Parece que Temer quer o Brasil socialmente retrógrado, diz coluna do NYT

“Deve ser motivo de preocupação que o senhor Temer possa realizar tantas reformas, considerando que a maioria delas vai contra a agenda da pessoa que – ao contrário dele – realmente ganhou a eleição presidencial mais recente”
 
 
Jornal GGN – “O fim do mundo já chegou para o Brasil”, publicou colunista brasileira no New York Times, nesta quinta-feira (05). A referência é direta ao projeto de emenda que congela por 20 anos os gastos públicos, interferindo na saúde, educação e outros investimentos sociais. 
 
“O governo justificou a medida com base no fato de que o Brasil enfrenta graves deficiências orçamentárias. Mas as pessoas não estão aderindo à ideia. Uma pesquisa realizada no mês passado descobriu que apenas 24% da população apoia a emenda. Os brasileiros saíram às ruas para expressar sua desaprovação. Mas estavam, como sempre, diante de gases lacrimogêneo e tropas policiais montadas. Alunos do ensino médio ocuparam até 1.000 escolas em protesto, muitos no estado do Paraná, no sul do país”, escreveu Vanessa Barbara para o jornal norte-americano.
 
Por outro lado, apesar das desaprovações, alertou Vanessa, o governo de Michel Temer não recua de suas medidas. 
 
“A emenda do ‘fim do mundo’ é apenas uma das muitas medidas neoliberais que estão sendo adotadas por Michel Temer, o presidente. Deve ser motivo de preocupação que o senhor Temer possa realizar tantas reformas, especialmente considerando que a maioria delas, incluindo o limite do orçamento, vai contra a agenda da pessoa que – ao contrário dele – realmente ganhou a eleição presidencial mais recente.”
 
A jornalista lembra a motivação do impeachment de Dilma Rousseff, em agosto do ano passado, foi a alegação de que a ex-presidente manipulou o Orçamento da União. E que assim que assumir o posto, Temer anunciou a série de projetos neoliberais e não vai parar, “dizendo que está aproveitando sua impopularidade para colocar à mesa as medidas impopulares”.
 
A colunista brasileira do NYT diz que apenas o teto dos gastos públicos “prejudicará os cidadãos mais pobres e vulneráveis ​​do Brasil por décadas”. E ressalta que a tese não é apenas dos partidos de esquerda do Brasil, mas também da ONU, mencionando o parecer recente do relator especial das Nações Unidas, Philip Alston, apontando que a PEC irá “bloquear de forma inadequada e rapidamente os gastos em saúde, educação e segurança social, colocando uma geração inteira sob risco de rebaixamento dos padrões de proteção e bem estar sociais”.
 
“Alston acrescentou que a lei colocaria o Brasil em uma ‘categoria socialmente retrógrada própria’, o que parece exatamente onde o Sr. Temer e seus aliados querem que estejamos”, continua a jornalista.
 
 
Além das severas críticas à PEC do teto, Vanessa também mencionou a Reforma da Previdência de Temer. “Há boas razões para o Brasil não ter aprovado leis como essa antes. Embora a expectativa de vida média no Brasil seja de 74, somos um dos países mais desiguais do mundo. Por exemplo, em 37 por cento dos bairros da cidade de São Paulo, as pessoas têm uma expectativa de vida inferior a 65 anos. É ainda mais curto para os pobres rurais”, argumentou a brasileira aos norte-americanos.
 
Outras dos projetos de Michel Temer ainda nem podem ser justificados pela recuperação econômica, apontou a colunista. Mencionou a proposta de lei trabalhista que permite que os acordos entre empregadores e sindicatos prevaleçam sobre as próprias leis trabalhistas, além do aumento do limite de horas de trabalho e a redução da regulamentação dos trabalhadores temporários. 
 
“A comunidade empresarial elogiou o plano. Os sindicatos estão enfurecidos”, ressaltou. Por fim, Vanessa citou a otra prioridade da gestão Temer no Brasil, que são os projetos de terceirização. 
 
Ao concluir, Vanessa Barbara diz que, se por um lado, a alta impopularidade de Michel Temer é visível entre a grande maioria da população brasileira, por outro, o novo governo recebe o apoio total da indústria e do empresariado. Por isso, corrigindo o título dado à publicação, destacou: “Para alguns brasileiros, pelo menos, o fim do mundo é o início de uma oportunidade de ouro.”
 
Leia a coluna original no New York Times aqui.
 

12 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vladimir

- 2017-01-07 12:59:33

Parece que o NYT quer que

Parece que o NYT quer que acreditemos que eles não tem nada a ver com isso.

jose carlos lima...

- 2017-01-07 10:58:17

Os filhotes de
Os filhotes de Temer http://www.brasil247.com/pt/247/minas247/274011/Agressor-de-mulheres-“adorador-da-chacina”-estaria-lá-dentro-se-houvesse-Justiça.htm

emerson57

- 2017-01-07 10:22:51

melhor chamar o síndico

Deu no neu iorque taimes:

[video:https://youtu.be/AjSSh9bQnU8]

Carla Antonia

- 2017-01-07 10:00:58

Empresariado de memoriìa curta
Depois de terem enriquecido graças ao Lula, agora eles querem acabar com as leis trabalhistas.. Não entendo onde ficam os bancos nisso tudo. Eles também nunca tiveram tanto lucro. Que aconteceu?

Marcos K

- 2017-01-07 08:00:43

Parece? O que mais precisa

Parece? O que mais precisa pra ter certeza?

Jofran Oliva

- 2017-01-06 23:52:56

Temer vem governando. . .

Temer vem governando conforme a agenda do PSDB que com a ajuda da banda podre do PMDB e da mídia vendida às elites e do pior judiciário do mundo derrubaram uma presidenta honesta eleita pela maioria dos eleitores do Brasil. Essa política de Temer  segue a cartilha do FMI que comprovadamente não funciona nem a curto nem a médio prazo e é demasiadamente injusta com as camadas mais pobres da população.

j.marcelo

- 2017-01-06 22:10:17

Cadê os puxa-sacos dos EUA
Cadê os puxa-sacos dos EUA agora ? Complexo de vira-lata só quando vem ao caso é !?

anarquista sério

- 2017-01-06 22:07:26

Eu fico interessado em saber

Eu fico interessado em saber : Qual é a do blog ? Derrubar Temer ?

OK.

E algum petista, direta ou indiretamente, irá assumir a presidência? Claro que não.

  Então. qual é ?

Ugo

- 2017-01-06 21:39:17

uma suspeita

O dedo indicador na posição como o FORA TEMER sois usar é o mesmo dos terroristas do estado islámico....

PF vá investigar...

Hcmagalhaes

- 2017-01-06 21:35:30

Recebe ordens, e nem sabe de quem

Alô Nassif, que tanto gostava de criticar a Dilma. O temer prova que ela era muito boa. Não acerta uma. É a prova que para ser presidente tem que ter um certo nível. O teme é um novo fhc, sem pompa. Trai o país. Atende a "forças" que nem sabe quais mas sabe pela globo que elas mandam e tenta agradar ao máximo.

Dizer "fora temer"é bobagem.

Tem tanta gete obedecendo aos "homes" que nem vou dizer. É perigoso. Só digo que ganham mais do que os correspondentes lá.

drigoeira

- 2017-01-06 21:30:57

O bode não pode sair da sala...

E assim vamos indo sentido ao passado.

Genesio Mouragg

- 2017-01-06 21:08:08

"Alston acrescentou que a lei

"Alston acrescentou que a lei colocaria o Brasil em uma 'categoria socialmente retrógrada própria', o que parece exatamente onde o Sr. Temer e seus aliados querem que estejamos", continua a jornalista."

Ocorre, vanessa, que todos os brasileiros de bom senso já sabem, há séculos, que temer só está dando continuidade ao que sempre foi o Brasil. É por esse motivo que muitos clamam pela volta de Dilma Roussef, Lula ou outro do PT / aliados. Esse retorno deveria ser sumário, realizado com a devolução imediata dos votos que nos roubaram, pelo simples fato de que filhodaputa nenhum é mais do que nós para roubar os nossos votos e a nossa democracia, muito menos êsses golpistas ditadores apátridas formadores de uma das maiores máfias já observadas no mundo, inclusive com parceria / conluio com os eua.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador