newsletter

Luis Nassif Online

Com independência de direito ou de fato, há muito o BC deixou de ser um instrumento eficaz; por Luis Nassif
37 comentários
Jennings contou ao Jornal GGN os bastidores de suas investigações que o tornaram o inimigo número 1 da Fifa
12 comentários
"É muito mais decisão política do que orçamentária. É decisão politica dizer que ônibus não vai ficar atrás do carro"
31 comentários

Cuba pede a países desenvolvidos apoio na luta contra Ebola

Jornal GGN – Cuba apelou, nesta quinta-feira, aos Estados membros da ONU, que não abandonem os países afetados pela crise do Ebola. Exortou, principalmente, que as nações com maiores recursos unam-se ao esforço global contra a doença.

“A humanidade tem uma dívida com os povos da África”, disse o vice-ministro de Relações Exteriores de Cuba, Abelardo Moreno, durante sua intervenção na sessão de emergência sobre a epidemia do vírus, convocada pelo Conselho de Segurança da ONU.

O país caribenho ofereceu recentemente à OMS cooperação no controle do vírus com o envio de uma equipe de 165 profissionais de saúde à Serra Leoa.

O diplomata enfatizou que a resposta de Cuba é parte de uma longa história de ajuda à África, Ásia e América Latina no campo da medicina, que já beneficiou mais de 158 países com 325 mil profissionais de saúde.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Escócia permanece na Grã-Bretanha

 
Jornal GGN - A Escócia não será independente do Reino Unido, decidiu a maioria dos eleitores (55,3%) no referendo realizado no país, nesta quinta-feira (17). Em torno de 84% da população escocesa participou da votação, um total de 4.285.323 eleitores.
 
Do Estado de S. Paulo
 
 
Por Andrei Netto, correspondente
 
Resultado oficial saiu na madrugada desta sexta-feira, 19, quando urnas indicaram 55% a 45%; premiê britânico diz que cumprirá promessa de transferência de poderes para Edimburgo, mas quer esperar resultados das eleições gerais da Grã-Bretanha em 2015
 
Em um dia histórico na trajetória milenar da Escócia, 55,3% dos eleitores decidiram pela vitória do "não " à independência em relação à Grã-Bretanha, contra 44,7% pela secessão. O resultado foi anunciado nesta madrugada, pouco antes das 5h50, horário local - 1h50 no Brasil -, quando a apuração dos 3,6 milhões de votos chegou a 80%. Em pubs e praças públicas de Edimburgo e Glasgow, festa e decepção dividiram os escoceses, encerrando dois anos de disputa.
 
Ao todo, a campanha Better Together, liderada pelo ex-ministro de Finanças trabalhista Alistair Darling, com o apoio dos três maiores partidos britânicos, alcançou 2.001.926 votos, contra 1.617.989 votos para a Yes Scotland, campanha liderada por Alex Salmond, primeiro-ministro escocês e líder do Partido Nacional (SNP). O resultado foi atingido com uma participação recorde desde 1950: 84,5% dos eleitores inscritos nas listas eleitorais foram às urnas, dado que confirmou a mobilização popular em torno da autonomia em relação à Grã-Bretanha.
Média: 1 (1 voto)

Petrobras quer produzir 4 milhões de barris por dia até 2030

Jornal GGN - A meta da Petrobras, segundo a presidenta da estatal, Graça Foster, é  atingir, no período de 2020 a 2030, de forma competitiva, a produção de 4 milhões de barris de petróleo por dia no Brasil, o que garante o crescimento da empresa. Segundo ela, após este período, a estimativa sobe para 5,2 milhões de barris de petróleo por dia. São estas estimativas que marcam o ritmo dos leilões, mas sem poder estipular antecipadamente um calendário para os certames.
 
Segundo informações da Agência Brasil, a presidenta avalia que a eficiência operacional da Petrobras na Bacia de Campos era 71%, em 2012 e chegará no fim deste ano em 78% ou até um pouco mais. Graça Foster defendeu a continuidade do trabalho, marcado por disciplina e planejamento. “Para cair, cai rápido, para subir é muito trabalho, muito planejamento, muita disciplina, além de muito recurso”, disse, durante evento realizado no Rio de Janeiro. Leia mais »
Média: 5 (4 votos)

Clésio Andrade é procurado pela polícia em desvio de dinheiro do Sest/Senat

Jornal GGN - A Polícia Civil do Distrito Federal deflagrou nesta manhã (19) um esquema de desvio de recursos da União ao Serviço Social do Transporte (Sest) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat), em Brasília e em Minas Gerais. Entre os suspeitos, a polícia procura o ex-senador Clésio Andrade, que foi vice do então governador de Minas, Aécio Neves, entre 2003 e 2006.

Clésio Andrade também foi presidente da Confederação Nacional de Transporte (CNT). Um mandado de busca e apreensão foi enviado à sua casa, em Belo Horizonte, e outro de condução coercitiva, obrigando-o a prestar depoimento. Até o fim desta manhã, o empresário não foi encontrado.

A investigação da Polícia Civil apresenta que o prejuízo confirmado pelo esquema passa dos R$ 20 milhões. O repasse teria ocorrido entre 2011 e 2012 de um montante enviado pela União para cursos profissionalizantes e contratação de prestadores de serviços do Sest e Senat. Ainda segundo a investigação, os diretores receberam gratificações salariais milionárias, e falsificavam documentos para justificar os valores superfaturados à Controladoria Geral da União (CGU).

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Sobre o vai e vem da Petrobras na bolsa, por Flávio Tonelli Vaz

bacia_de_campos__divulgacaopetrobras

Artigo do Brasil Debate

Por Flávio Tonelli Vaz*

A cada sobe e desce do valor das ações da Petrobras na bolsa, as vozes da oposição tentam tirar proveito eleitoral. Contra os fatos, querem nos convencer de que os governos de Lula e Dilma depreciam esse patrimônio nacional.

Sobre esse movimento, é preciso deixar claro que, além dos humores de uma ciranda financeira internacional, o valor de uma empresa na bolsa está muito associado à distribuição de lucros e dividendos aos seus acionistas.

E, sob o domínio neoliberal, quem comanda é o rentismo e, para atendê-los, as empresas estão obrigadas a privilegiar resultados de curto prazo, aumentando as transferências aos acionistas.

Leia mais »

Média: 4.6 (9 votos)

O intrincado xadrez da politica, por Sérgio Medeiros

Por Sérgio Medeiros

A noticiada reação de Aécio – que até o momento tem sido pífia - veio no exato instante em que as reais possibilidades do candidato foram consideradas virtualmente insignificantes, a tal ponto, que chegou a faltar dinheiro para financiar a campanha e, em face disto, se acendeu um sinal geral de alerta, com ampla repercussão interna nos partidos de apoio, o que forçou uma reanálise desta candidatura (em sentido amplo, candidatos à Presidente, Governadores, deputados, senadores).

Talvez, nesse ponto, resida a explicação para esta “tentativa” de reavivar a candidatura.

É que, a perda de votos e a  "seca financeira", não se restringiram somente ao candidato, mas ao partido como um todo, ameaçando toda uma estrutura politica, estrutura esta que constitui parte substancial da bancada parlamentar conservadora, e que protege os interesses básicos de determinados grupos econômicos.

Leia mais »

Média: 3.7 (7 votos)

Centenário de Lupicínio Rodrigues

Lupicínio Rodrigues (Porto Alegre16/09/1914 — Porto Alegre, 27/08/1974)

 

Lupe, como era chamado desde pequeno, compôs marchinhas de carnaval e sambas-canção, músicas que expressam muito sentimento, principalmente a melancolia por um amor perdido. Foi o inventor do termo dor-de-cotovelo, que se refere à prática de quem crava os cotovelos em um balcão ou mesa de bar, pede um uísque duplo, e chora pela perda da pessoa amada. Constantemente abandonado pelas mulheres, Lupicínio buscou em sua própria vida a inspiração para suas canções, onde a traição e o amor andavam sempre juntos.

 

Programa da Semana Essa é para tocar no rádio

 

Ter, 16 de Setembro de 2014

Leia mais »

You are missing some Flash content that should appear here! Perhaps your browser cannot display it, or maybe it did not initialize correctly.

Média: 5 (2 votos)

Serra Leoa confina 6 milhões de pessoas em casa para conter ebola

do blog de R.Moraes
 
da BBC Brasil
 
 
Atualizado em  19 de setembro, 2014 - 08:56 (Brasília) 11:56 GMT da BBC Brasil
Serra Leoa (EPA)

Moradores aproveitaram horas antes de toque de recolher para comprar mantimentos em Serra Leoa

Um toque de recolher de três dias foi iniciado em Serra Leoa para permitir que agentes de saúde encontrem e isolem novos casos de ebola, doença que já causou 2.600 mortes na África Ocidental.

O objetivo é manter as pessoas confinadas em casa durante a operação e prevenir que a doença se espalhe ainda mais. Críticos, no entanto, dizem que a medida diminuirá ainda mais a confiança entre público e autoridades médicas.

Seis milhões de cidadãos não poderão sair às ruas até domingo. Cerca de 30 mil voluntários farão uma busca de porta em porta para encontrar pacientes e vítimas.

Autoridades disseram que as equipes não entrarão nas casas, mas chamarão serviços de emergência para lidar com pacientes e corpos.

Equipes distribuirão sabonetes e informações para prevenir novos contágios.

Leia mais »
Média: 3 (1 voto)

“Imagine”, de John Lennon, será o hino do Dia Internacional da Paz

Jornal GGN – A canção “Imagine”, de John Lennon, será ouvida por todo o mundo no Dia Internacional da Paz 2014. Os direitos foram cedidos à ONU somente para este dia 21 de setembro pela ativista, artista e viúva do famoso ex-Beatle, Yoko Ono.

Yoko Ono fez declarações ao Departamento de Informação Pública da ONU. “A ONU é uma instituição muito forte, que acredita na liberdade de expressão, nã justiça para as pessoas e que oferece esperanças de que um dia exista paz mundial”, declarou a viúva de Lennon.

A artista recordou que se encontrava em seu país, Japão, no dia em que foi lançada a bomba atômica sobre Hiroshima e que este fato a chocou.

Explicou que Lennon compôs “Imagine” para dizer ao mundo o que é preciso fazer para alcançar a paz.

Lançada em 11 de outubro de 1971, a canção tem sido eleita por várias publicações especializadas entre as mais populares e com mais versões de todos os tempos.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Antonio Corrêa de Lacerda: Banco Central independente de quem?

da Folha

Antonio Corrêa de Lacerda: Banco Central independente de quem?

Publicado em 15/09/2014

A independência do Banco Central ganha destaque em tempos de debate eleitoral. A discussão é pautada por pontos relevantes da temática macroeconômica, tendo em vista sua correlação com aspectos monetários estritos, como juros e crédito, câmbio e, por consequência, nível de atividade, renda e emprego.

Interessante notar que a discussão no Brasil ocorre no âmbito de um cenário internacional ainda complexo. A deterioração decorrente das crises após 2008 e o baixo crescimento dos países desenvolvidos foram impactantes para a desaceleração do crescimento econômico chinês. O enfraquecimento da economia mundial gerou uma sobreoferta de produção e uma desinflação, especialmente nas commodities metálicas.

Os bancos centrais das economias desenvolvidas adotaram, desde o final de 2008, um movimento simultâneo de redução das suas taxas básicas de juros, ao mesmo tempo em que ampliaram a liquidez nos mercados. Vivemos um longo ciclo de taxas de juros reais negativas.

O Fed (banco central dos EUA) já manifestou que manterá baixas tax

Leia mais »
Média: 3 (2 votos)

Os países pobres precisam de mais acesso à ajuda financeira

Jornal GGN – Os países pobres precisam de mais acesso à ajuda financeira, aos mercados comerciais, bem como a redução da dívida, medicina e tecnologia, destaca relatório da ONU divulgado onte, dia 18.

O estudo dá ênfase à analise do alcance da meta 8 na ajuda ao desenvolvimento, que considera a chave para o cumprimento de outros objetivos, para os quais se fixou o prazo de dezembro de 2015.

Segundo o informe publicado pelo Departamento de Assuntos Sociais e Econômicos da ONU (DESA), algumas das metas relativas ao tema estão perto de serem alcançadas, enquanto outras permanecem paradas.

Quanto à dívida, o informe observa que, até 2014, 35 dos 39 países altamente endividados receberam alívio em seus compromissos por parte do Fundo Monetário Internacional (FMI) e outros credores, que incluem a Bolívia, Honduras e Nicarágua.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Marina tem queda em cidades pequenas e entre classe média baixa

Jornal GGN - O diretor-geral e o diretor de pesquisas do Datafolha, Mauro Paulino e Alessandro Janoni enxergam a queda nas intenções de voto de Marina Silva (PSB) pelos ataques que a candidata vem sofrendo, e verificam que o recorde de rejeição está concentrado em pequenas cidades, com menos de 200 mil habitantes.

Além disso, a rejeição foi maior entre os que têm renda até cinco salários mínimos (77% da população) e em eleitores do Sul e Sudeste. O maior beneficiado, segundo os diretores, foi Aécio Neves (PSDB), que ganhou destaque de intenções entre os brasileiros mais ricos.

Da Folha de S. Paulo

Análise: Marina perde votos em fatias representativas do eleitorado

Mauro Paulino, DIRETOR-GERAL DO DATAFOLHA
Alessandro Janoni, DIRETOR DE PESQUISAS DO DATAFOLHA

A pesquisa divulgada nesta sexta-feira (19) confirma tendência de queda da candidata do PSB, Marina Silva, e de leve reação do tucano Aécio Neves.

Os ataques que a ambientalista passou a sofrer desde que assumiu o protagonismo na disputa pela Presidência da República podem explicar o movimento de parte de eleitores que haviam abandonado a candidatura tucana.

Leia mais »

Média: 4.3 (6 votos)

Demonizar o empresariado não resolve problema da economia, por Nicolas Crabbé

Por Nicolas Crabbé

Ref. ao post: Como Dilma conseguiu perder o apoio da indústria

Me desculpe Eduardo, mas se você ler os comentários deste posto, a imensa maioria demoniza o empresário, que quer ser rentista, que só quer ganhar no mole, que não presta, que pensa que vive nos EUA, que sonega imposto, que é preguiçoso, etc. Existem casos assim? Com certeza. São todos assim? Absolutamente.

Já que você usou maiúsculas, vou usar também : A MAIORIA AQUI É CONTRA EMPRESÁRIO SIM. Não é coisa que a mídia colocou em lugar nenhum do blog, até porque a maioria dos comentaristas demoniza a mídia também - é PIG pra cá, Falha pra lá, Rede Goebbels acolá...

É uma visão tão primária da realidade que daria vontade de rir se não fosse tão trágico. A ler a maior parte dos comentários, seria melhor matar todos os empresários, já que nenhum deles presta. Aí sim ficaria bom, sem empresa nenhuma, portanto sem emprego.

Isso quer dizer que o industrial montou sua empresa por altruismo ou por amor à Pátria? Claro que não, ele quer ganhar dinheiro, reduzir seus custos, e fazer o máximo de dinheiro. Para fazer isso, ele quer ter uma visão do que acontecerá pela frente, o que hoje ele não tem.

Leia mais »

Média: 2.1 (18 votos)

O excesso de reclamação na indústria automobilística e a falta de investimento

Por Douglas - SBC

Ref. ao post: Como Dilma conseguiu perder o apoio da indústria

Automobilística: Acho uma perda de tempo a valorização que se da para o desenvolvimento tecnológico dos carros nas indústrias montadoras nacionais nesta altura do campeonato.

De que adianta saber desenhar um carro (não sabemos)  se, no processo fabricação das autopeças, que é o que emprega e está a tecnologia, viramos  meros apertadores de botões.

Pega-se como exemplo qualquer grande sistemista e seus fornecedores, o projeto dos produtos deles vêm de fora, as normas de fabricação vêm de fora, assim como as máquinas operatrizes, as ferramentas usadas na confecção das peças. 

Não sabemos e nem fabricamos mais nenhum tipo de máquina industrial. Prensas, injetoras, centros CNC, equipamentos de medição, máquinas especiais, comandos eletrônicos...99% de tudo é importado. Leia mais »

Média: 3.7 (3 votos)

Datafolha: no 1o turno, Dilma melhora em todas as regiões do país

Jornal GGN - A nova pesquisa do Datafolha mostra que Dilma Rousseff retomou o fôlego e dispara com sete pontos percentuais de intenção de votos à frente de Marina Silva (PSB), com 37% e 30%, respectivamente. De acordo com o levantamento feito nesta quarta e quinta-feira (18), Dilma não só lidera no primeiro turno, como é a candidata com mais intenção de votos em todas as cinco regiões do país.

O inédito também está no fato de que é a primeira vez que Dilma abre vantagem sobre Marina, desde que a candidata entrou na disputa, após a morte de Eduardo Campos. Na última semana, Dilma contava com 36% das intenções e Marina com 33%.

Aécio Neves (PSDB) está com 17% das intenções, aumentando dois pontos em relação à pesquisa anterior.

Leia mais »

Média: 5 (9 votos)