Lava Jato: Novo delator admite repasse a empresa de almirante

Jornal GGN – O novo delator da Operação Lava Jato, Victor Colavitti, disse às autoridades que sua empresa, a Link Projetos e Participações, efetuou repasses de ao menos R$ 765 mil, entre 2010 e 2014, à empresa Aratec, controlada pelo presidente licenciado da Eletronuclear, almirante Othon Luiz Pinheiro.

Segundo informações do Estadão desta sexta-feira (7), Colavitti atendeu a um pedido da Engevix, que disse apenas que não tinha condições de fazer os repasses por conta própria. Sem fazer “questionamentos”, o novo delator aceitou assinar um contrato preparado pela Aratec e fazer os depósitos divididos em parcelas. 

Colavatti disse que não sabe da procedência do dinheiro que foi pago à empresa do almirante Othon, que teve prisão sem limitação de prazo decretada essa semana pelo juiz Sergio Moro. O empresário disse que pode apenas afirmar que sua empresa assinou um “contrato fictício”, e que os pagamentos foram feitos sem nenhum serviço ter sido prestado.

Othon está preso desde o final de julho sob suspeita de receber propinas nas obras de Angra3. A força-tarefa suspeita que Othon Pinheiro teria recebido um total de US$ 30 milhões em propinas de empreiteiras investigadas pela Lava Jato. Desse total, R$ 4,5 milhões já foram rastreados na conta da Aratec Engenharia Consultoria.

Ainda segundo o Ministério Público, a Engevix recebeu da Eletronuclear pelo menos R$ 136.894.258,23 entre 2011 e 2013. “A Engevix fez contato com a pessoa de Victor Sergio Colavitti, com o fim de utilizar a empresa administrada por este para intermediação do repasse da propina destinada a Othon Luiz, que seria recebida na empresa Aratec”, aponta a força-tarefa da Lava Jato.

Leia também:  Morre Henrique Valladares, que delatou Aécio Neves e Edison Lobão

Colavitti disse suspendeu os repasses após a Lava Jato ser deflagrada. “A propósito, o colaborador revelou que Ana Cristina, filha de Othon, chegou a emitir uma nota fiscal em abril de 2014 que foi enviada à Link Projetos”, destacou a Procuradoria. “Em consulta à base de notas ficais da Aratec, a Procuradoria constatou que “realmente foi emitida em favor da Link a Nota Fiscal 610 de 1.º de abril de 2014, o que corrobora as declarações do colaborador'”.

Defesa

De acordo com o Estadão, os advogados de Othon e de sua filha foram procurados nesta sexta-feira (7), mas não se manifestaram sobre o caso Engevix. Anteriormente, a defesa do almirante havia informado à Justiça que os repasses feitos por empreiteiras para a Aratec estão relacionados a serviços de tradução prestados por Ana Cristina Toniolo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

11 comentários

  1. Curiosamente, ta faltado A

    Curiosamente, ta faltado A QUANTIA na nota sobre a nota fiscal da filha…

    NAO, gente.  Eu nao acredito em nada dessa historia.  30 milhoes passados pra um almirante que eh praticamente pai do programa nuclear brasileiro.  Mas ninguem notou nada de mais!!!  E a nota fiscal da filha que supostamente “prova” o caso nao tem nem quantia!!!!!!!!!!!!!!

    Alguem quer apostar que a “grandiosa” quantia foi pagamento por uma traducao ou dias?

    • EU TAMBEM estou

      EU TAMBEM estou inequivocamente do lado do almirante.  E note se que nunca fiz segredo que DETESTO militares, sejam eles exercito ou nao.

  2. do jeito que o navio navega em mar tenebroso…

    do jeito que o navio navega em mar tenebroso logo logo empreiteiros, politicos, poderosos, diretores, ceos da república lava jato das obras públicas prontas e inacabadas sem fim… não mais darão nem mesmo gorjeta gorda nos restaurantes e hotéis que frequentam com medo de serem depois delatados premiados de que cometeram corrupção de propina e suborno para com os prestativos e pobres serviçais de cama e mesa…. a fonte vai secar.

  3. Se toda nota fiscal que a

    Se toda nota fiscal que a Aratec ou a JD Assessoria emitiram serve como prova de recebimento de propina, qual seria o serviço “ilegal” prestado por eles?

    Não está faltando essa parte na investigação, ou isso não vem ao caso?

    Não precisa dizer “o valor X foi pago como propina para obtenção do favorecimento Y”? Não precisaria provar que o acusado tinha o poder de realizar tais atos ilícitos e que os realizou, recebendo em troca o valor da tal propina? Ou é como no caso do Pizzolato, que não tinha poder de liberar nem um centavo sozinho e que assinou em conjunto com outros diretores todos os documentos que usaram como prova contra ele? Estranhamente, os outros diretores e gerentes que assinaram não foram acusados de nada.

  4. Quem é o inimigo. Quem é você

    Quem é o inimigo. Quem é você ?

     

    Estou falando aqui como alguém que teve a honra de envergar uma farda verde oliva e sente muito orgulho por isso.

    No ano de 1964 aconteceu um golpe civil e militar contra a democracia brasileira. Juntaram-se alguns grupos organizados da sociedade brasileira com o partido político UDN e com os grandes veículos da imprensa da época e chamaram as Forças Armadas para “combater o comunismo” e assim tiraram do poder um presidente eleito pelo voto dos brasileiros.

    No início era conhecido como a Revolução de 64 e durou 21 anos. Infelizmente, ocorreram distorções como supressão de direitos, prisões políticas, torturas e assassinatos. Quando terminou este período, ele era chamado de Golpe Militar, onde só os militares ficaram com a culpa pelos erros cometidos.

    Naquele momento, os grupos organizados da sociedade brasileira, mais a UDN, que passou a se chamar PDS e a imprensa fizeram de conta que eles não tinham nada com a história. Eles simplesmente deixaram as forças amadas na berlinda e passaram a dizer que eram contra tudo o que aconteceu.

    Mas por pior que sejam os erros cometidos. Os militares tinham um projeto para o Brasil. Eles queriam fazer do Brasil um país livre e soberano. Assim, construíram muitas coisas como hidrelétricas, estradas, ferrovias e escolas, entre outras. Eles incentivaram vários setores da indústria, como a siderurgia, e desenvolveram uma indústria de defesa nacional. Os militares sempre acreditaram no Brasil e sempre se dedicaram a ele, mas viraram sozinhos os vilões da história. As nossas Forças Armadas foram então sucateadas e era enorme a defasagem tecnológica com que nossas forças de defesa sofriam.

    Mas o grupo civil que fez parte da Revolução não ficou satisfeito apenas em culpar e sucatear as forças armadas. Eles simplesmente entregaram quase tudo que o Brasil construiu no período, a preço de banana e deixando o povo brasileiro nas mãos de exploradores econômicos estrangeiros. A mesma imprensa que condenou os militares apoiou a entrega do patrimônio dos brasileiros. O PDS, que agora se chama PSDB, DEM, PP, PPS e SD, continua a representar o mesmo grupo político que golpeou a democracia brasileira e depois jogou as forças armadas para as cobras. Foram eles, FHC e companhia, que venderam o Brasil bem barato e destruíram quase tudo o que havia sido feito de bom no período em que os militares governaram, através de um processo chamado de privatização, enterrado até o pescoço na lama da corrupção (é só investigar).

    Estamos no ano de 2015 e assistimos novamente alguns grupos organizados da sociedade, os mesmos partidos (só mudaram os siglas) e a imprensa, que agora se chama mídia, tentando dar outro golpe na democracia brasileira. Eles foram pra rua e chamaram em alto e bom som os militares para se juntarem a eles. Queriam alguém para fazer o trabalho sujo para eles novamente. Só que os militares aprenderam com a história e não se envolveram no golpe, felizmente. Eles amadureceram e não estão dispostos a repetir o erro.

    Desta vez, para os golpistas, os inimigos que ameaçam o Brasil se chamam Lula e Dilma. A Dilma, que foi eleita pelo voto do povo brasileiro tem que ser tirada de qualquer maneira da presidência. Com ou sem um motivo minimamente razoável para isso. O Lula é tido com um demônio e tudo de bom que ele fez para o Brasil, principalmente para os mais pobres, é simplesmente esquecido. E como as Forças Armadas não embarcaram no golpe, eles começaram a ser atacados por este grupo golpista.

    Um grupo de pessoas, cujo único mérito foi conseguir passar num concurso, se sente no direito de mandar prender um homem da estirpe do Almirante Othon Pinheiro. Um militar, na melhor acepção da palavra. Um herói nacional. Um brasileiro que ama o seu país, como todo militar. Um cientista brilhante que com o seu trabalho ajudou em muito a colocar o Brasil no seleto grupo de países que dominam a tecnologia nuclear. Este homem é atacado por pessoas que se vendem muito facilmente. Seja por dinheiro ou por oportunidade de ficar em evidência na mídia golpista. Ele é acusado de corrupção e de receber uma “merrequinha” de dinheiro perto do que ele poderia conseguir se ensinasse o que sabe a qualquer país do mundo. Foi parar na cadeia, para provar que é honesto. Enviado para lá por um grupo de hipócritas, vendidos e verdadeiros traidores do Brasil. Tudo que é nacionalista neste país é atacado por este grupo.

    É por isso que falo a todos que realmente amam este país, militares ou não, para abrirem bem os olhos para poder enxergar que são os verdadeiros inimigos do Brasil. Com certeza não são os militares, que se precisar dão a sua vida pelo país. Também não são a Dilma e o Lula, que corajosamente enfrentam essa corja de traidores. Os dois investiram muito nas forças armadas. Em 2003, o orçamento militar brasileiro era de aproximadamente 1,5 bilhões de reais. Em 2014, foram aproximadamente 10 bilhões de reais. Lula e Dilma querem tanto quanto as forças armadas, um Brasil soberano e livre. Os dois valorizaram as forças armadas como nunca antes se tinha visto. Em pouco mais de uma década, o país investiu em submarinos, sendo um nuclear. Comprou os aviões caças escolhidos pela Força Aérea, os Gripens e a sua tecnologia de fabricação. Neste período o Brasil voltou a investir na indústria da defesa. Se continuarmos neste ritmo, Em breve teremos um dos exércitos mais poderosos e respeitados do mundo. 

    Os golpistas estão doidos para destruírem rapidamente tudo de bom que foi feito pelos governos do Lula e da Dilma, assim como destruíram tudo que foi feito de bom pelas Forças Armadas antes. Querem entregar o pré-sal para empresas estrangeiras, de graça e sem receber nada em troca. Para isso atacam a Petrobras incessantemente dia e noite. Eles começam agora a atacar a Eletronuclear através da prisão de um Almirante como Othon Pinheiro. Tudo que for estratégico para o Brasil. Eles vão atacar.

    Vamos abrir os nossos olhos, brasileiros que amam este país. Eu digo com orgulho que sou brasileiro e que amo o Brasil, ao contrário dos golpistas que não perdem uma oportunidade de falar mal e depreciar o nosso país.

    Estou atento para defender o meu país, como um soldado. Pois sinto que este é o meu dever.

  5. http://www.nytimes.com/2015/0

    http://www.nytimes.com/2015/08/09/business/international/effects-of-petrobras-scandal-leave-brazilians-lamenting-a-lost-dream.html?smid=fb-nytimes&smtyp=cur&_r=1

    O filho do Presidente do TCU faturou muito mais, foi delatado e não foi incomodado, qual o CRITERIO? O Almirante tem um vasto curriculo positivo para o Pais, o tal filho do TCU tem o que? Um é destruido e o outro preservado?

    R$765 mil em cinco anos vale um Programa Nuclear?

    • O que o Moro quer…

      é que o Almirante delate o know-how de enriquecimento de urânio mais barato do mundo à CIA.

      Conselho ao Almirane: venda seu conhecimento e capacidade para o Irã e o Sr. será o novo Xá Othon.

       

  6. O tempo dirá

    Que papelão Almirante Othon !

    Vergonha para a família Pinheiro de Sumidouro/RJ, descendentes de Barões e Viscondes.
    Meu falecido avô, que era seu tio-avô (General Langleberto Pinheiro Soares) sempre teve você como referência ímpar de inteligência e capacidade.
    Esperamos de verdade que tudo isso tenha sido um lamentável equívoco.

    • A imprensa não julga nada…

      Então, já condenaram O Almirante Othon? Quando foi isso? Não dê tanto valor às declarações de um delator pois elas são só palavras quando não tem provas. Deixa a justiça julgar com base em provas irrefutéveis, aí sim pode sair por aí criticando a honra de alguém.

  7. Equívoco

    Claro que estão se aproveitando de algum erro, talvez de parentes do almirante. Mas não seria por 700 mil em tantos anos que um cientista brilhante, aposentado a quase dez anos, que tinha direito de ter pagamentos pelos serviços que presta às empresas para as quais colabora, possa ser linchado moralmente. CLARO QUE QUEREM AFETAR O PROGRAMA DE BENEFICIAMENTO DE URÂNIO DO BRASIL. Estes delegados e procuradores sem perspectiva destes assunto caem nesta história, ou será que sabem a implicanção? Isto não tem  ver com a Lava a Jato.

    Então e os R$150 mil que Aécio recebeu por anos de Furnas, porquê não foram investigados. Nem ninguém tão pouco se preocupou com a grana que o filho do Cerdaz faturou como informante e ninguém foi preso? Estão esperando a Globo mandar vocês voltarem atrás.

  8. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome