Financiamento e importações continuam emperrando vendas de veículos

Note-se, também, um aumento gradativo no licenciamento de carros importados, que contribuiu para a queda na produção.

Marcelo Camargo – Agência Brasil

Os dados divulgados pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) comprovam que a dificuldade de recuperação das vendas está diretamente ligada ao custo do financiamento – que, por sua vez, é influenciado pela taxa Selic.

O custo anual chegou a 18,56% ao ano em setembro de 2020. Em setembro passado a média foi de 25,95%. No caso do leasing, saltou de um mínimo de 15,17% em setembro de 2018 para 19,9% em setembro último.

No acumulado de 12 meses, até outubro, houve queda de 1,05% em relação ao mesmo período do ano passado; alta de 4,81% em relação aos 12 meses até outubro de 2021 e queda de 25,76% em relação aos tempos áureos de 2013. Em parte devido a uma queda de 12,37% nas exportações, resultado da crise da Argentina.

Note-se, também, um aumento gradativo no licenciamento de carros importados, que contribuiu para a queda na produção.

Leia também:

Luis Nassif

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador