Temer tem usado Gilmar Mendes como estrategista contra Janot

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN – Um dos verdadeiros motivos do encontro fora da agenda oficial entre Michel Temer e Gilmar Mendes, no último domingo (6), foi revelado nesta terça (8): o ministro do Supremo Tribunal Federal tem ajudado o presidente da República a criar uma estratégia para se livrar das denúncias feitas por Rodrigo Janot a reboque da delação da JBS.
 
Segundo informações da Folha, Temer “tem tratado do tema com integrantes de sua defesa e discutiu o assunto (…) com o ministro do STF Gilmar Mendes, em jantar no domingo (6)”.
 
À imprensa, Gilmar mandou dizer que o encontro tinha como objetivo discutir a reforma política. A desculpa é recorrentemente utilizada pelo ministro sempre que precisa entrar no Palácio do Jaburu.
 
Mas, na prática, Temer conversou com Gilmar sobre a “intenção” de “desqualificar a atitude de Janot, acusando-o de “perseguição política”. O procurador-geral da República pretende acusar o peemedebista de obstrução de Justiça, envolvendo o áudio de Joesley Batista e a compra do silêncio de Eduardo Cunha.
 
“Mendes negou que tenha discutido o assunto com o presidente, mas a Folha apurou que o peemedebista expôs ao ministro sua estratégia para se contrapor a Janot e ficar de fora do inquérito”, apontou o jornal.
 
Além de arrastar Janot para um embate político, Temer pretende também pedir a suspeição do procurador-geral, sob a alegação de que falta isenção a Janot.
 
Com a sua saída de Janot da PGR, em 17 de setembro, “Temer cogita ainda processá-lo. Ele citou essa intenção na conversa com Mendes, de acordo com relato feito à Folha.”
 
Essa semana, em entrevista à Folha, Janot sinalizou que vai denunciar Temer por obstrução de Justiça assim que conseguir autorização do Supremo para inserir o presidente em outro inquérito, sobre formação de quadrilha envolvendo o PMDB na Câmara.
 
Uma ação estaria vinculada à outra porque Janot pretende sustentar que Temer mandou comprar o silêncio de Cunha para evitar que ele revelasse o esquema de corrupção do partido e entregasse os caciques.
 
“Os advogados do presidente já pediram a Fachin que negue a inclusão de Temer no inquérito do ‘quadrilhão’. Avaliam apresentar um agravo regimental ao plenário do Supremo caso a decisão seja desfavorável a Temer”, informou o jornal.

5 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Marcia Elizabeth

- 2017-08-08 21:04:55

digno magistrado tem família

digno magistrado tem família e parentes envolvidos em negócios com J&F, está cercado de envolvidos em denúncias, os quais constam como seus amigos...dá assessoria direta ao presidente interino,extrapola em ofensas a Janot e Polícia Federal, tem cultura jurídica mas não tem postura e ética juridica, posa como se entendesse de toda maracutaia política, usa o recurso de atacar primeiro para enfraquecer opositor da conduta de Temer , numa clara demonstração parcial de apoio a este, valendo-se também de comparsas para impor ao Brasil o sistema "meioparlamentarista" do qual o presidente e ele estão fazendo uso indiscriminado, onde a vontade do povo é anulada. O QUE PODEMOS ESPERAR DA JUSTIÇA ?...A QUEM RECORRER PARA SALVAR O BRASIL DE TODA ESSA VERGONHA, DA JUSTIÇA COMPRADA, SUBORNADA POR FAVORES PARTICULARES E NADA EM BENEFÍCIO DO POVO CARENTE  ?

?

Schell

- 2017-08-08 18:55:00

E dizer que ninguém bota

E dizer que ninguém bota esses estropícios na cadeia e joga a chave fora.

Mais bandidos, impossível.

E o cnj, hein, dona carmencita?

Niuma palavrinha sobre o escândalo?

Pode ministreco do stfezinho advogar pro réu?

Haja saco.

Antonio C.

- 2017-08-08 18:01:12

Pra quem é o office-old do

Pra quem é o office-old do Aécio, ser do Temer é uma facilidade.

Inforo

- 2017-08-08 17:55:55

Foto pornografica

Foto pornografica.

PauloBR

- 2017-08-08 14:37:20

Ajuda dos universitários...

Alguém sabe me dizer se, em tese, um membro do STF pode praticar obstrução de Justiça, associação criminosa, etc?

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador