Bolsonaro pode usar pandemia para preservar parte de capital político

Operações policiais e processos contra governadores, todos ligados ao combate ao coronavírus, podem ser usados a favor do presidente

Jornal GGN – As operações policiais e processos políticos em diversos estados, todos relacionados ao setor de saúde e ao combate ao coronavírus, podem ser usadas pelo presidente Jair Bolsonaro para manter parte de seu capital político após a pandemia.

As ações policiais em andamento buscam combater fraudes na compra de respiradores, e em contratos de hospitais de campanha no Rio de Janeiro; além de fraude na aquisição de equipamentos de combate ao vírus no Pará e em Santa Catarina; e superfaturamento na compra de respiradores no Amazonas.

Segundo parlamentares entrevistados pelo jornal Correio Braziliense, é importante que as investigações aconteçam, mas alertam para o uso político da Polícia Federal, e destacam que Bolsonaro estaria mais forte caso tivesse assumido o combate à crise ao invés de brigar com prefeitos e governadores.

Observadores políticos ressaltam que o comportamento negacionista e o aumento de mortes no Brasil poderia causar impacto importante no capital político do presidente. Isso teoricamente anularia parte da manobra de enfraquecimento dos adversários políticos de Bolsonaro, que tenta responsabilizá-los pelos desmandos financeiros ao longo da pandemia.

 

Leia Também
Bolsonaro anuncia teste de Covid-19 negativo e associa cura a cloroquina
Bolsonaro anuncia teste de Covid-19 negativo e associa cura a cloroquina
Com Bolsonaro, PF bate recorde de inquéritos com lei usada na ditadura
ABJD repudia ‘arapongagem’ no governo Bolsonaro contra movimentos antifascistas

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora