A decisão sábia de Marco Aurélio sobre o COAF, por Luis Nassif

Há duas decisões no voto de Marco Aurélio de Mello sobre o caso Flávio Bolsonaro.

A primeira, foi de devolver o caso para a Primeira Instância do Rio de Janeiro, acabando com a tentativa de blindagem do seu colega Luiz Fux.

O segundo, foi o de não permitir que o COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) atenda a pedidos de investigação sem autorização do Judiciário.

Houve quem interpretasse como tentativa de esvaziamento do COAF. Na verdade, é uma garantia de que o COAF, agora sob comando do ex-juiz Sérgio Moro, não será instrumentalizado politicamente.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Líder de grupo Bolsonarista diz que "nem no governo do PT, a Lava Jato esteve tão ameaçada"

15 comentários

  1. Não será instrumentalizado?

    Errado. Será, a favor do PSDB e dos protegidos do Serjumoro, enquanto as esquerdas e os inimigos do regime continuarão sendo perseguidos.

    Exemplo, como o COAF nunca percebeu as movimentações de milhões de Serra, Paulo Preto, Alckmin, Richa e Aécio??? E de Temer, Cunha, Geddel, Jucá e demais “expertos” do MDB?

  2. ante o níel imbecil de

    ante o níel imbecil de investigação dos nossos organismos, PF, etc.,s ão apenas um bando de mequetrefes. somandos com o nossso judicário escatológico, agora já destruiram todas as provas. Seria melhor ficar sem investigar nada

  3. Pérola Aos Porcos

    “Word, word, word” — Shakespeare, “Hamlet ” 2.2.192

    Nassif: você acha que a República de CruzAlta, por seu triunvirato, vai dar bola prá torcida pra qualquer que venha do Judiciário? Entramos, gostemos ou não, na DemocraciaFardada, onde a bala tem sempre razão, venha dos quarteis, venha das milícias.

    Por mais precaução que haja tomado o ministro, você acha que EliotNessTupiniquim vai ligar pra alguma coisa? Logo ele, com a aura de “o Homê que matou o facínora”?  E não pegou o cargo só por recompensa. Os (des)serviços haveriam de continuar. Como agora.

    Por isto essa sentença morre na fonte.

    E se bobebar o magistrado tera o Japonês na sua cola e vai em cana, sem direito a sursis.

    Os sabujos do Príncipe de Paris o os Serviços de Inteligência dos VerdeSaúves e do Jaburu não são de brincadeira. Montam o esquema e o cenário e mandam pro Avivado-dePatoBranco lançar em Powerpoint, na Campanha para a AdvocaciaGeral, que que é um dos escolhidos.

    E agora, com o reforço do Mossad, estão a todo vapor. Bobeando, quando, quando se der conta foi sequestrado e levado para julgamento em Jurusalém, como fizeram antes, na Argentina.

    Inclusive, corre o risco de ver-se encrencado no próprio Tribunal, onde o grupo tem gente inflitrada em todos os escalões e turmas. Inclusive, nos mais altos. Viu a liminar?

    É bíblico — não vai dar em nada.

    • Essa “sequestrado e levado

      Essa “sequestrado e levado para julgamento em Jerusalém” está ótima. O sionismo está se metendo na atual política brasileira sem dó e nem piedade. Socorro!!!

  4. Trecho da entrevista do
    Trecho da entrevista do ministro da educação: “Tem de haver LRF para os reitores. (…) O CPF deles pode ser rastreado pelo juiz Sérgio Moro, por que não?

  5. Inconfiável

    Se Marco Aurélio afirmou que Moro cometeu crime, ao gravar e vazar para para a imprensa da presidenta Dilma com o ex presidente Lula, como o COAF vai confiar em um criminoso? Quem confiaria? Eu não confio.

  6. Vitória
    O último parágrafo supostamente é sintomático do movimento que será orquestrado pelo presidente do senado Renan Calheiros. A propósito , um ex-parlamentar tucano afirmou que, sob a batuta do político alagoano serão feitos arranjos supostamente de natureza política e moral onde o primeiro a cair será Moro. Do alto dos seus 14 inquéritos, vida longa a Renan!

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome