newsletter

Luis Nassif Online

SP tornou-se um buraco negro institucional e por aqui consolidaram-se vícios de estados atrasados; por Luis Nassif
48 comentários
Modelo Aécio não tem o menor compromisso com o social; o de Dilma, pouca sensibilidade com empresarial; por Luis Nassif
167 comentários
Cidades que utilizam água da Bacia PCJ ficariam sem água caso governador queira buscar água mais fundo; por Sérgio Reis
11 comentários

Festival do Minuto resgata memórias afetivas da cidade

Por Cidade Criativa - Rede de noticias Portal Aprendiz

Em qual esquina da cidade você conheceu uma pessoa inesquecível? Qual casa, padaria ou banca de jornal te traz lembranças da infância? Por que ruas você andava quando era adolescente?

Leia mais »

Sem votos

A inesquecível interpretação de João e Maria com Yamandu e Dominguinhos

Sugestão de Hugo1

João e Maria - Yamandú Costa e Dominguinhos

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Falta de água em SP não cola em Alckmin, mas respinga em Aécio

Jornal GGN - É destaque no Painel da Folha desta quarta-feira (22) que a crise de abastecimento de água em São Paulo, em função do colapso do Sistema Cantareira, já respinga na campanha de Aécio Neves (PSDB) à Presidência.

A campanha da presidente Dilma Rousseff explora o assunto no segundo turno e parece conseguir resultados. Segundo o último Datafolha, ela cresce na região Sudeste na semana em que a falta de água latente foi mais divulgada pela grande mídia, com exposição negativa para a Sabesp e críticas duras da ANA.

A crise não foi suficiente para impedir a reeleição de Geraldo Alckmin (PSDB) no Estado, mas pode render mais votos à presidente petista.

Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

Kid Abelha no Acústico MTV... e Paula Toller

Sugestão de NickName

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

As semelhanças na campanha presidencial de Aécio e Collor

Jornal GGN - A campanha de Aécio Neves (PSDB) à presidência da República, em 2014, contém algumas semelhanças com campanhas passadas ou momentos políticos que ficaram na história. Primeiro, colunistas ressaltaram o discurso do tucano sobre o atual governo estar mergulhado em um "mar de lama". O mote era usado na época de Getúlio Vargas e foi resgatado por Aécio para abordar os casos de corrupção na Petrobras. Reportagem do iG, agora, ressalta os conceitos empregados na construção da vinheta do programa eleitoral de Aécio na TV, que lembram bastante os recursos usados na campanha de Collor, em 1989. Naquele ano, Collor venceu Lula, que disputava o Palácio do Planalto pelo PT.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Pancadaria de Aécio Neves

Sugestão de João

do Jornal Opção

por Euler de França Belém

Marketing equivocado

Pesquisas sugerem que pancadaria de Aécio Neves está transformando Dilma Rousseff em vítima

A presidente petista também está batendo, mas preserva a imagem de seriedade, sem deboche, e de estadista

As pesquisas e os intérpretes da política às vezes demoram a perceber aquilo que, na falta de palavras flaubertianas, se pode chamar de micropolítica. A pesquisa do instituto Datafolha, que aponta a presidente Dilma Vana Rousseff, do PT, com 52% (48% das intenções de voto) e Aécio Neves com 48% (46% das intenções de voto) dos votos válidos sugere algumas interpretações. Antes de apresentá-las, um breve comentário. Observando a margem de erro, deve-se admitir que se trata de um quadro de empate técnico. Porém, extrapolando, quem sabe exagerando, talvez seja possível dizer outra coisa: que Dilma Rousseff efetivamente cresceu, reduzindo a expectativa de poder do tucano de Minas Gerais. Mais: se Aécio Neves tivesse 52% e Dilma Rousseff aparecesse com 48%, ainda assim, por enviesado que seja o comentário, haveria um indicativo de que a petista poderia reverter o quadro. Como? Com o uso da estrutura, da máquina e, também, de um marketing afiado. A expectativa de poder está com a petista-chefe. Pode ser que mude, se houver um eleitor “adormecido” que, de alguma forma, queira dar o “troco” no governismo e que acredita que o senador simboliza a mudança, ou, ao menos, o político que vai arrancar o Lulopetismo ou a “chata da Dilma” do poder.

Leia mais »

Média: 2 (4 votos)

Sobre o aprimoramento do complexo industrial da saúde

Evento, nesta quinta-feira, reunirá Gomes Temporão, Gonzalo Vecina e Carlos Gadelha para debater inovação dos polos industriais da saúde 
 
A pressão de custos nos sistemas de saúde vem direcionando a introdução de inovações para melhorar a efetividade dos investimentos. Isso porque a ampla utilização de tecnologias contribui diretamente na criação de novos modelos de negócios e de oportunidades podendo, inclusive, reposicionar o Brasil nas cadeias globais de valores.
 
Atualmente a estrutura produtiva e tecnológica de equipamentos médicos no país é bastante heterogênea e existe sim a necessidade de potencializar recursos em setores onde a produção nacional tem chances de se destacar no mercado. Por isso, amanhã, dia 23 de outubro, em São Paulo, o Fórum Brasilianas.org reunirá especialistas para discutir gestão, inovação e incentivos para o complexo nacional da saúde. Participe!
 
O evento contará com a participação do superintendente do Hospital Sírio Libanês, Gonzalo Vecina Neto, do presidente do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (CONASS), Michele Caputo Neto, do ex-ministro da Saúde e pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), José Gomes Temporão e do secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha, entre outros nomes. Acompanhe a seguir a programação.
 
Seja um debatedor e efetue sua inscrição através do 0800 16 99 66 ramal 24 ou escrevendo para eventos@advivo.com.br.
Média: 5 (4 votos)

Agricultura familiar tem novo apoio para compra de máquinas

Jornal GGN – O ministro do Desenvolvimento Agrário, Laudemir Müller, assinou, na última sexta-feira (17), um acordo de cooperação com a Anfavea (Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores), para comprar máquinas para o Programa Mais Alimentos. Com isso, agricultores podem adquirir máquinas e veículos com preços especiais e condições exclusivas de financiamento.

O Mais Alimentos foi criado em 2008, para facilitar o acesso de agricultores familiares a equipamentos e implementos agrícolas. Modernizando as propriedades, o programa favorece o aumento da produção.

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

Embraer apresenta o avião de transporte militar KC-390

do Blog de Rafael Cruz

Gavião Peixoto-SP, 21 de outubro de 2014 – A Embraer apresentou hoje o primeiro protótipo do avião de transporte militar KC-390 produzido na fábrica de Gavião Peixoto (SP). O evento contou com a presença do Ministro da Defesa, Celso Amorim, o Comandante da Força Aérea Brasileira, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito, comitivas e representantes de mais de 30 países. Após esta apresentação, a Companhia poderá realizar importantes testes em solo antes do primeiro voo da aeronave, previsto para ocorrer até o final deste ano.

#2

“Este marco significativo do Programa KC-390 demonstra a capacidade da Embraer de gerenciar um projeto complexo e de alta tecnologia como este e de executá-lo dentro do planejamento previsto”, disse Jackson Schneider, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “O rollout abre caminho para o início dos testes em solo como preparação para o primeiro voo”.

Leia mais »

Média: 5 (8 votos)

STF condena Protógenes Queiroz por atuação na Operação Satiagraha

 
Jornal GGN - O ex-delegado e deputado federal Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) foi condenado a 2 anos e 6 meses de prisão pelo Supremo Tribunal Federal por violação de sigilo funcional qualificado, durante a investigação da Operação Satiagraha. O deputado foi absolvido do crime de fraude processual.
 
O julgamento foi uma consequência da atuação de Protógenes na condução da investigação pela Polícia Federal. Apurando denúncias de crimes financeiros cometidos pelo banco de investimentos Opportunity, durante a privatização da Brasil Telecom, Protógenes comunicou antecipadamente jornalistas sobre as datas e momentos em que a operação seria deflagrada, com as diligências de busca e apreensão nas casas dos investigados.
 
"O furo jornalístico e a ampla cobertura foram proporcionados graças à indiscrição dos acusados. A cobertura jornalística deve-se à divulgação de dados sigilosos", disse o ministro do STF Teori Zavascki, relator do processo, concordando com a sentença da Justiça Federal, de que a intenção do então delegado era de promover a si mesmo e à sua candidatura a deputado federal de São Paulo.
Média: 1.7 (6 votos)

Cristiano Machado e a "cristianização" de votos em 1950

do blog de Antonio Francisco

Nesta foto, mostrada no blog da amapaense Alcinéa, vemos que uma das  propagandas em Macapá, Ap, é a do candidato Cristiano Machado para presidente da República no ano de 1950, quando concorria contra Getúlio Vargas, dentre outros. Seu partido não o queria candidato, e apoiou claramente Getúlio Vargas - desvio de votos que passou a ser conhecido como "cristianização".  

janarynunes2

http://www.alcinea.com/memoria/numa-outra-campanha-eleitoral-5

A história de Cristiano Machado está contada numa página da Fundação Getúlio Vargas:

http://cpdoc.fgv.br/producao/dossies/AEraVargas2/biografias/cristiano_ma...

Média: 5 (2 votos)

O povo está na contramão do mercado financeiro, conclui pesquisa Datafolha

Jornal GGN - Reação de Dilma nas pesquisas pode estar diretamente relacionada com otimismo da população com a economia. A conclusão é da Folha, ao analisar a pesquisa feita pelo Datafolha desta terça que coloca o povo reagindo positivamente aos fatos, ao contrário do mercado financeiro. Leia a matéria a seguir.

da Folha

Pesquisa Datafolha mostra que só 31% acham que inflação irá subir, o patamar mais baixo registrado desde 2007

Levantamento desta terça mostra que a petista mantém 52% das intenções de voto ante 48% de Aécio

DE SÃO PAULO

O mercado financeiro, a maioria dos economistas e alguns organismos internacionais podem estar muito pessimistas com a economia do país em 2015. Mas os brasileiros em geral estão na contramão desse sentimento, o que ajuda a explicar o aumento da aprovação da presidente Dilma Rousseff (PT) e sua reação na corrida pela reeleição.

O exemplo mais eloquente dis

Leia mais »

Média: 5 (7 votos)

Mais do mesmo: falta planejamento, falta água

Percival José Bariani Junior

Larissa Braga Macias Casares

Como é de conhecimento nacional, o Estado de São Paulo e, em especial, o Município de São Paulo, passa por uma das piores crises de estiagem da história, com reflexos diretos no abastecimento de água, haja vista a redução drástica no nível dos reservatórios. O denominado Sistema Canteira – que abastece 10 municípios da região metropolitana de São Paulo – é que tem ganhado especial relevo na mídia, com seus níveis de reservação reduzindo diariamente, o que tem levado o Governo do Estado de São Paulo, por meio da SABESP, a promover, ainda que não admitido oficialmente, um rodízio no abastecimento de água, de forma que a população vem sofrendo, com frequência, com a falta de água.

Não se pode negar os impactos das atuais condições climáticas no nível dos reservatórios, no entanto, atribuir toda a culpa pelo desabastecimento à estiagem é conclusão simplista e que tangencia o real problema: a falta de um planejamento adequado do setor de saneamento básico, que dificulta e até mesmo inviabiliza a realização dos investimentos necessários para garantir o acesso ao serviço público em momentos de crise.

Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

Salve o Nobel, por Antonio Delfim Netto

da Folha

Antonio Delfim Netto

Salve o Nobel

O estudo do funcionamento econômico da sociedade pode ser convenientemente dividido em dois ramos: a macroeconomia e a microeconomia.

A macro procura entendê-lo e criar instrumentos para que seu administrador (o governo eleito periodicamente) possa produzir um bom equilíbrio interno e externo. Durante muito tempo os economistas acreditaram --e alguns ainda acreditam-- que, com uma adequada âncora cambial (o "padrão ouro"), o sistema deixado a si mesmo ("laissez faire") produziria "naturalmente" aqueles equilíbrios. A variável de ajuste "natural" era o aumento do desemprego e a redução do salário real, que se tornou politicamente inaceitável pelo avanço do sufrágio universal.

Mas o fato importante é que mesmo uma macroeconomia virtuosa não garante uma alocação eficiente dos fatores de produção disponíveis se não forem dados estímulos adequados aos agentes econômicos. Quem cuida do crescimento e sugere instituições e mecanismos que aumentam a produtividade de todo o sistema econômico é a microeconomia. Ela tem avançado dramaticamente desde a exploração do uso da teoria dos jogos, da teoria dos leilões e dos estudos sobre a formação de preços em mercados especiais, onde há necessidade de submeter à maior concorrência monopólios e oligopólios de forma a proteger os consumidores com bons serviços e "modicidade tarifária". Esta aproximação da teoria com a realidade foi, justamente, premiada com o Nobel de economia de 2014 a Jean Tirole.

Leia mais »

Média: 3.8 (4 votos)

Presidente da ANA faz duras críticas à gestão da crise hídrica no estado de SP

Jornal GGN -  O PSDB não admite críticas à forma como tratou a crise hídrica em São Paulo. O presidente da ANA criticou, e foi chamado de vagabundo por José Aníbal, que foi mais longe, segundo matéria da Folha. Bom lembrar que a referida matéria deu mais ênfase à reação do PSDB ao evento do PT do que aos pontos extremamente sérios que o presidente da ANA, Vicente Andreu, levantou e que evidenciam o problema de gestão do governador Geraldo Alckmin, do PSDB, na condução da crise hídrica do estado de São Paulo. Leia a seguir.

da Folha

Crise da água

Petista critica gestão tucana e é chamado de 'vagabundo'

Presidente da ANA atacou gestão da crise em evento organizado pelo PT

Filiado à sigla, Andreu afirmou que a decisão do governo de usar o 2º volume morto é uma 'pré-tragédia'

CÉSAR ROSATI RICARDO GALLO GUSTAVO URIBE DE SÃO PAULO

Em debate na Assembleia, realizado pela bancada do PT a cinco dias das eleições, o presidente da ANA (Agência Nacional de Águas), Vicente Andreu, fez duras críticas à gestão da crise hídrica pelo governo Alckmin (PSDB).

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)