newsletter

Pular para o conteúdo principal

Luis Nassif Online

Aberta à participação da sociedade civil, a política nacional de inovação teve avanços significativos; por Luis Nassif
8 comentários
Para o presidenciável Eduardo Jorge, duas decisões culminaram na divisão danosa do movimento ambientalista no Brasil
4 comentários
O GGN conversou com três especialistas, sob visões de mercado, clubes e jogadores, para traçar os problemas do futebol
11 comentários

Ibope indica vitória de Dilma no 2º turno

Jornal GGN - De acordo com a pesquisa Ibope contratado pelo Estadão e pela Rede Globo, o cenário da disputa presidencial se mantém estável e a presidente Dilma Rousseff (PT) venceria a disputa no 2o turno. Dilma tem 38% das intenções de voto, Aécio Neves (PSDB) 22%, e Eduardo Campos (PSB), 8%. Na pesquisa anterior, de 15 de junho, Dilma tinha 39%, Aécio 21% e Campos aparecia com 10%. Todas as oscilações estão dentro da margem de erro. Nas simulações de segundo turno, a candidata à reeleição venceria tanto Aécio Neves quanto Eduardo Campos.

Enviado por Roberto São Paulo - SP

Do Estadão

Ibope: em cenário estável, Dilma venceria no 2º turno

Levantamento aponta estabilidade na disputa presidencial

Daniel Bramatti, José Roberto de Toledo e Rodrigo Burgarelli

Pesquisa Ibope contratada pelo Estado e pela Rede Globo mostra estabilidade na disputa presidencial. A presidente Dilma Rousseff (PT) soma 38% das intenções de voto. Na pesquisa anterior, de 15 de junho, Dilma tinha 39%. O candidato do PSDB, Aécio Neves, tem 22% das intenções de voto, ante 21% do levantamento anterior. O candidato do PSB, Eduardo Campos, tem 8% das intenções de voto – eram 10% na pesquisa anterior. As oscilações estão todas dentro da margem de erro. Nas simulações de segundo turno, Dilma venceria tanto Aécio quanto Eduardo, por 8 pontos e por 12 pontos, respectivamente.

Leia mais »

Sem votos

Ministra do Meio Ambiente diz que água do Cantareira não está garantida até 2015

Jornal GGN - Izabella Teixeira, ministra do Meio Ambiente, diz que não é possível afirmar que vai chover no sistema Cantareira a partir do mês de outubro. Com isso, o abastecimento de água não está garantido até março de 2015, como a Sabesp prevê. Segundo a ministra, os estudos do Ministério da Ciência indicam que "embora o Brasil já esteja vivendo os efeitos do El Niño, não há nenhuma garantia de que o fenômeno vai gerar chuvas em São Paulo". O diretor-presidente da Agência Nacional das Águas, Vicente Andreu, diz que a vazão e o consumo no sistema devem ser reduzidos. Já a Sabesp defende que, com as medidas adotadas, o abastecimento está garantido até o fim do primeiro trimestre de 2015.

Da Folha

 
Para titular do Meio Ambiente, 'não é possível afirmar que vai chover' no sistema a partir do mês de outubro
 
Sabesp afirma que as medidas tomadas até agora no Estado suprem a demanda na região até março
 
A ministra do Meio Ambiente do governo Dilma Rousseff (PT), Izabella Teixeira, disse nesta terça (22) que o abastecimento de água pelo sistema Cantareira não está garantido até março, como prevê a Sabesp, companhia de água do governo de São Paulo.
 
Izabella participou de reunião sobre o tema convocada pela ANA (Agência Nacional das Águas) com especialistas de instituições como USP e Unicamp. Não foram convidados representantes da gestão Geraldo Alckmin (PSDB).

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Governo suspende redução de cota de importação por terra

Jornal GGN - O corte em 50% da cota de importação sem incidência de impostos por via terrestre de US$ 300 para US$ 150/pessoa será suspenso pelo governo, segundo informações divulgadas pelo secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto. Novas informações devem ser divulgadas no Diário Oficial da União de amanhã (23) e, por enquanto, não haverá mudança.

A portaria com a alteração foi publicada nesta segunda-feira (21). Pelas regras, as importações acima de US$ 150 por via terrestre serão tributadas com alíquota de 50% do imposto de importação. A nova cota valerá também para transporte lacustre e fluvial. Não houve alteração para o transporte aéreo, que continua US$ 500 por passageiro.

De acordo com informações da Agência Brasil, Barreto disse que houve um pequeno “cochilo” no prazo para entrada em vigor da portaria, e que o prazo precisa ser ampliado para que as lojas francas nas cidades fronteiriças tenham mais tempo para se adaptarem às mudanças. Ele avalia que o novo prazo pode ser de até um ano. Até lá, a cota de importação sem impostos por via terrestre continua em US$ 300.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

A versão dos militares russos sobre a queda do MH17


Destroços do MH17 - Foto de 17/7/2014

Enviado por Almeida

Do redecastorphoto

Falam os militares russos. Afinal!

original noThe Vineyard of the Saker: “The Russian military finally speaks!

Traduzido pelo pessoal da Vila Vudu

The Saker

Finalmente! Os militares russos decidiram falar sobre um pouco do que já sabem que aconteceu ao voo MH17. Foi evento russo típico: os intérpretes, pouco menos que *horríveis* (falo como ex-intérprete militar que sou); os grafismos, horrorosamente mal desenhados (usaram um bombardeiro SU-24 para representar um totalmente diferente SU-25 para apoio aéreo); e nada de sessão de perguntas & respostas com os jornalistas. Vejam vocês mesmos:

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

As diferentes visões na condução da campanha de Dilma, por Ricardo Kotscho

Enviado por Assis Ribeiro

"Por mais que Lula e Dilma jurem fidelidade eterna, o fato é que os assessores de um e de outro entraram em rota de colisão ao definir os rumos da campanha. De um lado, Franklin Martins e Gilberto Carvalho, mais próximos a Lula, defendem uma estratégia ofensiva contra a oposição e a mídia aliada; de outro, os colaboradores mais próximos de Dilma, tendo à frente o marqueteiro João Santana, preferem tocar o barco sem fazer marola até começar a propaganda na TV"

Do Balaio do Kotscho

Dilma sozinha na estrada; Aécio vira vidraça

A apenas 76 dias da abertura das urnas e 24 do início do horário eleitoral na televisão, Dilma Rousseff continua liderando as pesquisas, mas a presidente me parece cada vez mais sozinha na estrada, com a campanha à reeleição mostrando rachaduras no governo, no partido e na base aliada.

Mais do que os números preocupantes do último Datafolha, que mostraram crescimento nos índices de rejeição da candidata e desaprovação ao seu governo, já apontando para um segundo turno contra Aécio Neves, é o quadro econômico desfavorável a principal razão das defecções nos Estados e dos atritos entre dilmistas e lulistas no comando da campanha.

Leia mais »

Média: 2.3 (3 votos)

Fed de Nova York pode intervir nas operações do Deutsche Bank

 
Reprodução
 
Jornal GGN - O Federal Reserve de Nova York detectou problemas nas operações norte-americanas do Deutsche Bank, incluindo a divulgação de dados financeiros imprecisos e fiscalização e auditoria inadequados
 
De acordo com a agência de notícias Reuters, em uma carta aos executivos do banco alemão em dezembro, uma autoridade sênior da autoridade monetária de Nova York descreveu os relatórios financeiros produzidos por algumas das divisões do banco nos Estados Unidos como "de baixa qualidade, imprecisos e não confiáveis".
 
O Fed de Nova York, que funciona como os olhos e ouvidos do banco central dos EUA sobre Wall Street, supervisiona os maiores bancos norte-americanos e estrangeiros por meio de reguladores que vão trabalhar todos os dias dentro das instituições.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Sobre o 'Estado de Exceção' e o pedido de asilo político negado pelo Uruguai

Por Diogo Costa

CORRETA A DECISÃO URUGUAIA - José Mujica, atual presidente da República Oriental do Uruguai, é um ex guerrilheiro que integrou o Movimento de Libertação Nacional-Tupamaros nos anos 60 e 70 do século - e do milênio - passado.

Foi baleado 06 vezes em confrontos com as forças de segurança uruguaias e foi preso por 04 vezes em função destes confrontos.

No total, passou 15 anos da sua vida preso, além de sofrer várias torturas no cárcere. O último e maior período foi de 13 anos de encarceramento, entre 1972 e 1985. Destes 13 anos, 11 foram de solitária. E destes 11 anos de solitária, 02 anos foram de confinamento ainda pior, no fundo de um poço, praticamente enterrado vivo.

Leia mais »

Média: 4.1 (13 votos)

O "equilíbrio do terror" é a única solução viável no Oriente Médio

Por Fábio de Oliveira Ribeiro

Cresci durante a Guerra Fria e fui me familiarizando com as expressões “equilíbrio do terror” e “destruição mútua assegurada” a partir da 5ª série. Naquela época o Muro de Berlim dividia o mundo entre nós e eles. Como os outros garotos da década de 1970 eu nem imaginava que muitos entre nós na verdade queriam estar entre os outros e que vários outros desejavam estar entre nós.

A simplificação do mundo podia ser vista em todos os lugares, inclusive na TV. Lembro-me bem de um episódio de Star Trek em que a nave Enterprise visita um planeta habitado por tribos de homens pouco civilizados que estão em conflito. Eles usavam apenas lanças, arcos e flechas, mas os malvados klingons deram armas de fogo para um dos lados. Ao final do episódio o capitão Kirk manda fabricar espingardas para os outros a fim de equilibrar os dois lados. Serpentes no paraíso...

O terrorismo era comum naquele tempo. Quase toda semana havia notícias na TV sobre as ações espetaculares e sanguinárias do Baader-Meinhoff na Alemanha, das Brigadas Vermelhas na Itália e do IRA na Irlanda. Sendero Luminoso e OLP também produziam notícias, mas o terrorismo dos pobres não merecia a mesma atenção televisiva que o praticado na Europa. Uns e outros utilizavam o Manual do Guerrilheiro escrito por Carlos Marighella, mas isto eu só fiquei sabendo bem mais tarde.

No Irã ocorreu a revolução islâmica. Diplomatas norte-americanos foram presos na Embaixada dos EUA em Teerã e o desagradável Aiatolá Khomeini substitui o simpático Andreas Baader nos noticiários sobre terrorismo. Logo depois veio a carnificina entre iraquianos e iranianos. Saddam Hussein virou uma espécie de Capitão América do Oriente Médio.

Leia mais »

Média: 4.3 (6 votos)

Santa Casa de SP interrompe atendimentos de emergência

Jornal GGN - A Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, maior hospital filantrópico da América Latina, interrompeu seus atendimentos de emergência e urgência no fim da tarde de ontem (22). A instituição diz que não tem recursos para adquirir materiais e medicamentos, devido à desatualização da tabela de repasses do SUS. O hospital deve R$ 50 milhões a fornecedores que se recusam a entregar encomendas. A dívida da instituição subiu de R$ 70 milhões para R$ 350 milhões em seis anos.

Da Folha

Santa Casa de São Paulo fecha emergência

Em crise financeira, maior hospital filantrópico da América Latina deixa de receber pacientes no pronto-socorro

'Não tem seringa, soro e esparadrapo', diz provedor da instituição, que responsabiliza os diversos governos

Em crise financeira e pressionando por recursos do poder público, a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, maior hospital filantrópico da América Latina, interrompeu os atendimentos de urgência e emergência no final da tarde desta terça-feira (22).

O pronto-socorro, que realizava 1.500 atendimentos por dia nas áreas de clínica-geral, pediatria, ortopedia e ginecologia, deixou de receber novos pacientes e só manteria os serviços às 140 pessoas que já estavam internadas.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

A engrenagem das prisões em massa, por Bruno Paes Manso

Enviado por Leo V

Do Ponte.org

A engrenagem das prisões em massa. O caso Hideki

Bruno Paes Manso

Como produzimos provas para condenar tanta gente?

Já foi dito que as perguntas certeiras são o ponto de partida para boas reportagens e pesquisas. Concordo e já coloco uma questão que há tempos me intriga: como São Paulo (e o Brasil) consegue mandar tanta gente para a prisão se possui uma polícia civil com sérias dificuldades para investigar? Já somos o terceiro País do mundo no ranking de pessoas presas, sendo que nas prisões paulistas há um terço do total de presos nacionais. Como produzimos provas para condenar tanta gente?

As respostas ajudam a decifrar como funcionam as engrenagens dessa fábrica de aprisionamento em massa que estamos construindo em São Paulo e no Brasil. O caso das prisões de Fábio Hideki e de Rafael Marques, detidos sob a acusação de prática de crimes durante os protestos em São Paulo, servem para mostrar a lógica desse mecanismo.

Leia mais »

Média: 4 (8 votos)

Há hoje alguma diferença entre o Estado de Israel e a União Sul Africana?

 
Por Leider Lincoln
 
Sim, há: o que o Estado de Israel faz é mais sórdido do que o feito pelo Estado Africânder. Por uma série de motivos: primeiro pelo poderio econômico e político dos sionistas, pois os africânderes jamais chegaram a ter organismos como a AIPAC e a Liga anti-Difamação para lhes dar salvaguardan e apoio. Leia mais »
Média: 5 (9 votos)

As escolhas 'desastrosas' do PV e Marina Silva na eleição de 2010



Jornal GGN - Era dado como certo, pelo menos nos noticiários endossados por declarações de dirigentes verdes, que o candidato do PV à Presidência da República, em 2014, seria o ex-deputado federal Fernando Gabeira. Mas disse o jornalista e escritor ao atual postulante, Eduardo Jorge, que escolha melhor seria afastar-se da política para dedicar mais tempo à carreita profissional. Isso, claro, após as chances de o flerte entre Marina Silva e o PV minguarem no momento em que a ex-senadora correu para a raia do PSB de Eduardo Campos.

O PV de hoje ainda carrega a responsabilidade de ter chegado em terceiro lugar na disputa presidencial de 2010. Naquela eleição, com Marina encabeçando a chapa majoritária. A acreana recolheu 19 milhões de votos Brasil afora e resolveu, meses depois, aceitar "conselhos ao pé do ouvido" e fazer as malas rumo a uma nova legenda. Nova, no sentido de recém saída do forno, pois a ideia era fundar uma sigla "à sua imagem e semelhança". Mas à Rede Sustentabilidade faltou, em outubro de 2013, sucesso na obtenção de registro junto ao Tribunal Superior Eleitoral. 

O desquite entre Marina Silva e o PV, entretanto, ainda vira pauta, e com direito a análise de erros e acertos. Na visão de Eduardo Jorge, a união sempre foi digna de "noivos que não queriam casar".

Em entrevista na sede do Jornal GGN, no dia 18 de julho, o candidato à presidente usou a mesma expressão para caracterizar a parceria entre Marina e Campos. Depois, resgatou na memória o que chamou de duas decisões "desastrosas" para o futuro da agenda sócio-ambientalista no Brasil.

Leia mais »

Média: 1 (2 votos)

A emoção é negra, a razão é helênica? Considerações fanonianas sobre a (des)universalização do “ Ser ” negro

Enviado por Josias Pires

Autor de Pele Negra, Mascaras Brancas e Os Condenados da Terra, Frantz Fanon, nasceu em 20 de julho de 1925, lutou na II Guerra combatendo pela Resistência Francesa, estudou medicina e psiquiatria e tornou-se intelectual de ponta para as reflexões e ações anti-colonialistas. Apesar do seu legado ser reconhecido como fundamental, a sua obra e pensamento ainda são poucos conhecidos, particularmente pelos estudantes das ciências da saúde que não fazem ideia das contribuições de Fanon na Saúde Mental e na Reforma Psiquiátrico.
 
 
Aos 20 de julho de 1925 nascia Frantz Fanon, um dos pensadores pretos mais importantes do século XX.

Nasceu em Forte de France, Martinica (território francês de Ultramar) em 1925 no seio de uma família de classe média. Em 1944 se alistou no exercito francês para lutar contra a invasão alemã ocorrida durante a II Guerra Mundial e posteriormente seguiu para Lyon para estudar medicina e psiquiatria.
Média: 5 (2 votos)

O que é preciso mudar no futebol brasileiro

Jornal GGN - O novo técnico da seleção brasileira, Dunga, assume o cargo oficialmente nesta terça (22). Ele carrega, agora, a materialização da responsabilidade por reverter aquele placar de 7x1, que o país levou da Alemanha, na semifinal da Copa do Mundo. Mas, para reverter os pontos, um simples técnico não tem alcance. Como mudar o futebol brasileiro? Por onde começar? O problema está na base, na legislação, nos clubes, na confederação?

Conversamos com três especialistas para responder a essas perguntas. Cada um, representantes das três esferas do futebol – o mercado, os clubes e os jogadores –, apontou uma direção. Todos, que contabilizam notáveis cargos de experiência na área, não conseguiram chegar a um consenso. Desenharam a distância a que estamos para chutar esse gol.

O problema é da fiscalização

Roque Citadini, ex-dirigente do Corinthians e conselheiro do clube

Citadini é hoje presidente do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo e conselheiro vitalício do Sport Club Corinthians Paulista. A mudança no futebol, de acordo com ele, deve se concentrar primordialmente na fiscalização, atuando por uma lei de responsabilidade de gestão dos clubes, como também por agências públicas fiscalizadoras do futebol.

A partir dessas duas linhas, os clubes seriam pressionados a publicar balanços, auditar as contas e manter seus orçamentos equilibrados. “O clube que não tiver equilíbrio orçamentário não disputa campeonato”, defende Roque Citadini.

Leia mais »

Média: 1 (1 voto)

Defesa de Raymond Whelan pede revogação da prisão preventiva

Jornal GGN - Os advogados de defesa do britânico Raymond Whelan, preso durante operação que combatia a venda irregular de ingressos para a Copa do Mundo, encaminhou pedido de Habeas Corpus ao Supremo Tribunal Federal para revogar sua prisão preventiva. Além disso, os advogados pedem acesso ao material apreendido durante a Operação Jules Rimet, realizada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Raymond Whelan é diretor da Match Services, empresa autorizada pela FIFA para a venda de ingressos na Copa, e é acusado dos crimes de cambismo, organização criminosa, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e sonegação.

Enviado por antonio francisco

Do Notícias STF

Defesa de Raymond Whelan pede ao STF revogação de prisão preventiva

A defesa do empresário Raymond Whelan, cidadão britânico preso no início do mês durante investigações sobre venda irregular de ingressos para a Copa do Mundo de 2014, impetrou no Supremo Tribunal Federal o Habeas Corpus (HC) 123431, pedindo a revogação da prisão preventiva e o acesso ao material interceptado e apreendido durante a chamada Operação Jules Rimet. Whelan é diretor da Match Services AG, empresa autorizada oficialmente pela FIFA para a venda de ingressos da Copa.

Leia mais »
Média: 5 (2 votos)