As perdas e os “ressarcimentos” da Operação Lava Jato


Foto: Divulgação
 
Jornal GGN – Após mais de três anos do início da Operação Lava Jato, a estatal brasileira Petrobras já respondeu a mais de quarenta ações judiciais por empresas e pessoas pedindo indenizações por danos morais e perdas de dinheiro, e a Advocacia Geral da União (AGU) e o Ministério Público Federal (MPF) pediram outros cerca de R$ 70 bilhões de multas a empreiteiras e alvos.
 
Se no caso da estatal, a Petrobras já conquistou 22 vitórias de um total de 47 ações judiciais, também obteve uma derrota, outros 24 processos em andamento e ainda recursos em instâncias superiores que impedem um resultado claro de quanto pode pagar a empresa nacional pelo preço da Lava Jato.
 
Reportagem da Folha de S. Paulo fez um levantamento dessas ações. Em quatro delas, os autores são acionistas da própria Petrobras que alegam ter sido prejudicados pelo escândalo de corrupção. Alegam que o esquema influenciou na cotação das ações, que sofreu grande queda.
 
Outro pedido requer R$ 780 mil apenas por danos morais, outro disse ter sofrido “forte abalo emocional” na leitura de jornais. Em resposta, a Petrobras destacou nos tribunais que não passa de vítima dos fatos investigados.
 
“Admitir que a Petrobras responda por tais atos, além de implicar no absurdo de fazer a principal vítima empobrecer para ressarcir terceiros indiretamente afetados, poderá proporcionar enriquecimento sem causa às autoras caso não vendam as ações e estas, terminadas as apurações e restabelecido o curso normal da empresa, voltem a se valorizar no mercado”, disse a Petrobras em um dos processos.
 
Por outro lado, enquanto a Petrobras recorre de não ter que arcar com mais custos do que o próprio esquema de corrupção impactou na estatal, a Advocacia Geral da União e o Ministério Público Federal totalizam cálculos de quase R$ 70 bilhões de empresas, pessoas e alvos da investigação, segundo reportagem do Estadão.
 
Apesar de a maior afetada ser a própria estatal, a empresa brasileira obteve de ressarcimento apenas R$ 19,6 bilhões deste total de montante arrecadado. Isso significa especificamente 28% do total cobrado pelos órgãos de investigação. Os demais 72% são referentes a “multas por danos morais e cíveis”.
 
A reportagem destaque que o MPF de Curitiba, da força-tarefa do Paraná, já entrou com 13 ações na Justiça contra grupos econômicos brasileiros, entre eles a Mendes Junior, Engevix, Galvão Engenharia, OAS e Camargo Corrêa.
 
Os próprios acordos de leniência fechados entre as empreiteiras com a Justiça traziam como exigências o pagamentos de multas. Em uma delas, a Odebrecht teve que assumir R$ 8,5 bilhões de ressarcimento aos cofres públicos.
 
Entretanto, como mostrou o GGN em reportagens no último ano, parte dos acordos de delação, seja com empreiteiras ou réus da Lava Jato, estabelecia que a multa não seria dedicada 100% a ressarcir a Petrobras, sendo parte destinada ao próprio Ministério Público Federal.
 
A reportagem do Estadão mostra, inclusive, que as multas equivalem a até três vezes mais do que o prejuízo comprovado e identificado pela empreiteira.
 
Assine

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Celso de Mello encaminha à PGR pedido de investigação contra falas de Eduardo Bolsonaro

10 comentários

  1. E a Samarco q não ressarciu o
    E a Samarco q não ressarciu o país, não pagou multa nenhuma,acabou com vidas e uma cidade inteira e ainda conseguiu renovar a licença ambiental ? Cadê a “justissa”?
    Já sei, está processando os pais da boate Kiss,coisas de Brasil!E o capeta é o Lula!

  2. Aberto o precedente, acho que

    Aberto o precedente, acho que vou acionar o sr. Pedro Parente, como pessoa física e presidente da Petrobrás, pelos fortes abalos emocionais que venho sofrendo ao ver o que ele está fazendo com nossa maior empresa. O mesmo em relação ao sr. Sérgio Moro, por facilitar o entreguismo, o aumento do desemprego e a destruição de nossas empresas de construção civil e naval, além de destroçar as instituições do judiciário, que estão sendo enxovalhadas. Vou parar por aqui ou nenhum banco suíço vai aceitar tanto dinheiro.

    E quanto é mesmo que essa farsa jato já gastou? Ou tio sam paga as passagens e hospedagem da turma quando vai prestar contas? 

  3. Evidente que o objetivo com

    Evidente que o objetivo com estas multas não é a justiça e sim levar à falência as empreiteiras nacionais, a indústria naval e eletronuclear e perseguir petês. O Aécio e o Serra pagarão quanto de multa. O Azeredo já pagou a multa do mensalão tucano?

  4. Querem levar à falência a indústria nacional, simples assim…

    Como diria um bom paneleiro se a Alstom fosse brasileira: que pais é este…

    Como se trata de multinacional e a Lava Jato as poupou o tempo todo, ninguém nem ficou sabendo do perdão fiscal…

    Eita nóis…

    Alckmin perdoa dívidas de 116 mi à Alstsom, envolvida no trensalão tucano

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/07/1794753-alckmin-perdoa-dividas-de-r-116-mi-de-acusada-de-cartel.shtml

    A Chevron não pagou os 20 bi….o Itaú não pagou os 28 bi que deve e impostos…..a Globo tmbm não…e agora todo mundo querendo aparecer em cima da Lava Jato…

    São Paulo – As autoridades brasileiras desistiram de estabelecer punições mais severas às empresas responsáveis pelo acidente geológico no Campo de Frade, na Bacia de Campos, que em novembro de 2011 provocou o vazamento de 3,7 mil barris de petróleo na costa fluminense. Novos derramamentos voltaram a ocorrer em março de 2012, e indícios revelam que o petróleo continua escorrendo até hoje.

    Autoridades brasileiras aliviam a barra da Chevron

    http://www.redebrasilatual.com.br/ambiente/2013/09/autoridades-brasileiras-aliviam-a-barra-da-chevron-em-acidente-no-campo-de-frade-2041.html

    Itáu deve 28 bi aos fisco

    http://www.brasil247.com/pt/247/economia/268337/Receita-Federal-cobra-R$-25-bi-em-impostos-do-Ita%C3%BA.htm

    • O mundo e o povo brasileiro

      O mundo e o povo brasileiro precisa ficar sabendo o que está acontecendo, os parlamentares precisam denunciar, os movimentos sociais também. Antes que seja tarde demais. Os camisas negras estão abusando.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome