Gilmar Mendes arquivou investigação contra Eduardo Cunha em 2014

Jornal GGN – Publicado no Diário Oficial, um despacho de 6 de maio de 2014 do ministro Joaquim Barbosa manda autuar e distribuir uma investigação da Polícia Federal sobre crimes financeiros. A PF identificou transações cambiais com indícios de irregularidades, que teriam sido cometidas por várias pessoas, incluindo o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o ex-senador Jorge Bornhausen, entre outros.

A petição tramitou com “segredo de justiça” e foi distribuída para o ministro Celso de Mello, que se declarou suspeito, dando continuidade à distribuição da petição, que foi para o ministro GIlmar Mendes, que arquivou os documentos e os devolveu para a Procuradoria-Geral da República.

Atualizado às 10h28. Ao contrário do afirmado anteriormente e na matéria do Jornal do Brasil, o senador Álvaro Dias, do PSDB, não aparece na petição, e sim Álvaro Costa Dias, ex-deputado do PDT no Rio Grande do Norte.

Do Jornal do Brasil

 
O site “Migalhas” trouxe à tona nesta quarta-feira (21) um despacho do dia 6 de maio de 2014 do ministro Joaquim Barbosa, publicado no Diário Oficial, em que manda autuar e distribuir uma investigação da Polícia Federal na Divisão de Repressão a Crimes Financeiros. 
 
Segundo a PF, foram identificadas transações cambiais com indícios de irregularidades supostamente realizadas por várias pessoas, nas quais se incluem o atual presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Além dele, aparecem na lista o senador Álvaro Dias (PSDB), o ex-senador Jorge Bornhausen, entre outros.

Leia também:  Vale é condenada em R$ 8,1 mi por morte de familiares em Brumadinho

A Petição 5.169, que tramitou com “segredo de justiça”, foi distribuída ao ministro Celso de Mello. Declarando-se suspeito, Mello deu continuidade à distribuição da petição, que caiu nas mãos do ministro Gilmar Mendes, que mandou arquivar os documentos e os devolveu à Procuradoria-Geral.

O “Migalhas” acrescenta que, como se trata de investigação aberta em 2006, a qual envolvia personagens com foro privilegiado, o caso aportou na PGR (as decisões dos ministros Joaquim Barbosa e Gilmar citam a cota do parquet, sem dizer quem a subscreveu). Na época (de 2005 a 2009), o chefe do MPF era Antonio Fernando Barros e Silva de Souza, que hoje é justamente o advogado que representa os interesses do presidente da Câmara.
 
Petição assinada pelo então presidente do Supremo, ministro Joaquim Barbosa

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

45 comentários

      • Gilmar e joaquim   dominados

        Gilmar e joaquim   dominados pela mafia da corrupção, incluindo  “o chefe do MPF era Antonio Fernando Barros e Silva de Souza, que hoje é justamente o advogado que representa os interesses do presidente da Câmara. É essa a justiça  brasileira seletiva e injusta até a medula. Não é por acaso que as prisões  brasileiras imudas, verdadeiras sucursais do inferno, os pretos, putas, pobres e petistas.

  1. Não é por nada não, mas se

    Não é por nada não, mas se tivesse um petista envolvido, teriam prendido até a filha da vizinha da avó da prima do conhecido do colega de escola do Lula, pois ele deveria saber.

  2. 9 anos….

    9 anos depois e manda arquivar sem nem investigar. Padrão PSDB de apuração.

    Será que essa era a grana para pagar o Nico Bolatieri ou a compra do Cayane!

    E o Senhor Álvaro Dias não será investigado?

     

  3.  
    Deus salve o Vaccari e a

     

    Deus salve o Vaccari e a nação brasileira!

    Justica brasileira do Diabo

    ***

    CPI da Petrobras menciona Vaccari em relatório final e blinda outros políticos

    E aprovado por 17 votos a 9

    Queda na Petrobras tem impacto de 2 pontos percentuais do PIB

    Dileto(a) leitor(a), acima nós temos a manchete principal do portal uol.com.br.

    Início da manhã de 22/10/2015.

    Ou seja, um ser humano é jogado na fogueira da nossa contemporâne pré-medieval festiva!

    Escolhe-se a ‘Geni’ a depender do gosto do freguês.

    E, óbvio, dos interesses espúrios e, portanto, inconfessáveis!

    O ser humano tratado como mercadoria.

    Somente uma perguntinha:

    por que os “iluminados” dePUTAdos da CPI da Petrobras não aproveitaram as brechas e o livre arbítrio para “acrescenterem ou introduzirem no tal relatório final o nome da inocente senhora Marice Corrêa Lima cunhada do único (!?) indiciado no documento”?

    (…)

    E a miséria social incensada pela redução de 2% do PIB em função da adredemente destrabelhada condução da Operação Lava Jato?!

    Ah, “isto não vem ao caso”!

    E os tesoureiros dos demais partidos?!

    Idem!

    Justiça?!

    Qual Justiça?!

    Dessa “Justiça” Deus nos livre – e guarde!

    Amém?

    Amém!

     

    República das Trevas Destes Bananas Nazifascistas, Salafrários Impiedosos, Energúmenos pré-Medievais!

    Bahia, Feira de Santana

    Messias Franca de Macedo

  4. Novidade?

    Destruir o Estado brasleiro é o objetivo do “justiciário” e a “imprensa do jaba”. Aliás, o mesmo ocorreu na Itália com a tal “Operacão Mãos Limpas”. Passaram a mão na Itália e a entregaram prus estados unidos (minúsculo) e a Máfia. Nossa máfia é o justiciário e a globo, já os estados unidos são o que sempre foram… Golpistas, mundo à fora!

  5. SMJ, não se trata do senador

    SMJ, não se trata do senador tucano Alvaro fernandes dias, Mas sim do ex deputado Álvaro costa dias do PDT.

  6. Um verdadeiro membro da Casa Nostra
    Lamentável. ..espero que alguém escreva a biografia deste cabra quando se aposentar pra gente ter a visão completa do que é ser um sujeito desprezível!

  7. Absurdo dos absurdos

    Chega a dá náuseas o que se passa na política e justiça brasileira. Um corrupto já desmascarado por outro país e liderando o legislativo, tendo ainda condições de influir no mandato de uma presidente. Cadê os bate panelas, como é que se admite uma coisa dessa nesse país? O sistema está todo contaminado e esse senhor ainda recebe homenagens? Tem de mandar investigar todos que homenagearam a ele…

  8. Não se por que me recordei

    Não se por que me recordei uma musica do Ney (que infelizmente virou o fio): O que a gente faz é por debaixo dos panos pra ninguem saber……………….

  9. Ontem tivemos aquele texto

    Ontem tivemos aquele texto abordando o direito penal do inimigo. É por coisas como as desta notícia que intuitivamente muitos brasileiros já perceberam como funcionam as coisas na nossa justiça.

  10. O politiqueiro demotucano

    O juiz demotucano Gilmar Mentes foi colocado no STF por FHC para isso, operar para tucanos. Arquivou o caso de Demóstenes, que caiu depois por causa de uma investigação da PF contra Cachoeira, e sentou em cima e sumiu com vários outros processos que envolvem demotucanos. Faz politicagem pura… Uma vergonha!

  11. Gilmar Mendes talvez seja a

    Gilmar Mendes talvez seja a maior semente do mal plantada por FHC. Pouco há de nefasto nesse país que não tenha a impressão digital dele. É um fenômeno. Nunca houve nesse país um contexto em que aquela expressão “o silêncio dos bons é cúmplice do mal” pudesse ser tão bem empregada. Seus companheiros de STF são responsáveis por omissão.

  12. trata-se de uma quadrilha, …

    … cujo o “modus operandi”  é conhecido ….

    Quando FHC chegou ao poder, implantou a velha política de “colocar gente da casa ” …. em postos chaves do funcionalismo público, … nas estatais, ….  no judiciário, …. no aparato de polícia, ….  na contravenção, …. na mídia, … etc…etc…etc….

    O resultado disso passa pelos “engavetadores gerais da república, … pelos juízes “nossos”,  cooptados em todas as estâncias do judiciário, … pelos “operadores” que providenciam junto aos doleiros, a circulação do dinheiro da corrupção, … enfim, …  uma rede de “gente nossa” garantindo a blindagem dos demo-tucanos e afins, para que todo mundo possa continuar saqueando o país impunemente,…

    Depois de quase 15 anos sem ser renovada, a não ser no estado de São Paulo, essa rede de proteção vai se esfarelando e, coisas como essa vem à tona….

    Daí se entende o desespero da oposição em voltar ao poder,  … se a oposição não conseguir recolocar seus asseclas em postos chave, … eles vão todos acabar em cana….  

  13. quadrilha mesmo…

    e a pior de todas que já existiram na nossa História

    a que um sozinho pode fazer tudo isso que que o gilmar mendes fez, por exemplo

    reparem como alterou completamente nosso futuro, direcionando-o de acordo com o interesses dos verdadeiros bandidos

  14. palavras

    Não mais as tenho p/ referir a esse ser imundo. A que ponto chegou o nosso país ao ter seus principais nomes, pessoas como estas.

    Daí a PEC da Bengala, o pagamento.

    • Il cappo di tutti cappi

      Medioli, o Poderoso Chefão

       

       

      Amanhã é sexta-feira! E toda sexta é dia de ler aquele jornal distribuído gratuitamente para Betim e várias outras cidades de Minas Gerais. O dono todos nós conhecemos – Vittorio Medioli, um italianão mafioso que veio parar em Betim nos anos 70 com sua famiglia, para trabalhar na Fiat.

      O começo do fim do TEMPO

      Medioli seria o fornecedor do transporte feito por cegonheiras, entretanto o contrato com a FIAT demorou mais tempo do que se esperava e a imprensa da época começou a ataca-lo.  Medioli vem de uma família abastada. Como dinheiro não faltava, resolveu lançar um jornal para revidar os ataques que estava recebendo. E foi assim que nasceu o tablóide de sexta-feira, O Tempo. Fruto do desejo de vingança. Mais tarde a empreitada no ramo do transporte deu certo, SADA que o diga. Falarei disso depois.

      Inicialmente o jornal era destinado às pessoas de classe mais elevada e com maior refinamento intelectual. Mas essa restrição não fez seu jornal embalar, Medioli resolveu adentrar no segmento das notícias populares e passou a vender um tabloide que pode ser comprado com uma moeda de R$0,25. Ganhamos outro presente de grego: Super Notícia.  E tem O Tempo que é grátis às sextas.

      Vittorio Medioli

      Medioli é dono de quase tudo

      Acabou que Medioli se tornou o Rupert Murdoch do jornalismo mineiro. Mas ele ainda não está feliz e pretende aumentar a cobertura de seu jornal para 400 cidades aqui em Minas. Dá até pra arriscar dizer que ele é dono de todos os jornais aqui do estado.  E não é só isso. Poder nunca é demais e por isso ele seguiu carreira política. É ex-deputado federal pelo PSDB, mesma sigla de Carlaile, nosso ex-prefeito que quer (mas não vai) ser prefeito de novo, e hoje é filiado ao PV. Ele também é escritor de umas colunas onde exprime seus desejos e anseios pessoais periodicamente. Não, escritor para ele é pouco, ele é editor-chefe de redação. Só sai no jornal o que ele gosta e acha interessante.

      Amigos do peito

      Eles são amigos íntimos. A amizade é tanta que em seu próprio jornal, Mediolli e sua esposa declararam abertamente que vão votar e apoiar a candidatura de Carlaile Pedrosa. Toda sexta o jornal O Tempo faz picuinha com o nome da prefeita Maria do Carmo. Acreditem se quiser – NUNCA colocaram uma foto da “UAI Norte” que está com a obra quase finalizada. Em compensação, Carlaile tem todos os holofotes e, só falam coisas boas deles e do Pinduca.

      Amanhã

      Como eu disse, amanhã é dia de jornal. Nem preciso consultar a Mãe Dinah para saber o assunto principal. Certamente vem uma pesquisa de intenção de voto, daquelas com números cabalísticos que tiram do além. Sim, Carlaile estará à frente de Maria do Carmo. Ah, vão falar também do Mensalão e criar todo um mecanismo e ligações para envolvê-la no caso. E quando isso foi diferente? Alguma vez O Tempo publicou algo que fosse contrário à Carlaile ou favorável à nossa prefeita? Não. Eu achava que valia tudo só no MMA, mas o vale-tudo é para eleger Carlaile. Até mesmo monopolizar o jornalismo.

      Mas é assim mesmo. Lavagem cerebral e manipulação não custam nada aqui em Betim e você encontra em qualquer esquina da cidade. O problema é que a fatura disso tudo pode vir depois e você vai paga-la durante quatro longos anos.

      Saiu no Tempo? É melhor desconfiar.

       

  15. Arquivado ?????

    E os outros réus????????

     

    Ex-deputado federal Vittorio Medioli é condenado por evasão de divisas

    Sentença é de 5 anos e 5 meses de prisão; MPF pede aumento da pena.
    Defesa desqualificou a denúncia e disse não haver provas dos crimes.

    A Justiça Federal em Minas condenou o ex-deputado pelo PSDB, e também empresário, Vittorio Medioli a cinco anos e cinco meses de prisão pelos crimes de evasão de divisas e manutenção clandestina de depósitos no exterior. A decisão, publicada no último dia 28 de janeiro, foi divulgada nesta terça-feira (3) pelo Ministério Público Federal em Minas, que recorreu para pedir o aumento da pena do empresário para seis anos. Na sentença, defesa desqualificou a denúncia e disse não haver provas dos crimes.

    Os fatos foram apurados durante as investigações da Operação Farol da Colina, que desmontou uma rede composta por mais de 60 doleiros que, segundo a acusação, remetiam dinheiro sujo para os Estados Unidos. A investigação foi um desdobramento do caso Banestado, em que apurou-se a evasão de US$ 30 bilhões de políticos para o exterior entre 1996 e 2002. Na época dos fatos, Vittorio Medioli era deputado federal e cumpria mandato pelo PSDB.

    Segundo a denúncia, o réu efetuou operação de câmbio não autorizada, com o fim de promover evasão de divisas – envio ilegal de dinheiro para o exterior – do país, além de ter mantido depósito de quantias no exterior sem informá-lo às autoridades competentes.

    O Ministério Público Federal sustenta que as operações foram feitas em 2002 e totalizaram US$ 595 mil. Para efetuá-las, o MPF diz que Vittorio Medioli entregou a quantia a um doleiro no Brasil que a converteu no mercado negro de câmbio. Em seguida, o dinheiro transitou pela subconta Monte Vista, mantida pela Beacon Hill Service Corporation junto à agência do Banestado em Nova York (EUA), para, finalmente, ser depositada em um banco suíço no qual o empresário possuía conta, segundo a procuradoria.

    De acordo com a denúncia, a Beacon Hill Service Corporation era uma espécie de conta que abrigava inúmeras outras subcontas operadas por doleiros brasileiros, principais alvos da Operação Farol da Colina.

    A juíza Rogéria Maria Castro Debelli, da 4ª Vara Federal de Belo Horizonte, destacou que o motivo do crime era o “enriquecimento fácil”, e que as circunstâncias “revelam audácia e indiferença do acusado”.

    Na sentença, a defesa desqualificou a denúncia, dizendo não haver provas dos crimes, “uma vez que não se comprovou a remessa dos valores para o exterior”. Procurado, o advogado Fábio Tavares dos Santos, que representa Medioli, afirmou, por meio de nota, que já recorreu da decisão. O criminalista considerou a sentença “exagerada” e reiterou que não há provas para a condenação do ex-deputado.

    Vittorio Medioli tem 63 anos e nasceu em Parma, na Itália. Naturalizado brasileiro, ele é proprietário de um grupo empresarial na Região Metropolitana da capital mineira. Foi deputado federal por quatro mandatos.

    Veja abaixo o posicionamento na íntegra da defesa do ex-deputado Vittorio Medioli:

    “A respeito de matérias veiculadas acerca de sentença condenatória exarada, em primeira instância, pela 4ª Vara Federal de Belo Horizonte, temos a esclarecer que:

    A vasta prova apresentada no processo, tanto documental quanto testemunhal, demonstra cabalmente que Vittorio Medioli não teve qualquer relação com eventual remessa ou manutenção irregular de valores no exterior. Pelo contrário, é o próprio Ministério Público Federal que, em suas alegações finais, chega a admitir que não existe nos autos prova cabal que autorize a imputação pretendida.

    Por outro lado, houve o recolhimento de todos os tributos incidentes às operações praticadas por Vittorio Medioli, antes mesmo de qualquer questionamento da Receita Federal, sendo, portanto, absolutamente legítimas e legais, não podendo ser a ele atribuído atos porventura praticados por terceiros.

    A sentença é dotada de evidente erro decorrente de omissão que, por certo, será corrigido através do recurso próprio já apresentado (Fábio Tavares dos Santos, criminalista chefe Dep. Penal do Escritório Décio Freire, que representa Vittorio Medioli no caso)”.

     

  16. A Justiça da Suiça, dos EUA,

    A Justiça da Suiça, dos EUA, enfim da EUROPA DEVEM OLHAR COM TRISTEZA para figuras deste nosso judiciário!

    Paraiso de ladrões!

    Agora imaginem esse grupo no PODER?

    No executivo, com a a caneta de liberação de verbas nas mãos?

    Por isso este país tão rico em tudo, HAVIAM TANTOS MISERÁVEIS ANTES DO PT, que é acusado de ladrão!

    É aquela velha máxima, rouba e grita pega ladrão!

    • Exatamente. Não é a tôa que

      Exatamente. Não é a tôa que ele requereu isso junto ao STF. E o GRANDE ministro Gilmar Mendes?! Uma piada.

  17. Indícios de Irregulaidades

    Já são muitos os indícios de irregularidads nas ações empreendidas por este “Ministro”. Esta é apenas mais uma.

     

  18. Se nem estar associado ao

    Se nem estar associado ao Demostenes “Cachoeira” Torres serviu para impichar o Gillmar Dantas (Royalties para o Noblat) não vai ser esse pecadilho de poupar os amigos de constrangimento que vai abalar o sinhozinho de Diamantino.

  19. o quarteto do mal

    Quando aécio, cunha, paulinho da força e gilmar foram tomar café juntos e conspirar contra Dilma  alguma razão havia. Todos juntos e misturados na mesma fedentina.

  20. Baseado no regimento iterno

    Baseado no regimento iterno de 2011.

    Precisa ver o andamento. Para ver em qual gaveta ficou tantos anos.

  21. Precisamos urgente importar

    Precisamos urgente importar alguns procuradores da Suíça, porque os daqui, só acham o que lhes interessa. E depois até viram advogados daqueles que, supostamente, investigaram anteriormente.

  22. Pra que server o CNJ??? para

    Pra que server o CNJ??? para nada, é mais um engodo, mais um orgao corporativista, é mais uma merda que tem no PODRE JUDICIARIO BRASILEIRO….., pois, o dito Juiz, que nao passa de um advogadinho indicado pelo strume FHC, tem tantas falcatrua juridicas que deveriam ser investigada pelo CNJ, mas, este orgao parece que nao existe!”!! IDP tem falcatruas…, dinheiro surrupiado do povo pelo TJ/BA em favor dele??? Seu nominho na operaçao da PF que investigava a GAUTAMA??? Seu nominho na LISTA DE FURNAS??? os HCs CANGURUS dado para a ladrona funcionaria publica que roubou os documentos que incriminava a REDE GLOBO, os dois do DANIEL DANTAS, fora NAJI NAHAS e PITA, o escandaloso HC para o ROGER estuprador fugir do Brasil, apos ter sido condenado a 200 anos, a ajuda ao irmao do Toffoli que foi pego na Mafia do Asfalto, A escuta no STF que nao tinha audio e nem existiu, mas, tirou o honestissimo e compentente Diretor do ABIN DR Paulo Lacerda, enfim sao tantas irregularidade juridicas, que prova que no Brasil, nao tem JUSTIÇA, só CORRUPTOS!!!

  23. boa sorte

    Êhhh, Gilmar! A tua coleção não para de crescer né? Porque vc não sai desse armário, larga o STF e vai ser conselheiro e defensor oficial dessa oposição atual? A tua ficha e o teu retrospecto, para eles, deve ser excelente e grau máximo. O que vc está esperando? Boa sorte.

  24. Notícia Velha

    A Helena da RBA revelou isto em 8/10, o Tijolaço repercutiu na mesma época… Não entendi o que foi acrescentado pelo Migalhas…

  25. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome