Como a idiotice política destruiu a relação comercial com a Venezuela, por Luis Nassif

Aqui, os idiotas da geopolítica poderão avaliar melhor o que o Brasil perdeu com o afastamento da Venezuela

Arte: Agência Senado

Aqui, os idiotas da geopolítica poderão avaliar melhor o que o Brasil perdeu com o afastamento da Venezuela. Os dados estão no último resultado da balança comercial, liberados na 6a feira.

Em julho de 2003, primeiro ano do governo Lula, as exportações para a Venezuela não passavam de US$ 538 milhões e o saldo comercial de US$ 139 milhões.

Em julho de 2009, último ano do governo Lula, as exportações estavam em US$ 4,4 bilhões e o saldo comercial em US$ 4 bilhões.

Esse ritmo se mantém até 2015, quando começa a despencar, ao mesmo tempo em que o novo chanceler José Serra e seu substituto, Aloysio Nunes, passaram a estimular factoides, como a história do político que fugiu da Venezuela no carro do cônsul do Brasil.

Em 2021, as exportações já estavam em meros US$ 917 milhões, e o saldo em US$ 801 milhões.

Toda essa perda deveu-se ao primarismo geopolítico, acolhido integralmente pela mídia, não sabendo separar interesses nacionais de guerra fria.

Luis Nassif

5 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Caro luis nassif,a midia teve muito pouco com esse problema. Bastava lula ou dilma chamar rede nacional e explicar que estava resolvido, na periferia ninguem se importa com esse fantasia que a venezuela ‘ e isso ou aquilo. Queremos trabalho mas ai teria que ter projeto de pais que nunca teve, dito isso. Qual seria o real problema?, ao meu ver os comandante militares que realmente mandam desde temer, quando estimulado pelo governo dos estados unidos, e estimular guerra contra o nosso vizinho aqui que o problema ficou complicado pq nao a mais confiança dos venezuelanos. E quando o tentaram colocar armas na fronteira piorou. Resultado,a russia mandou alguns jatos no socorro do nosso pais vizinho,foi o fim e humilhaçao dos bravos guerreros.resultado os venezuelanos hoje preferer a china e russia com parceiros. paises do outro lado do mundo,e nem vou entrar no caso dos paises africanos que literalmente foi entregue de mao beijado para os chineses.

  2. “Toda essa perda deveu-se ao primarismo geopolítico, acolhido integralmente pela mídia, não sabendo separar interesses nacionais de guerra fria.”
    A mídia nacional, que foi criada POR LONDRES, pela city londrina, via de regra (exceções, por favor) sempre foi porta-voz do império da vez. E, mesmo que o império da vez não ordene, bovinamente ela tenta adivinhar o que agrada ao império.

  3. “Bastava lula ou dilma chamar rede nacional e explicar…” Essa afirmação me lembrou um diálogo, presenciado por amigo advogado, entre um delegado de polícia e um sargento da PM, seu comandado.
    Depois do subordinado fazer o relato oral de uma operação, o delegado o dispensou e, virando para o meu amigo advogado, desabafou: “Dr. X, eu gostaria de ter dez por cento da autoridade e da força que esse sargento acha que tem”. O Presidente da República é o líder máximo da nação; não o plenipotenciário que pode parecer a muita gente. Não é só querer. Não se aplica o “se quero, posso; e se posso,faço”, próprio dos tiranos. Nem comunicados oficiais convencem a quem não quer ser convencido; é preciso muito mais.

    1. Lula nunca quis comprar briga com os poderosos, chamar rede nacional ‘e ser estadista, coisa que Lula nunca foi, Lula foi e ‘e um arbitro que apta o jogo, todo lobby foi atendido nos governos Lula e dilma, Lula chegou a loucura de colocar no stf uma pessoa que nao conseguiu passar por duas vezez pra ser promotor, total descaso com o pais se nao ganhou nao levou, Lula descentralisou a policia federal com o ministros thomas bastos, essa loucura ja era narrada pelo andre motta araujo, Lula mandou embora o ministros da defesa jose viegas, na revolta dos coroneis. Nunca fez sua autoridade valer e agora vai fazer a maluquice de dar poder de policia pra guarda municipal vai ser a pm dois, total sem noçao. Lula nunca enfrento generais, era so ter demitidos todos quando tentaram dar o golpe.. Sao tantas coisa que se for falar fico ate amanha. Getulio foi o ultimo estadista desse pais nunca deixou o povo . Sempre explicava a todos, pq ele sabia que sem povo ninguem governa ou muda nada…
      Comparar um delegado, com a caneta do presidente , nao da.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador