Revista GGN

Assine

Luis Nassif Online

Investe-se contra uma empresa estratégica, maior produtora de energia do planeta, dona de linhas de transmissão
28
Procuradores de Curitiba ajudam revista no ataque a Rodrigo Janot e defesa de Temer, criando tese de "proteção" ao PT
15
Artigos de Luis Nassif, no Xadrez da Política Nacional, contornam situações político-econômicas que contornam o golpe

Clipping do dia

As matérias para serem lidas e comentadas.

Média: 1 (1 voto)

Fora de Pauta

O espaço para os temas livres e variados.

Média: 1 (1 voto)

Multimídia do dia

As imagens e os vídeos selecionados.

Média: 1 (1 voto)

A UFC entre Gilmar Mendes e Rodrigo Janot

Vamos combinar.

Na UFC entre Gilmar Mendes e Rodrigo Janot vale pernada, chute no saco e dedo no olho, conforme os juízes do Supremo Tribunal Federal admitem. Mas não vale atacar esposas, filhas e mães.

O patrocínio ao IDP (Instituto Brasiliense de Direito Público), por uma entidade presidida pelo réu, deveria ser motivo mais que suficiente para Gilmar se declarar impedido. Mas como o STF aceita pernada, chute no saco e dedo no olho, e aceita que seus Ministros julguem processos em que são partes empresas que patrocinam seus próprios eventos, os procuradores procuraram apimentar a denúncia envolvendo a senhora Gilmar Mendes, Guiomar Feitosa.

Levantaram os seguintes fatos:

1      Um sobrinho de Guiomar se casou com a filha do réu. E?

2      No celular do réu havia o número do telefone de Guiomar. E? Não há registros de ligações, de mensagens trocadas.

3      O irmão de Guiomar e o réu são dois de um grupos de sócios em uma companhia de ônibus. Leia mais »

Média: 3.6 (7 votos)

Bancada do PT na Câmara se posiciona contra venda da Eletrobras

 
NOTA DA BANCADA DO PT NA CÂMARA
 
NÃO À PRIVATIZAÇÃO E DESNACIONALIZAÇÃO DA ELETROBRAS
 
A Bancada do PT na Câmara repudia o anúncio feito pelo governo Michel Temer de privatizar a Eletrobras. Essa é uma medida irresponsável e entreguista que afeta os interesses de toda a população brasileira. É uma mudança geral e drástica do marco regulatório do setor elétrico, criado nos governos Lula e Dilma, que proporcionou segurança energética e expansão do parque gerador e de transmissão.
 
O governo atual propõe a privatização do Setor Elétrico Nacional sem levar sequer em consideração impedimentos constitucionais referentes ao controle da Eletronuclear e aos acordos binacionais.

Leia mais »

Média: 3.7 (9 votos)

A lei corrompida, por Chris Hedges

Harlan Fiske Stone, juiz da Suprema Corte dos EUA de 1925 a 1946 - Ilustração Blog do Alok

Blog do Alok

A lei corrompida, por Chris Hedges

no Truthdig

Tradução do Coletivo Vila Vudu
 
ISLE AU HAUT, Maine – Tomo café da manhã numa mesa de carvalho esculpida, que pertenceu a Harlan Fiske Stone, juiz da Suprema Corte dos EUA de 1925 a 1946 e Juiz Presidente durante os últimos cinco daqueles anos. Stone e sua família passavam os verões nessa ilha remota e ventosa, a dez quilômetros da costa do Maine.
 
Stone, Republicano e amigo próximo de Calvin Coolidge e Herbert Hoover, corporificou uma era perdida da política dos EUA. O seu conservadorismo, fundado na crença de que a lei é feita para proteger os pobres contra os ataques dos poderosos, em nada se assemelha ao daqueles autoproclamados "constitucionalistas estritos" na Federalist Society, que acumularam tremendo poder no judiciário. Uma Federalist Society, por ordens do presidente Trump, está encarregada de aprovar os 108 candidatos à suprema magistratura do país a serem indicados pelo atual governo. O juiz recentemente nomeado por Trump, Neil Gorsuch, é membro da Federalist Society, como também o são os juízes Clarence Thomas, John Roberts e Samuel Alito.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Brasil - A Canção, por Claudio DusSantos

por Claudio DusSantos

Brasil - A canção

É uma música composta em 1993, mas que - infelizmente- continua mais atual  do que nunca.

Seu poema busca se constituir em uma grande angular aberta sobre o Brasil. A sua história, mazelas,  delírios... Mas também sua imensa  sensibilidade diante da Beleza e da e a Alegria...

Foi composta a partir da epifania que foi dar de chofre com o Rio Amazonas visto dos céus...

Nunca esqueci e nunca esquecerei esse momento...

Leia mais »

O sonho americano acabou?, por Marcia Cruz-Redding

O sonho americano acabou?

por Marcia Cruz-Redding

Os Estados Unidos da América, a terra dos sonhos de liberdade, igualdade, dignidade, respeito, liberdade religiosa e educação, mudou radicalmente com a eleição do milionário Donald Trump à Presidência da República.  O discurso agressivo do novo presidente, durante a campanha e após as eleições, despertou uma parcela minoritária da população que quer ressuscitar o racismo, a homofobia, a xenofobia e a intolerância.

Leia mais »

Média: 2 (7 votos)

Com cortes em São Paulo, Doria pode estar criando caixa para eleições


Foto: Leon Rodrigues / ASCOM- PMSP
 
Jornal GGN - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou recentemente que a cidade está com um rombo de R$ 7,5 bilhões. Junto com a notícia, o secretário municipal da Fazenda, Caio Megale, anunciou cortes em todas as pastas, inclusive na Saúde e Educação, e quer rever o que chama de "desperdícios" de programas municipais. 
 
Reportagem de Rodrigo Gomes, da Rede Brasil Atual, entretanto, mostra que dados do orçamento municipal são positivos. Especialistas analisam que a medida de cortes nada mais é do que uma estratégia do prefeito tucano para criar fundo e aplicar os recursos no final de 2017 e início de 2018, quando candidatos à Presidência e governos estaduais organizam-se para as campanhas políticas.
 
"Ainda que os investimentos fiquem prejudicados, a falta de verba da União só justifica o congelamento das obras. Tudo que é despesa corrente – os programas existentes e ações cotidianas da prefeitura – não tem motivo para sofrer cortes. O governo tem de explicar isso", afirmou o ex-vereador Odilon Guedes, mestre em economia pela PUC, à RBA.
Média: 3 (2 votos)

Moro manda bloquear R$ 6 milhões de Vaccarezza e não acha nem R$ 10 mil

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN - O juiz Sergio Moro ordenou que o Banco Central bloqueasse contas do ex-deputado Cândido Vaccarezza no limite de R$ 6 milhões, mas encontrou pouco menos que R$ 10 mil em posse do ex-líder dos governos Dilma e Lula. Hoje, Vaccarezza é presidente estadual do Avante (antigo PTdoB) e virou alvo da nova fase da Lava Jato de Curitiba, batizada de "Abate".

De acordo com informações do Estadão, o Banco Central identificou R$ 9.887,23 em duas contas de Vaccarezza, uma com R$ 6.529,92 e outra com R$ 3.357,31. 

Leia mais »

Média: 4.4 (7 votos)

Reforma política na Câmara deve ficar para amanhã


Foto: Lula Marques/AGPT
 
Jornal GGN - O chamado "distritão", os R$ 3,6 bilhões do fundo público eleitoral para financiar as campanhas e as outras polêmicas da reforma eleitoral seriam votadas na tarde desta terça-feira (22) pela Câmara dos Deputados. Mas um atraso pode deixar a análise da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77 para hoje a noite ou para amanhã (23). 
 
Além da PEC 77, outros dois relatórios sobre a reforma eleitoral estavam pendentes de análise da Câmara por comissões especiais. Mas as atividades não poderiam ser liberadas sem o início da ordem do dia no Plenário, o que atrasou pela demora da chegada do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
 
Os parlamentares estão com pressa na conclusão das votações das matérias relacionadas à reforma eleitoral, uma vez que para valer para as eleições de 2018 precisam ser aprovadas pela Câmara e pelo Senado Federal antes de outubro, completando a exigência de um ano antes do pleito eleitoral. Os deputados precisam analisar 14 destaques e sugestões de mudanças dos deputados para a reforma política.
Média: 5 (1 voto)

A aberração da venda da Eletrobras, por Luis Nassif

O anúncio de venda da Eletrobras para fazer caixa é uma das iniciativas mais aberrantes do governo Temer. A ideia da “democratização do capital” e a comparação com a Vale e a Embraer é esdrúxula. Ambas estão na economia competitiva enquanto a Eletrobrás é uma concessionária de serviços públicos, estratégica para o país.

A avaliação de R$ 20 bilhões equivale a menos da metade de uma usina como Belo Monte. A Eletrobrás tem 47 usinas hidroelétricas, 114 térmicas e 69 eólicas, com capacidade de 47.000 MW, o que a faz provavelmente a maior geradora de energia elétrica do planeta. É uma empresa tão estratégica quanto a Petrobras.

A Eletrobras está sendo contruída desde 1953 e exigiu investimentos calculados em R$ 400 bilhões do povo brasileiro. Além da capacidade geradora, que equivale a meia Itaiupu, a Eletrobras controla linhas de transmissão, seis distribuidoras e a Eletronuclear, empresa estratégica que detém as únicas usinas nucleares brasileiras. Leia mais »

Média: 4.6 (21 votos)

Prestes a delatar tucanos em obras do metrô, sócio da OAS morre de infarto

 
Foto: Commons
 
O maior acionista da OAS, Cesar Mata Pires, morreu nesta terça-feira, 22, em São Paulo. O empresário foi vítima de um infarto fulminante.
 
Ele estava caminhando pelo bairro do Pacaembu, na capital paulista, quando sofreu o infarto.
 
O empresário é um dos fundadores da OAS.
 
César seria um dos delatores da OAS a relatar pagamentos de propina e caixa dois em obras do governo do Estado de São Paulo, como linhas do Metrô e Rodoanel. Entre os muitos citados em sua delação estariam o senador Aécio Neves (PSDB-MG), governadores, deputados, senadores e ministros do Superior Tribunal de Justiça.
Média: 2.6 (5 votos)

Funaro assina delação para entregar papel de Temer na quadrilha do PMDB

Foto: Agência Senado

Jornal GGN - A delação do operador Lúcio Funaro foi assinada nesta terça (22) com a Procuradoria Geral da República, informa o Estadão. Um dos anexos, de acordo com o jornal, diz respeito ao papel de Michel Temer na organização criminosa formada pelo PMDB na Câmara. Fazem parte da quadrilha investigada pelos procuradores liderados por Rodrigo Janot os atuais e ex-ministros Eliseu Padilha, Moreira Franco, Geddel Vieira Lima e Henrique Eduardo Alves, além de Eduardo Cunha.

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

Moro sobre devolver R$ 10 milhões a marqueteiro: um "lapso" por trabalhar demais

Foto: Lula Marques
 
 
Jornal GGN - O juiz Sergio Moro desistiu de liberar R$ 10 milhões que foram bloqueados das contas do casal de marqueteiros João Santana e Mônica Moura, responsáveis pelas últimas campanhas presidenciais do PT. Delatores da Lava Jato, Santana e esposa solicitaram a devolução de recursos alegando dificuldades para sobreviver. Moro, contrariando seu próprio ponto de vista, havia concordado com o pedido feito pela defesa.
 
Conforme o GGN mostrou neste post aqui, a decisão de Moro em favor de Santana destoava dos argumentos que ele próprio utilizou para bloquear os bens lícitos de Lula. Isso porque, na narrativa do juiz, o patrimônio de um condenado que nada tem a ver com a denúncia por corrupção pode ser sequestrado caso o produto do crime não tenha sido identificado ou esteja no exterior.
Média: 3.8 (4 votos)