Após ajuda de Fux, ação do powerpoint deve ser arquivada hoje

Punição que restava a Dallagnol era a demissão, mas precisaria de reincidência. Semana passada, Fux suspendeu a pena para efeito de reincidência em novos julgamentos contra o procurador

Jornal GGN – Depois de ser adiada por 44 vezes, a reclamação da defesa de Lula contra Deltan Dallagnol por causa do uso de um powerpoint na denúncia à imprensa do caso triplex deve retornar à pauta do Conselho Nacional do Ministério Público. Para, depois de anos de adiamentos consecutivos, ser arquivada. É o que informa a jornalista Mônica Bergamo nesta terça (25).

A única pena que a reclamação poderia render a Dallagnol é a demissão do cargo, que expira em setembro de 2020. Todas as demais advertências já prescreveram.

Segundo Bergamo, a pena de exoneração já não pode ser aplicada também, graças a uma movimentação do Supremo Tribunal Federal que blindou Dallagnol.

É que para ser demitido, “o procurador precisaria ser reincidente, ou seja, já ter outras punições em sua ficha.​ Dallagnol tinha – ele já sofreu advertência por ter dito que ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) aparentavam agir com leniência diante da corrupção. Na semana passada, no entanto, o ministro Luiz Fux, do próprio STF, suspendeu a pena para efeito de reincidência em novos julgamentos contra o procurador.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Retrocesso: AGU volta ao STF para isentar religiosos do crime de homofobia

8 comentários

  1. Como já escrevi antes, o lema que se espraia pelos corredores do judiciário brasuca é: “Os nossos podem tudo.”

  2. Como disse aquele outro, tem que ser com o supremo, com tudo. Quando os bolsomalucos atacaram o stf com ofensas e fogos de artifício muitos saíram em defesa da democracia. Qual? É democrático o quem tem sido feito no stf? Não sei, não conheço as leis, mas me parece que não.
    A lavajato e o bolsonarismo têm contribuído muito para a exposição do Brasil real e para demonstrar até onde pode-se ir na defesa de interesses financeiros e reputações.
    Sempre fica a pergunta na minha cabeça – o que se ganha ou o que não se perde com tudo isso?

  3. A ARGENTINA já mostrou o que fazer com relação ao Judiciário lesa pátria. No Brasil só a esquerda domesticada acredita que vai conseguir algo recorrendo aos cães de guarda da casa grande.

  4. Não importa que façam chicana corporativa. Os recursos acabam marcando o cara.

    Maluf conseguia protelar todas as suas condenações com recursos infindáveis à justiça e inúmeras prescrições. Mas não dá pra dizer que o sucesso “jurídico” dele também vingou na política do seu grupo.

  5. Fux é o bom menino a palestrar, bem remunerado, no convescote da xp para seleta nata predadora dos banqueiros garantindo que no seu reinado de dois anos os lucros serão ampliados.
    Destilando a realidade amplamente aceita, é o bom judeu que não decepciona quando entra o deus dinheiro.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome