Servidores da Funai confirmam ato nacional de greve

Ato que marcará início da paralisação também vai exigir responsabilização por assassinato de Bruno Pereira e Dom Phillips

Os servidores da Funai (Fundação Nacional do Índio) vão entrar em greve nacional a partir da próxima quinta-feira, dia 23 de junho.

“Manifestaremos nossa profunda tristeza e indignação pelo assassinato bárbaro do nosso colega Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips e exigiremos a devida identificação e responsabilização de todos os culpados”, afirma a associação de servidores da Funai Indigenistas Associados (INA).

Nas redes sociais, a entidade pede ainda a saída do presidente da Funai, Marcelo Xavier, por conta de sua “gestão anti-indígena e anti-indigenista”.

“Por uma Funai indigenista e para os povos indígenas! Pela proteção das/os indigenistas, dos Povos Indígenas e de suas lideranças, organizações e territórios!”, ressaltam os servidores.

O Ato Nacional de Greve da Funai será realizado a partir das 10 horas da manhã nas unidades estaduais da Funai e no Distrito Federal (Sede, CRs, CTLs, FPEs e MI).

“Democracia é coisa frágil. Defendê-la requer um jornalismo corajoso e contundente.

Junte-se a nós: www.catarse.me/jornalggn

Leia Também

Policiais e militares comandam maior parte das coordenações da Funai

Atos pedem justiça por Dom, Bruno e Maxciel

PM assassinou idoso indígena no Sertão de Pernambuco, denuncia comunidade

Restos mortais encontrados no Amazonas são do indigenista Bruno Araújo, confirma PF

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador