Parlamento da Finlândia aprova entrada na Otan

A Suécia também anunciou que assinou carta de adesão à aliança militar. Líderes dos países europeus irão se reunir com o presidente dos EUA nesta semana

Foto: Flickr

O Parlamento da Finlândia aprovou nesta terça-feira (17) a proposta que prevê a candidatura da nação para fazer parte da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). De acordo com o porta-voz do parlamento, Matti Vanhanen, 188 parlamentares votaram a favor da medida, e 8 contra.

Também hoje, a ministra de Relações Exteriores da Suécia, Ann Linde, informou que assinou a carta oficial formalizando o pedido de adesão do país à aliança militar.

A Suécia e a Finlândia devem entregar o documento juntas ainda nesta semana. Na quinta-feira (19), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, irá receber a primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, e o presidente da Finlândia, Sauli Niinistö, para falar sobre a candidatura dos dois países à Otan.

“Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente. Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

A Otan tem uma “política de portas abertas” para novos membros desde que todos os membros concordem. Com isso, a Turquia anunciou nesta segunda-feira (16), que deve ir contra os pedidos dos países europeus. 

Ambos os países, que fazem fronteira com a Rússia, são tradicionalmente neutros militarmente, mas sinalizaram a intenção de integrar a aliança militar após a invasão Russa na Ucrânia.

Leia também:

Rússia deve dobrar saldo comercial neste ano, diz The Economist

Guerra de informação em solo europeu, por Boaventura de Souza Santos

Lula e Zelensky na Time, a voz do líder, por Luis Nassif

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Max PS

- 2022-05-17 14:10:26

Acho que a Suécia não faz fronteira com a Rússia.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador