A anomia da Justiça, por Dilma Rousseff

Arte Café com Sociologia

A anomia da Justiça

por Dilma Rousseff

“Alguns juízes passaram a atuar como cruzados em guerra contra aqueles que elegeram como inimigos”

O episódio deste domingo em relação ao ex-presidente Lula escancara uma realidade perturbadora: parte do Poder Judiciário brasileiro perdeu não apenas a serenidade necessária à sua missão constitucional como tem abdicado do respeito a normas éticas e disciplinares importantes do direito e da magistratura.

Alguns juízes passaram a atuar como cruzados em guerra contra aqueles que elegeram como inimigos. Não julgam, perseguem; não deliberam, militam; não sentenciam; tentam destruir. São movidos por ideologia, ativismo político e afirmação de poder.

O preconceito, a intolerância, o golpe contra um governo legítimo, a prisão de um líder inocente e o ambiente de violência política caracterizam um país doente e contaminado pelo ódio. E o Judiciário, como parte relevante do país, não escapou do contágio.

Pelo poder que tem e pelo poder absoluto a que tem se arvorado eventualmente, o Judiciário torna-se por vezes o maior propagador desta enfermidade que assola o Brasil.

O que aconteceu domingo, quando a decisão de um desembargador foi afrontada por um juiz de primeira instância que já não tem mais qualquer responsabilidade ou atribuição sobre o destino do cidadão que está preso,  diagnostica a doença e lhe dá um nome: anomia.

A intervençao de um juiz de primeira instância, pressionando a polícia a não cumprir decisão de um desembargador de tribunal superior, revela desrespeito à ordem jurídica do país. O que houve foi uma grave quebra de hierarquia. Mais do que isto, um ato deliberado de obstrução da justiça.

Leia também:  Justiça federal da prazo de 24h para União e AM apresentarem plano para oxigênio

Faz parte do funcionamento normal do Judiciário que os desembargadores de um tribunal superior deliberem, debatam e cheguem por conta própria a uma decisão, ainda que qualquer cidadão tenha direito de discordar e recorrer contra ela. Mas que um juiz que não pertence a este tribunal interfira e exerça pressão direta para impedir a aplicação de uma medida liminar, é algo que desqualifica a justiça e ameaça a todos. Se este tipo de ilegalidade e abuso pode ser cometido contra um ex-presidente da República, o que podem esperar da justiça os demais cidadãos?

DILMA ROUSSEFF

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

5 comentários

  1. inimigo

    Para saber quem é o inimigo, é fácil:

    De um lado o povo.

    Do outro os que levam vantagem com a desnacionalização do pais através da entrega do patrimônio da República.

  2. Juizecos,politiqueiros e milicianos fardados não caíram de Marte

    Uma pergunta fundamental aos que ainda creem que a perseguição política, judicial e midiática ao Presidente Lula é motivado APENAS por preconceito ideológico…

    a) Quanto os grandes barões da mídia, dos bancos, das cervejarias e de petrolíferas estrangeiras dispuseram para a COMPRA desta condenação criminal e a consequente interdição política de Lula? 

  3. Dilma
     

    o moro é invenção sua.

    Você deixou “cortar na carne” os seus companheiros e em nome da “erradicação da corrupção” deixou esse rato te expulsar de casa.

    Não adianta dizer que quando a dona da casa infestada resolve fazer uma limpeza ela deve tomar cuidado com o veneno que coloca, porque pior que o veneno é a infestação pelos bichos sobreviventes.

     

    Abraços

     

  4. Dilma você nomeou o Janot e

    Dilma você nomeou o Janot e podia ter enfiado o pé na bunda dele quando bem entendesse e não o fez. Você podia transferir delegado da PF na hora que quizesse e pra onde quizesse e não o fez. VOCÊ TRAIU a confiança de todos os que votaram em você, estou entre esses que votaram , por que  VOCÊ TINHA O DEVER MORAL E LEGAL DE DETER OS GOLPISTAS, TINHA AS FERRAMENTAS LEGAIS PRA ISSO. Erdogan na Turquia e Assad na Síria enfrentaram os golpes e evitaram que seus países fossem desmantelados por golpistas teleguiados pelos americanos, mandando um tanto pra prisão e outro tanto pro cemitério. ALLENDE no Chile morreu de armas na mão em defesa do Chile e seu povo. VOCÊ NÃO, VOCÊ SE ACOVARDOU. Você e Temer são iguais, TRAIDORES.

  5. O texto tem uma incorreção

    O texto tem uma incorreção grave: não é Dilma Rousseff e sim Presidenta da República Dilma Rousseff. Ela é ainda a Presidenta do Brasil de acordo com a nossa Constituição Federal. Se meia dúzia de vagabundos escolheram ignorar isso, em conluio com mídia e interesses poderosos, é problema deles. Ela foi eleita por 54 milhões de votos e seu mandato é legítimo. Temer e seus aliados são bandidos que deveriam sair do Palácio do Planalto presos pelos graves crimes que cometeram. Sem mais.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome