Revista GGN

Assine

Luis Nassif Online

No seu tempo no Bank Boston o máximo que chegou foi a Global President, ou seja, diretor da área internacional do banco
12
Como já conceituei, é o primeiro caso em que lavagem de dinheiro foi substituída por lavagem de apartamento
33
É ativista política, conforme demonstrou participando ativamente das convocações do MBL a favor do impeachment
52

Jornal divulga trecho da delação de Marcos Valério que cita Aécio

Jornal GGN - O jornal O Tempo teve acesso a alguns anexos da delação premiada de Marcos Valério que contam com um pouco mais de detalhe como Aécio Neves teria se beneficiado de esquemas de corrupção que podem ter envolvido o Banco Rural e a Codemig. Ciente do vazamento, Aécio já saiu pela tangente e respondeu que a denúncia apenas trata de transações "privadas", não de desvios de verba pública.
 
Um dos trechos expõe que o ex-governador de Minas Gerais teria sido beneficiado por um empréstimo fraudulento que envolvia, além do hoje senador tucano, o ex-presidente da Assembleia Legislativa Mauri Torres, conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, e o ex-secretário de governo Danilo de Castro. Os dois são do PSDB.
 
De acordo com a delação, Mauri, antes do mensalão de 2005 estourar na mídia, solicitou ao sócio de Valério nas agências SMPB e DNA Propaganda (Ramon Hollerbach Cardoso) um empréstimo de "valor muito alto" que seria usado para comprar um apartamento na região centro-sil de Belo Horizonte. 
Sem votos

Lista de Livros: Crítica da Razão Prática (Parte II) – Immanuel Kant

Seleção de Doney

Lista de Livros: Crítica da Razão Prática (Parte II) – Immanuel Kant

Editora: Brasil (Versão digitalizada da obra de 1959)

Tradução e prefácio: Afonso Bertagnoli

Opinião: bom

Páginas: 248

     “Enquanto a virtude e a felicidade constituem conjuntamente a posse do sumo bem em uma pessoa e enquanto, além disso, estando a felicidade repartida exatamente, em proporção idêntica, à moralidade (como valor da pessoa e da sua dignidade de ser feliz), constituem ambas o sumo bem de um mundo possível, isto significa o mais completo e acabado bem; neste, todavia, a virtude é sempre, como condição, o bem mais elevado, porque não tem sobre si nenhuma outra condição, enquanto a felicidade apresenta alguma coisa que é agradável para aquele que possui, mas sem ser por si mesma absolutamente boa sob todos os aspectos, dado que supõe, constantemente, de acordo com a lei, a conduta moral como condição. (...)

     O sumo bem é para nós prático; isto é, devemos realizá-lo mediante a nossa vontade, concebendo nele a virtude e a felicidade necessariamente ligados, de modo que não é possível, para uma razão pura prática, admitir aquela e não admitir esta.”

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Fundo que teve Meirelles como conselheiro amargou prejuízos com empresa acusada de corrupção

meirelles_jose_cruz_abr_1.jpg
 
Foto: José Cruz/Agência Brasil
 
Jornal GGN - A gestora de ativos Kohlberg Kravis Roberts (KKR), que teve o atual ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, como seu conselheiro sênior, teve prejuízo de cerca de R$ 1,5 bilhão com a empresa brasileira Aceco, especializada em fornecer salas-cofre para data centers.
 
A empresa de tecnologia é suspeita de fraudar o balanço para inflar lucros e subornar funcionários públicos no Brasil e no exterior para conseguir contratos. A KKR adquiriu 86% da Aceco em 2014, por R$ 1,2 bilhão. 
 
Matéria publicada na ocasião do negócio no jornal O Estado de S. Paulo afirmou que “a gestora contratou o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles como consultor sênior. Meirelles ajuda a empresa a entender o cenário macroeconômico do Brasil e identificar oportunidades de investimentos”.

Leia mais »

Sem votos

O enorme poder da música, que o Brasil despreza, por Carlos Motta

O enorme poder da música, que o Brasil despreza

por Carlos Motta

Descobri por acaso, no Youtube, uns vídeos do 8 º Festival Choro Jazz, realizado, acho, em dezembro, na famosa Jericoacoara, no Ceará. 

É uma coisa de louco!

Que músicos maravilhosos existem no Brasil!

Um evento como esse - e sei que há muitos mais pelo país afora, no ano todo -, deveria encher de vergonha as nossas "autoridades", que não têm a menor noção do potencial da música brasileira como produto de exportação, ou melhor, como uma das armas mais poderosas do "soft power", esse instrumento de dominação cultural que os americanos dominam tão bem.

Leia mais »

Imagens

Sem votos

Governo vai adiar leilões de ao menos 11 projetos de infraestrutura

ferrovia-norte-sul-constran_divulgaca.jpg
 
Foto: Constran/Divulgação
 
Jornal GGN - Prometidos para este ano, leilões de ao menos 11 projetos de infraestrutura, incluídos no programa de concessões, serão adiados para 2018. Os atrasos afetarão principalmente ferrovias e rodovias, em investimentos de pelo menos R$ 39 bilhões.
 
O valor ultrapassa 90% do total que foi estimado na carteira de empreendimentos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). De acordo com matéria publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, o adiamento não foi motivada pela crise política, e sim por ajustes técnicos nos projetos.
 
As concessões são alvos de questionamentos do Ministério Público Federal, do Tribunal de Contas da União (TCU), de usuários e também do próprio mercado. O objetivo do governo é levar mais tempo preparando os projetos para garantir sua atratividade para os investidores.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Documentário: A colaboração da Volkswagen com a Ditadura Brasileira

Sugestão de Antonio Ateu

INÉDITO: COMO A VOLKSWAGEN COLABOROU COM A DITADURA

DO OUTRAS PALAVRAS

Num vídeo da TV pública alemã, a história oculta da Volkswagen: espionagem interna, delação de operários aos órgãos repressivos, prisões dentro da fábrica. Um exemplo emblemático da ligação entre capital e totalitarismo.

Leia mais »

Sem votos

Eu, nós e todo o mundo, por Gustavo Gollo

Em menos de 5 anos, os Estados Unidos já terão degringolado, a poeira já terá baixado e a economia chinesa terá mais que o dobro do tamanho da americana. A mudança será drástica. Mas, o que mudará para nós?

Eu, nós e todo o mundo, por Gustavo Gollo

Tudo, tudo mudará. Passaremos a ver o mundo com outros olhos; veremos tudo sob outros ângulos.

A crise será estrondosa, mais sofrida aqui que lá; tragédia para os mais pobres. Mas nossas crenças mudarão. O mundo anda monótono, quero dizer, todo no mesmo tom. Os meios de comunicação nos impingem um único modo de ver o mundo, um mesmo ângulo.

Até um século atrás, em cada região o povo tinha hábitos próprios, diferentes dos de outras; vestiam-se ao seu modo, comiam suas próprias comidas e falavam com sotaque local. Hoje, no mundo inteiro, todos têm a mesma cara, os mesmos desejos, as mesmas crenças, estamos muito homogêneos, quase completamente. Poucos povos conseguem resistir à fortíssima imposição cultural de todos os valores. Entre esses, os chineses se mantêm a relativa distância da sopa comum, da massa homogênea que compartilha os valores difundidos diariamente pela TV. O contraste entre tais valores nos parecerá chocante, desacostumados que estamos com as diferenças.

Leia mais »

Média: 3.8 (4 votos)

PSDB e DEM: entre alianças e divergências para pleito 2018

Rodrigo Maia e Geraldo Alckmin parecem discordar e mostrar movimentos opostos nas disputas de cada partido 
 

Foto: Reprodução
 
Jornal GGN - Já com olhos para 2018, o PSDB e o DEM pretendem fechar alianças no Congresso Nacional e, inclusive, nas eleições estaduais da Bahia e São Paulo. Já junto ao Planalto, o partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pretende levantar forças para estudar um nome próprio à candidatura à Presidência da República.
 
Enquanto o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, reuniu-se com líderes do DEM em sua residência, na noite desta segunda-feira (24), para desenhar as estratégias de enfrentamento ao petista Rui Costa, na Bahia, estudando unificar não somente o DEM e o PSDB, como também os demais partidos da base de Michel Temer, outras lideranças discordam da aliança.
 
"Na Bahia os partidos anti-PT se reúnem em torno do ACM Neto [prefeito de Salvador]. Há uma unanimidade: onde está o PT, estamos do outro lado", disse o presidente nacional do DEM, senador José Agripino Maia (RN) ao Estadão.
Média: 1 (1 voto)

O programa secreto do capitalismo totalitário, por George Monbiot

Sugestão de Ricardo Cavalcanti-Schiel

no Outras Palavras

O programa secreto do capitalismo totalitário

Por George Monbiot

originalmente em The Guardian, de Londres.

Como Charles Koch e outros bilionários financiaram, nas sombras, um projeto político que implica devastar o serviço público e o bem comum, para estabelecer a “liberdade total” do 1% mais rico.

É o capítulo que faltava, uma chave para entender a política dos últimos cinquenta anos. Ler o novo livro de Nancy MacLean, Democracy in Chains: the deep history of the radical right’s stealth plan for America [Democracia Aprisionada: a história profunda do plano oculto da direita para a América] é enxergar o que antes permanecia invisível.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

O que Ernst Cassirer tem a ensinar aos juízes encarregados de julgar Lula?, por Fábio de Oliveira Ribeiro

O que Ernst Cassirer tem a ensinar aos juízes encarregados de julgar Lula?

por Fábio de Oliveira Ribeiro

Ao indeferir a liminar no Mandado de Segurança impetrado por Lula contra o bloqueio dos seus bens por Sérgio Moro, o Desembargador João Pedro Gebran Neto, TRF-4, afirmou que o ex-presidente recebe um benefício que foi revogado pela CF/88  http://jornalggn.com.br/noticia/gebran-nega-desbloqueio-em-conta-de-lula-achando-que-ele-tem-auxilio-mas-nao-tem. O erro que ele cometeu é evidente e pode até ser corrigido através de Embargos de Declaração, mas há algo mais que pode ser dito sobre o episódio.

Há décadas a imprensa acusa Lula de ter enriquecido na política. O anti-petismo se tornou um lugar comum nos últimos anos, tanto que se transformou na única plataforma política de Aécio Neves nas últimas eleições presidenciais http://jornalggn.com.br/blog/fabio-de-oliveira-ribeiro/sobre-o-anti-petismo-e-os-anti-petistas-por-fabio-de-oliveira-ribeiro. Velhas raposas do jornalismo e da política e seus jovens aprendizes do MBL vomitam ódio contra o PT diariamente nas redes sociais. Boatos são inventados: a Ficha-Falsa do DOPS de Dilma Rousseff (que poderia ser verdadeira segunda a Folha de São Paulo) e a propriedade da Friboi pelo filho de Lula são os dois boatos mais conhecidos.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Decisão judicial determina que MST deixe fazenda de Ricardo Teixeira

mst_teixeira_-_midia_ninja.jpg
 
Foto: Mídia Ninja
 
Jornal GGN - Um pedido de liminar dos advogados do ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol, (CBF), Ricardo Teixeira, foi acolhida pela Justiça e pede a reintegração de posse da Fazenda Santa Rosa, ocupada por militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).
 
A ocupação da propriedade de Teixeira foi realizada na manhã de ontem (25) e faz parte da jornada de mobilizações do MST, que também ocupou fazendas ligadas a Blairo Maggi, Michel Temer, Henrique Eduardo Alves e Eike Batista.
 
A decisão judicial determina o prazo de três horas, a partir da notificação, para a saída dos manifestantes, e autoriza o uso de força policial caso a ordem seja descumprida.

Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

Superação da crise exige transparência e participação social, por Clemente Ganz Lúcio

 
do CEE-Fiocruz
 
Superação da crise exige transparência e participação social
 
por Clemente Ganz Lúcio
 
A economia brasileira encolhe desde 2014. Até o momento, o PIB per capita teve uma contração de menos 9%, ou seja, o valor da riqueza corrente por habitante vem diminuindo. As projeções para 2017 indicam que a economia permanecerá estagnada, o que significa que o PIB per capita amargará nova queda, uma vez que a população continuará crescendo.

Nessa dinâmica recessiva, o país seguirá fechando estabelecimentos; fomentando a desnacionalização da economia, com a venda de empresas públicas e privadas, de reservas naturais e de outros ativos; promovendo o desmonte do Estado, das políticas públicas e subtraindo direitos sociais; fragilizando os espaços de diálogo social e de democracia participativa; subordinando cada vez mais o desenvolvimento produtivo ao interesse da riqueza financeira; destruindo instituições públicas que promovem e sustentam o desenvolvimento econômico e social. Desemprego, arrocho salarial, informalidade, pobreza, violência e desigualdade são fenômenos que crescem e se espalham no território.

Leia mais »
Média: 5 (1 voto)

Janot diz que Cunha tem que ficar preso para não "influenciar asseclas"

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - Mesmo negociando um acordo de delação com Eduardo Cunha, o procurador-geral da República Rodrigo Janot usou um arsenal de críticas ao passado do ex-deputado federal para sustentar que ele seja mantido preso em Curitiba, contrariando um pedido de habeas corpus da defesa. Um dos principais benefícios de quem faz delação premiada na Lava Jato é obter a liberdade ou a troca do regime fechado para o domiciliar.
 
Janot disse na manifestação feita ao Supremo Tribunal Federal que, uma vez solto, Cunha pode influenciar "asseclas", pois seu "potencial delitivo" está relacionado ao poder que detinha sobre parlamentares no Congresso.
Média: 3 (2 votos)

Oposição tenta barrar negociações do governo com os ruralistas

temer_plano_safra_beto_barata_pr_0.jpg
 
Foto: Beto Barata/PR
 
Da Rede Brasil Atual
 
 
Deputados vão confrontar o uso, pelo Planalto, de propostas como venda de terras a estrangeiros e anistia de dívidas do Funrural como moeda de troca para apoio a Temer
 
por Hylda Cavalcanti
 
Parlamentares da oposição estão se articulando para combater, a partir da volta dos trabalhos do Legislativo, na próxima semana, a articulação que está sendo feita pelo governo e integrantes da bancada ruralista que tem o objetivo de pressionar a votação da proposta que autoriza venda de terras a estrangeiros. A matéria tramita na Comissão de Agricultura da Câmara por meio do Projeto de Lei (PL) 4.059/12 e pode receber um substitutivo do Palácio do Planalto. Sua aprovação está sendo condicionada ao apoio da bancada ruralista no Congresso a Michel Temer, na votação da Câmara que vai autorizar ou não a abertura de processo contra o presidente da República por corrupção passiva.
Leia mais »
Média: 5 (1 voto)

Nassif: Os cachês de Henrique Meirelles foram lobby na veia

 
Apenas para efeito de avaliação: a não ser consultorias  geopolíticas de altíssimo nível, como as de Henry Kissinger, não existe consultoria para negócios no Brasil, pelo menos nas áreas de especialização de Henrique Meirelles, que justifique os ganhos obtidos nos últimos anos.
 
Meirelles nunca foi um consultor estrategista. Muito menos um executivo que se destacasse. No seu tempo no Bank Boston o máximo que chegou foi a Global President, ou seja, diretor da área internacional do banco, representado apenas por ativos no Brasil e na Argentina. 

Leia mais »

Média: 5 (12 votos)