Aras quer investigação profunda sobre suspeita de corrupção de Rodrigo Maia

PGR pediu para unificar e reabrir duas investigações sobre supostos repasses da OAS ao deputado. Ministro Edson Fachin, do STF, autorizou

Rodrigo Maia (DEM). | Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Jornal GGN – A Procuradoria-Geral da República (PGR) uniu e retomou duas investigações contra o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), por suposto  esquema de corrupção. O ministro Edson Fachin,  do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a solicitação de abertura de processo, em despacho assinado na quinta-feira, 29. 

Os dois inquéritos no STF apuraram possíveis repasses da OAS a Rodrigo Maia. Um deles foi arquivado pela ex-procuradora-geral Raquel Dodge, já o outro tem como plano de fundo a troca de mensagens entre o parlamentar e o ex-presidente da empreiteira, Léo Pinheiro. 

Em 2017, a Polícia Federal concluiu essa segunda investigação e apontou que Maia estaria envolvido no crime de corrupção passiva, por ter beneficiado a OAS em uma medida provisória em troca do recebimento de doações eleitorais. 

Na época, Dodge decidiu que seu sucessor encaminhasse a denúncia contra Maia ao STF. Agora, o procurador-geral da República Augusto Aras, que assumiu em setembro do ano passado, decidiu reabrir e aprofundar as investigações.

Com informações de O Globo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Sergio Moro aponta ligação de Carlos Bolsonaro com ‘gabinete do ódio’

2 comentários

  1. O fato foi noticiado da mesma maneira que qualquer um dos inúmeros processos que condenam JSerra o são, sem o menor interesse por divulgá-lo, aparece nas páginas uma ou duas vezes e nunca mais, isto para se defender de quem diga que não houve matéria sobre o tal assunto, quando mostra a tal peça única. Não existe mídia pior, mais safada, mais vendida, mais golpista que a do patropi, é uma questão de DNA.
    A lista de pilantras acobertados pela grande mídia é enorme, mas nela só tem a turma do andar de cima, para o resto ficam reservadas as denúncias de araque, o caso da Escola Base, das esmeraldas quá quá quá do Abi-Ackel e outros.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome