Moraes nega arquivar inquérito sobre vazamento de dados por Bolsonaro

Pedido foi feito por Lindôra Araújo, reiterando demanda de Aras; presidente usou live para divulgar informações sigilosas sobre inquérito

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) – Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o arquivamento do inquérito que investiga o suposto vazamento de dados sigilosos da Polícia Federal pelo presidente Jair Bolsonaro.

O pedido de arquivamento foi feito pela vice-procuradora, Lindôra Araújo, que reiterou outro pedido de arquivamento do caso, requerido pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, efetuado no mês de fevereiro.

O caso em questão envolve uma live realizada por Bolsonaro em agosto do ano passado, quando o presidente divulgou dados sobre o inquérito que investiga a invasão aos sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 2018.

Depois, Bolsonaro divulgou o inquérito em suas redes sociais – por conta desse episódio, o presidente diz que a investigação não estava sob sigilo.

“Em quatro das cinco oportunidades de atuação do Ministério Público, a Procuradoria Geral da República manifestou-se por meio da Dra. Lindôra Maria Araújo, vice-procuradora-geral da República, que, por meio de sua ciência, concordou com as referidas decisões, inexistindo a interposição de qualquer pedido de reconsideração, impugnação ou recurso no prazo processual adequado”, decidiu Moraes.

As informações são da Agência Brasil

Leia Também

PEC do senador vitalício “é tão inconstitucional que cai no primeiro recurso”, diz jurista

Onde estará Aras se as luzes da democracia se apagarem?, questiona Jamil Chade

PGR enterra crimes de Bolsonaro revelados na CPI da Covid. Senador promete recorrer

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AMBAR

- 2022-08-05 22:11:16

Xandão! Medo. Medo de encontrar de noite numa esquina o xandão com a sua sinistra toga preta esvoaçante Medo. Medo de acordar com a lindôra me olhando com aqueles olhos satânicos. Como invocava com fervor a minha velha tia: " Magnificat"!!!!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador