A relação entre Witzel e Mário Peixoto, o empresário preso na Lava Jato

Senador Romário revelou que Mário Peixoto esteve na campanha de Witzel. O próprio governador teria desembargado suas empresas

Jornal GGN – Era outubro de 2018 quando a relação direta entre Wilson Witzel e o empresário Mário Peixoto, preso pela Lava Jato do Rio de Janeiro, veio à tona durante um debate televisivo.

Numa rodada contra Witzel, o também candidato ao governo estadual, senador Romário, foi direto ao ponto: “Você conhece Mário Peixoto, que lhe ajudou a fazer seu plano de governo? (…) Você sabe que ele é sócio do Picciani e outros políticos totalmente envolvidos na Lava Jato?”

Eduardo Paes, mais um concorrente, explorou o tema em outros dois debates. No que foi realizado pelo SBT, ele disse a Witzel: “Você [Witzel] se diz a favor da Lava-Jato, mas na verdade você saiu da função de juiz e advoga para o pastor Everaldo – que é delatado na Lava Jato – e seu patrão, para o Mário Peixoto, que é o maior fornecedor do Estado do Rio de Janeiro – e que está indiciado na Lava Jato.”

Eleito, Witzel deixou Peixoto transitar livremente pelos bastidores do governo, segundo reportagem de O Dia. O empresário chegou a ter uma briga com Pastor Everaldo, o presidente do PSC que detinha “feudos” no governo do Rio e não estava disposto a perder influência para o empresário.

Peixoto é dono de empresas fornecedoras da Saúde do Rio de Janeiro desde os governos Cabral e Pezão. Mesmo investigado na Lava Jato, conseguiu destravar embargos impostos a suas empresas para atuar na gestão Witzel. Há escutas indicando que o próprio governador teria conversado com Peixoto sobre a retomada das contratações.

O Ministério Público Federal desconfia que houve favorecimento a Peixoto durante a contratação de obras e serviços emergenciais por conta do coronavírus.

O caso Witzel e o planejamento da cobertura

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora