Amigo da família Bolsonaro deve voltar ao Palácio do Planalto

Vicente Santini foi convidado para atuar na Secretaria-Geral da Presidência, ao lado do ministro Onyx Lorenzoni; Santini foi demitido por usar avião da FAB

José Vicente Santini, novo assessor do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Foto: Reprodução/Estado de Minas

Jornal GGN – O advogado José Vicente Santini deve voltar a ocupar um posto no Palácio do Planalto após o carnaval: ele foi convidado para atuar como secretário-executivo do ministro Onyx Lorenzoni, que deixará o Ministério da Cidadania para assumir a Secretaria-Geral da Presidência.

Segundo o jornal O Globo, Santini teve o aval do presidente Jair Bolsonaro para retornar ao Planalto junto com Lorenzoni, que assumirá o posto do subchefe de Assuntos Jurídicos (SAJ), Pedro César Nunes, que ocupa interinamente a Secretaria-Geral da Presidência.

Próximo dos filhos do presidente Jair Bolsonaro e de integrantes do governo, Vicente Santini chegou a ser o número dois da Casa Civil quando Lorenzoni era ministro. Contudo, ele utilizou um jato da Força Aérea Brasileira (FAB) para participar de uma reunião do Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça e, depois, seguiu na aeronave para acompanhar uma viagem presidencial à Índia. Na ocasião, Santini respondia como ministro, já que Lorenzoni estava de férias.

Com isso, o Ministério da Cidadania (responsável pelo programa Bolsa Família e pela operação do auxílio emergencial) ficará livre para ser entregue ao comando do Republicanos, partido que integra o Centrão, é ligado à Igreja Universal do Reino de Deus e abriga dois dos filhos do presidente – o senador Flávio Bolsonaro e o vereador Carlos Bolsonaro.

 

 

Leia Também
Lava Jato gerou “descolamento institucional” e Moro era “chefe”, diz Gilmar
Pazuello diz à PF que não foi omisso em crise no Amazonas
A reação ao vazamento da delação de Palocci por Sérgio Moro: “porralouquinho”
As jogadas da Lava Jato com o Fernando Henrique Cardoso

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. A corrupção come solta no planalto.
    Um bandido depois do outro.
    E o estropício fingindo uns 15 metros sem barreira.
    Mas, as otoridades dioposição estão embananados,
    sem saber o que fazer: em vez de serem oposição
    gritada em todas as ruas, preferem caber em
    carguinhos de meia pataca num congresso
    esmerdeado até a raiz dos cabelos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome