Chega ao fim o sermão de Baden Powell e Paulo César Pinheiro

Resgate de Luciano Hortencio

Vim do fundo da vida aprendida no mundo em profunda e sentida existência.

Vim de maior vivência.

Meu preceito é decerto mais certo direito que a vida de cantor tirano

Do sofrimento humano.

Mas não evito meu sermão

Pois acredito é sábio

O meu limite é uma canção

E se você for hábil,

Vai saber.

 

Sou de paz, mas no amor

Caminha e sossega o coração

Ela fere, ela diz,

Amor quando é fraco é traição

Você trai, você sai,

Da linha direta da paixão.

Avisei, avisei,

Ninguém amou mais do que eu amei.

Mas você, eu sei bem,

Não sabe o valor que a mulher tem.

Então vem, como quem,

Procura conversa pra esquecer.

Vem dizer, que venceu,

No olhar está escrito que perdeu,

Mas no amor é maior,

Viver duas vidas numa só.

 

Sou de paz, mas na cor,

A voz que me segue dá razão

Ela fere e diz mais

Mentira de alcova é traição.

Você trai, você vai,

Ser o traidor de uma nação.

E o pior, o que dói

É ver como o povo é bem maior.

É avisar e cantar,

Que a arma que eu tenho é uma canção.

E saber compensar

De nada valeu minha missão

Pois você e alguns só passa a entender se houver ação

E eu vou ter que falar

A baixa se ganha se brigar.

 

Chega ao fim meu sermão

Se valeu muito bom

Leia também:  Homenagem aos profissionais de Enfermagem, por Luciano Hortencio

Pois enfim já nasceu

Um povo que ao mundo deu lição.

Um povo que ao mundo deu lição.

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. Baden, Vinicius, Maria d’Apparecida…

    Duas lindas interpretações. Li que Maria d’Apparecida estudou canto e musica desde criança. Em todo caso, no video do INA, uma emocionante interpretação de Tambataja. E se se confirmar que ela faleceu, que os céus a receba com muito carinho.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome