Revista GGN

Assine

Carmen Lucia

Após confusão com gravação, Joesley pede desculpas

Jornal GGN – Ontem, após ter virado o país de cabeça para baixo, Joesley Batista e Ricardo Saud, delatores da empresa JBS, soltaram nota onde pediam “sinceras desculpas” aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pelas citações indevidas em conversas gravadas por eles e entregues à PGR.

A gravação motivou Rodrigo Janot, no dia 4, a abrir investigação para apurar a omissão de informações nas negociações das delações dos executivos da empresa em questão. Com grande repercussão do caso, os delatores correram, em nota, para afirmar que as referências aos ministros e ao procurador-geral “não guardam nenhuma conexão com a verdade”.

Leia mais »

Média: 1 (6 votos)

Cármen Lúcia grava vídeo exigindo investigação sobre acusações ao Supremo

Jornal GGN - A presidente do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia decidiu reagir ao que chamou de "agressão inédita" à "dignidade" da Corte, após o procurador-geral da República Rodrigo Janot afirmar que nomes ligados à institutição estariam envolvidos em ilicitudes cometidas no acordo de delação premiada da JBS.

A ministra informou que solicitou à Polícia Federal e à Procuradoria Geral da República uma apuração "profunda" e "definitiva" sobre as suspeitas que mancham a imagem do Supremo. Cármen Lúcia disse que não se pode admitir que a sociedade fique com dúvida sobre a dignidade e honorabilidade dos membros do STF.

Leia mais »

Média: 1.5 (8 votos)

José Eduardo Cardozo teria negado proposta ilícita de executivos da JBS

Foto: Divulgação

Jornal GGN - A coluna de Mônica Bergamo nesta terça (5) mostra que Joesley Batista e Ricardo Saud atiraram para todo lado após decidirem gravar e entregar conversas com autoridades aos procuradores da República, em troca de um acordo de delação premiada.

Um dos alvos teria sido José Eduardo Cardozo, ex-ministro da Justila de Dilma Rousseff. Ele funcionaria como uma escada para pegar ministros do Supremo Tribunal Federal, acreditavam os executivos da JBS. Só que a honestidade de Cardozo - que ocupa o último parágrafo da nota na Folha - acabou estragando o plano.

Leia mais »

Média: 5 (7 votos)

Tudo no Brasil atual tem que resvalar para o ridículo, por Janio de Freitas

Jornal GGN – Fufuca presidente da Câmara parecia fofoca... e não era. Mas uma tendência atual chama atenção: a de que tudo vai descambando para o ridículo. Outro exemplo é o fato de os procuradores da República ligarem Gilmar ao “rei dos ônibus” por flores que custaram 200 reais, e há dois anos. E se não é por carência de fatos, já que haviam fotos do casamento em que Gilmar foi padrinho, qual o motivo desta nova? Ah, responde Janio de Freitas, “faltava o ridículo”.

Para o articulista da Folha, a foto é o documento mais que suficiente para impedimento de Gilmar na decisão do habeas corpus, o resto é cinismo. Gilmar explicou-se, como comumente o faz, por meios externos, a imprensa, e disse que era ataque pessoal de Rodrigo Janot, e que não havia relação para pedir impedimento. E foi assim em maio, quando do caso de Eike Batista.

Leia mais »

Média: 4.7 (14 votos)

Solução é Gilmar se declarar impedido de julgar empresário, por Helena Chagas

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - Alvo de pedido de suspeição por supostamente ter relações com o investigado Jacob Barata, Gilmar Mendes deve se declarar impedido de julgar o empresário e liberar os processos no Supremo Tribunal Federal para outro ministro. Essa é a solução vislumbrada por membros do STF que querem acabar com a crise que coloca em xeque a imagem da própria instituição. Mas falta combinar quem será a figura que irá convencer Gilmar que essa é a melhor saída para todos. É o que relata Helena Chagas, em artigo no portal Os Divergentes.
 
Média: 3.6 (5 votos)

Portal do Supremo publica salários e benefícios de todos os servidores

Foto: CNJ

Da Agência CNJ

O portal do Supremo Tribunal Federal (STF) passou a detalhar os pagamentos de seus ministros e servidores. A medida atende à decisão da ministra Cármen Lúcia, presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), de dar maior transparência aos dados sobre os salários e benefícios de todos os servidores do Supremo.

A determinação da ministra foi tomada no dia 18 de agosto e serve para dar mais eficácia à decisão administrativa tomada pelo Plenário do STF na sessão de 22 de maio de 2012 e à Resolução nº 528, de 3 de junho de 2014.

Leia mais »

Média: 4 (3 votos)

O “reality show” do Poder Judiciário, por Patrick Mariano

Foto: Reprodução
 
 
 
Por Patrick Mariano
 
No Justificando
 
 
A ministra Cármen Lúcia e o ministro Luis Roberto Barroso foram entrevistados pelo apresentador, ex-âncora do programa Big Brother, Pedro Bial. Os links estão aqui e aqui e confesso que fiquei em dúvida em recomendar essas entrevistas a alguém.
 
No início veio a incredulidade, depois a vergonha e, ao final, o desenho de um trágico retrato da Justiça Brasileira. Alguns trechos da entrevista de Barroso: “O Supremo é um lugar em que você diz pra sua mulher que vai trabalhar e sua mulher pode conferir na televisão se você foi mesmo. Assim é a vida que a gente leva”.
Média: 5 (11 votos)

Como o Supremo dificulta o impeachment de Temer

Foto: STF
 
Jornal GGN - Os diversos pedidos para obrigar a Câmara a analisar o impeachment de Michel Temer expõem divergências na interpretação e atuação de ministros do Supremo Tribunal Federal que, em parte, contribuem para que a discussão no Congresso mantenha-se estacionada. Isso vem favorecendo o atual governo desde a época da interinidade. 
 
Uma das primeiras ações movidas para forçar o Legislativo a se debruçar sobre a eventual deposição de Temer, o Mandado de Segurança (MS) 34087, por exemplo, aguarda há mais de 1 ano que Cármen Lúcia leve a ordem para a Câmara instaurar a comissão processamente o ao plenário do Supremo.
 
Média: 5 (6 votos)

Cármen Lúcia tem força para peitar Gilmar Mendes? Por Gabriel Alvarenga

Foto: EBC

Jornal GGN - Gilmar Mendes, constantemente acusado de colocar a moral do Supremo Tribunal Federal em xeque, tem mais força dentro da Corte do que imagina-se. É o que aponta Gabriel Alvarenga em artigo no portal Os Divergentes, que levanta dúvidas sobre a possibilidade de Cármen Lúcia peitar o colega.
 
Uma prova de fogo seria derrubar o habeas corpur que Gilmar concedeu ao empresário Jacob Barata Filho, um magnata dos transportes acusado de corrupção no Rio de Janeiro.
 
"Se [Cármen Lúcia] decidisse impedir o ministro monocraticamente, caso fosse provocada novamente, a presidente do Supremo poderia enfrentar resistências dentro da Corte por tomar sozinha uma decisão de tamanha importância. Se levar ao plenário, poderia perder e ver seu poder esvaziado, além de colocar o Tribunal numa situação difícil, usando um eufemismo, perante a sociedade", aponta o artigo.
Média: 4.2 (11 votos)

Carmen Lúcia determina transparência de salários e benefícios de magistrados


Fotos Públicas
 
Jornal GGN - A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, determinou que todos os tribunais devem divulgar a folha de pagamento dos magistrados. A medida ocorre um dia após a notícia de que o procurador da República da força-tarefa do Paraná, Carlos Fernando dos Santos Lima, recebe acima do teto permitido.
 
Via de regra, as decisões administrativas da Suprema Corte servem de métrica para todo o sistema judiciário, incluindo os órgãos de investigação do Ministério Público Federal (MPF), a exemplo do que ocorreu com a decisão de não reajustar o salário dos ministros do STF, decisão que foi acompanhada imediatamente depois pelo Ministério Público.
Média: 1 (5 votos)

CNJ decide investigar folha de salários de juízes de todo o país

A presidente do CNJ, Cármen Lúcia, determinou investigação dos salários de juízesTânia Rêgo/Agência Brasil

da Agência Brasil

CNJ decide investigar folha de salários de juízes de todo o país

André Richter - Repórter da Agência Brasil

A presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, decidiu que o órgão vai investigar a folha de pagamentos de todos os magistrados do país. De acordo com portaria publicada hoje (18) pelo CNJ, os tribunais de Justiça de todos os estados deverão enviar mensalmente ao conselho cópias do contracheque dos magistrados cinco dias após a liberação do pagamento.

Leia mais »
Média: 2.8 (9 votos)

O dia em que a presidente do Supremo prestou contas a Sergio Moro

Foto: Paulo Whitaker/Reuters
 
 
Jornal GGN - A presidente do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia se encontrou com o juiz Sergio Moro nesta terça (15), num evento promovido pela Jovem Pan, em São Paulo, e de acordo com relatos do Estadão, a ministra fez questão de dizer ao juiz estrela da Lava Jato que não vai mudar seu voto sobre a prisão em segunda instância.
 
Na semana passada, a grande mídia apontou que o ministro Ricardo Lewandowski queria que o assunto voltasse à pauta o quanto antes, sinalizando que outros colegas de Corte estão interessados em derrubar a possibilidade de um réu poder ser preso para cumprir pena antes mesmo de ter apelado a todas as instâncias possível.
Média: 2.5 (12 votos)

Cármen Lúcia não deixa Aécio escolher Gilmar Mendes como relator

Foto: Agência Brasil
 
 
 
Jornal GGN - A presidente do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia negou um pedido da defesa de Aécio Neves para que o inquérito instaurado contra o tucano por causa de delações da Odebrecht fosse distribuído a Gilmar Mendes.
 
Ao STF, o advogado Alberto Toron alegou que "havia conexão entre essa investigação, que trata sobre suspostas irregularidades em obras das usinas hidrelétricas do Rio Madeira, em Rondônia, e outro inquérito que já é relatado por Gilmar Mendes, este sobre Furnas", explicou O Globo.
Média: 4.2 (5 votos)

Cármen nega pressa a Temer e diz que Fachin retoma processo antes da votação


Foto: Marcos Corrêa/PR/Fotos
 
Jornal GGN - O presidente Michel Temer pediu urgência para ter acesso aos sete áudios do delator e dono da JBS, Joesley Batista, que gravou o mandatário e motivou a denúncia contra ele que tramita na Câmara dos Deputados. Mas a presidente da Corte, Cármen Lúcia, que despacha pedidos durante o recesso do Judiciário, entendeu que o caso não é urgente.
 
Peritos do Instituto Nacional de Criminalística (INC) conseguiram recuperar sete áudios do gravador do empresário. Os arquivos teriam sido apagados dos equipamentos, mas recuperados pelos peritos. A defesa de Michel Temer acredita que tais áudios podem favorecer o atual presidente na denúncia contra ele.
 
Os advogados Antônio Cláudio Mariz de Oliveira e Gustavo Guedes pediram no fim de junho à Polícia Federal que respondesse a perguntas sobre a perícia nos grampos de conversa entre Temer e Joesley, além de solicitarem o acesso aos dois gravadores. 
Média: 5 (2 votos)

STF nega suspender tramitação da reforma trabalhista

Jornal GGN – A presidente do STF, Cármen Lúcia, não acatou pedido feito por 18 senadores da oposição para que se suspendesse a tramitação da votação da reforma trabalhista no plenário, que acontecerá hoje.

Os parlamentares impetraram mandado de segurança pedindo a suspensão da tramitação por entenderem que existe a necessidade de realizar cálculos do impacto da lei nos cofres públicos. A presidente do STF entendeu que o Judiciário não pode interferir nos atos do Congresso antes da aprovação da matéria.

Leia mais »

Média: 1 (1 voto)