“Paciente pode trocar de médico”, diz Bolsonaro em indireta a Mandetta

"Médico não abandona paciente, mas paciente pode trocar de médico", disse Jair Bolsonaro, em referência à frase usada pelo ministro da Saúde

Luiz Henrique Mandetta e Jair Bolsonaro (Foto: Isac Nóbrega/PR)

Jornal GGN – “Médico não abandona paciente, mas paciente pode trocar de médico”, disse Jair Bolsonaro, em sua transmissão ao vivo pelas redes sociais na noite desta quinta-feira (09). A declaração foi uma referência ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que utiliza a frase “médico não abandona paciente”.

Na transmissão, Bolsonaro introduziu recusando-se a comentar a polêmica negociação entre o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e o ex-ministro Osmar Terra (MDB), para a retirada do ministro da Saúde do governo. “Quem está esperando eu falar do Mandetta, do Osmar Terra e do Onyx pode passar para outra live. Não vai ter esse assunto aqui não”, disse.

Entretanto, o mandatário soltou a indireta ao longo da live, ao comentar uma vez mais sobre o uso da hidroxicloroquina para o tratamento de pacientes com Covid-19, cuja recomendação foi recusada por Mandetta que afirmou ser necessária a consulta médica. “Você tem todo o direito de trocar de médico, com todo respeito aos profissionais. Então repito: médico não abandona paciente, mas paciente pode abandonar médico”, disse.

Leia também

Em live, Bolsonaro diz respeitar decisão de STF sobre quarentena

Coronavírus: Onyx e Osmar Terra debatem saída de Mandetta

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Para Roberto Romano, instituições nunca estiveram tão frágeis

7 comentários

  1. Estamos em um circo e não sabemos se somos espectadores ou palhaços. Onde já se viu um suposto presidente ter que mandar indiretas? Ou é ou não é presidente,não dá para brincar de ser.

  2. Nassif: nessa linha de trocatroca, propasta pelo MessiasDoBras, Povo pode mudar de PresidenteMeliciano e de ExércitoConspirador? “Não precisa responder; eu só queria entender” (bordão do JôSoares, antigamente).

  3. Este sujeito se agarrou em mais outro factoide, agora a tal hidroxicloroquina. E continua sem fazer nada de util pelo pais. É certo qur de médico e louco todo mundo tem um pouco, mas este daí extrapola.

  4. Mandetta perdeu qualquer condição de continuar a ser Ministro depois que David Uip e Kalil, Médicos das Lideranças da Esquerda e Secretários e Responsáveis pela Área da Saúde de Governos como Dória/PSDB, que dispõe dos melhores recursos e tratamentos hospitalares mundiais, foram tratados e curados com Cloroquina. Deveriam ser acusados em Tribunais Penais Internacionais por omitirem e negarem tratamento aos pacientes brasileiros, criando com isto histeria e caos com único objetivo político, como ficou escrachado pela omissão e negativa de Uip quanto aos seu tratamento. A Verdade é Libertadora. E mesmo não sendo Médico, mas preocupado com a Nação Brasileira, Bolsonaro acertou mais uma. Erra ao demorar em demitir Ministro em tamanha incompetência e irresponsabilidade. A farsa da histeria com fins eleitorais caiu por terra. Dória desce ainda mais fundo, aonde somente os medíocres conseguem chegar. Usar pânico, terror, medo, histeria do seu Povo, como arma política. Pobre país rico. Mas de muito fácil explicação.

  5. Deixem o doente Bolsomerda trocar de médico.

    Troca de médico, seu pato manco doente.
    Mas trocar de médico por causa de uma gripezinha?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome