Estado

Fachin abre mão de relatoria de inquérito do mensalão e caso vai para Toffoli

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), se declarou suspeito de relatar um inquérito sigiloso derivado das investigações do mensalão que tramita na Corte. Com a decisão, o inquérito foi redistribuído para o ministro Dias Toffoli.

Leia mais »

Média: 2.3 (3 votos)

Há 25 anos, o ECA, o maior avanço social. Hoje, o retrocesso

da UNICEF-Brasil

Há 25 anos, o Congresso brasileiro mudou o curso da história de crianças e adolescentes no País. Ao aprovar a lei 8.069/90, que criou o Estatuto da Criança e do Adolescente, garantiu direitos a todos os meninos e meninas brasileiros. Ajudou, assim, a encerrar um capítulo sombrio da infância brasileira protagonizado pelo Código de Menores, uma lei discriminatória, repressiva e segregacionista.

Hoje o Brasil vive um grave problema de violência. Está claro que há adolescentes que cometem crimes graves e, portanto, devem ser responsabilizados. Mas alterar o Estatuto para rebaixar a maioridade penal, certamente, não resolverá o problema. Ao contrário: julgar e encarcerar adolescentes como adultos poderá ainda mais alimentar o ciclo de violência. Leia mais »

Média: 5 (5 votos)

Explicando a manobra de Cunha na redução da maioridade

Da Liderança do PSOL na Câmara dos Deputados

Explicando o Golpe:

Ontem, 30 de junho, o plenário da Câmara dos Deputados votou o texto que saiu da Comissão Especial sobre a maioridade penal. Esse texto foi votado e derrotado por uma diferença de 5 votos.

O caminho natural após essa derrota seria votar o texto original da PEC, muito mais radical, que reduz a maioridade penal em todos os casos, e que certamente não seria aprovado pelos deputados.

Diante dessa derrota anunciada, Cunha articulou a apresentação de um texto alternativo – uma emenda aglutinativa – muito semelhante ao derrotado ontem, mas que exclui dos crimes que resultariam em redução da maioridade de 18 para 16 anos o tráfico de drogas. Com esse texto, Cunha conseguiria reverter a derrota.

É justamente aí que se encontra o golpe.

Regimentalmente essa emenda aglutinativa somente poderia ser votada após a votação do texto principal, desde que ele fosse aprovado. Para que a emenda fosse votada antes do texto principal, deveria ter sido feito, antes da votação de ontem, um destaque de preferência para sua votação. Esse destaque, no entanto, não foi feito.

Leia mais »

Média: 4.3 (6 votos)

Pegue a pipoca vermelha: Cinegnose atualiza lista dos melhores filmes gnósticos

 

Por Wilson Ferreira

O Cinegnose apresenta a atualização dos melhores filmes gnósticos da história do cinema, que agora conta com 66 filmes. É uma atualização da lista anterior de 2013 onde constavam 41 filmes.  Atualmente esses filmes apresentam uma grande variação de interpretações da mitologia gnóstica clássica espalhado por diversos gêneros fílmicos.   Por isso, nessa atualização trouxemos uma novidade metodológica na classificação dos filmes: dividimos em subcategorias (CosmoGnósticos, PsicoGnósticos, TecnoGnósticos, AstroGnósticos e CronoGnósticos) e apontamos em cada filme os principais temas gnósticos abordados.

Leia mais »
Média: 5 (3 votos)

Música: Damien Rice & Earl Harvin - Full Show

Damien Rice & Earl Harvin - Full Show - Michelberger Lobby 2014

Damien Rice & Earl Harvin - Full Show - Michelberger Lobby 2014

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Ministério Público, esclareça por favor!, por Paulo Castigli

Enviado por Spin GGNauta

Publicado aqui no GGN em 22/04/2015.  Da série Vale a pena ler de novo:

Por Paulo Castigli*

Assim como a carta de autoria do juiz Moro alguns dias atrás, choca o artigo publicado pela equipe do Ministério Público da Lava Jato na imprensa, semana passada. Especificamente, chamou atenção esta frase: “Deixemos as coisas claras. O que traz prejuízos econômicos é a corrupção, e não o combate à ela”.

Se ao menos a frase fosse menos presunçosa, na forma de “Desculpe-nos o transtorno, estamos em obras”, seria mais aceitável. A afirmação feita pelo Ministério Público é forte, e assim como muitas vezes ocorrem com as suas denúncias, não é clara como se pretende. Nem mesmo acompanha qualquer fato que a corrobore. O problema está posto. A maior empresa do país está em retalhos. Quem é, realmente, o responsável pelos prejuízos à Petrobrás?

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

O leitor não é otário, por Arnaldo César

Do blog de Marcelo Auler

O leitor não é otário

Arnaldo César

Quem se deu ao trabalho de acompanhar, através dos grandes jornais, as andanças do ex-presidente Lula, desde quando proferiu a frase: “o PT perdeu o seu sonho e só pensa em cargos”, deve estar se achando o mais otário de todos os otários.
 
A partir daquele encontro com religiosos, no último dia 22, no instituto Lula, em São Paulo, o ex-presidente passou a ser tratado pela Folha, Globo e Estadão como o mais recente opositor ao governo da presidente Dilma. Todas as matérias cravavam que ele estava se descolando da sua cria para poder preservar as chances de reeleição em 2018.
 
Os tolinhos de plantão se esmeraram em artigos repletos de ilações. Elaboraram textos copiosos para provar que Lula se aproveitou da ausência de Dilma (em viagem oficial pelos Estados Unidos) para tramar contra ela, em Brasília. Tudo por que havia marcado encontros com as lideranças do próprio PT e com dirigentes do Congresso.

Leia mais »

Média: 5 (5 votos)

Preguiça de lutar pelo que importa e o mimimi pela redução da maioridade penal

Por Matê da Luz

Li que fulano de tal (jornalista por formação a quem não devo nominar sob risco de processo, ouvi dizer), está comandando em suas mensagens a respeito da decisão apertada quanto às aprovações da redução da maioridade penal, que aquele que aponta a educação como solução para o não crime está apontando uma arma para a cabeça da sociedade. 

Não preciso dizer que sou completamente contra o sistema penitenciário que existe hoje em dia e mais contra ainda àqueles que dizem que este e o único formato possível. Acredito piamente em educação de base, tanto em casa quanto na escola, e acredito muito mais que este tipo de processo demora, provavelmente muito mais do que eu e você gostaríamos. 

Mas ele já começou, e a guerra partidária com os olhos tapados não quer ver, porque é exigido esforço sobre-humano pra olhar além-umbigo: o Bolsa Família, este que tantos consideram o programa para pobres folgados, viabiliza dignidade, fator essencial para que o indivíduo cresça saudável e firme, diminuindo as possibilidades do crime entrar na vida dele - e na sua, e na minha. O Minha Casa, Minha Vida também: moradia é base de segurancá, mas é quase óbvio que a gente quase nunca se questionou quanto à isso porque tem onde morar e o maior risco que correu foi o de ter que se mudar prali ou acolá, não pra rua. Programas de educação, que é, enfim, a base de tudo - quantas e quantas vezes as mesmas pessoas que estão a apontar o dedo contra a decisão de não aprovação da maioridade penal não condenaram o governo pela implementação de escolas públicas pros filhos de sei lá quem enquanto seus impostos não param de crescer? 

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Redução da maioridade: reforçar um perfil, multiplicar problemas

João Vitor Rodrigues Loureiro* | Do Brasil Debate

Dados do último Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias do Ministério da Justiça – Infopen revelam alguns problemas estruturais sobre a seletividade dos sistemas de correição e de justiça criminal. Um breve panorama sobre o perfil das mais de 600 mil pessoas privadas de liberdade no Brasil nos permite entender para quem esses sistemas estão principalmente voltados: 56% (cerca de 336 mil) dessas pessoas têm entre 18 e 29 anos.

Número semelhante (57%) é de solteiros. Ao mesmo tempo, essa faixa etária corresponde a 21,5% da população brasileira, segundo o IBGE. 67% da população prisional brasileira é de negros (pretos e pardos), o que corresponde a quase 16% a mais que o percentual de negros da população brasileira em geral.

E impressionantes 68% das pessoas em privação de liberdade no Brasil sequer completaram o ensino fundamental (aqui também consideradas as analfabetas ou que nunca frequentaram a escola ou instituição de ensino), enquanto, entre a população geral, esse número é de 50% por cento, segundo o IBGE.

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)