Bolsonaro anuncia teste de Covid-19 negativo e associa cura a cloroquina

Com já era previsível, pelo comportamento do mandatário nas últimas semanas, Bolsonaro associou sua cura a hidroxicloroquina

Reprodução/Twitter

Jornal GGN – Após três testes positivos para o novo coronavírus, Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou pelas redes sociais neste sábado, 25 de julho, que testou negativo para a doença. 

Com já era previsível, pelo comportamento do mandatário nas últimas semanas, Bolsonaro associou sua cura a hidroxicloroquina, droga sem comprovação cientifica sobre sua eficácia no tratamento da Covid-19.

“RT-PCR para Sars-Cov 2: negativo. Bom dia a todos”, escreveu na publicação, que também mostra uma foto sua segurando uma caixa de hidroxicloroquina. 

Bolsonaro foi confirmado com a doença há cerca de três semanas, após apresentar os sintomas da infecção e estava isolado desde então. Um exame do mandatário, divulgado na terça-feira, 21 de julho, ainda mostrava resultado positivo para a doença.

No entanto, desde que testou positivo para o vírus, Bolsonaro não hesitou em dizer que estava fazendo o tratamento com hidroxicloroquina. O remédio que, mesmo sem eficácia comprovada, contou com sua atuação para ser fabricado em massa no país desde o início da pandemia. 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

10 comentários

  1. DOENÇA MAIOR DO NOSSO PAÍS!!!QUANDO NOS LIVRAREMOS DELA??? HÁ UM APAGÃO MORAL NA SOCIEDADE DO NOSSO PAÍS .BOZO,JEFERSON E AFINS…REPRESENTAÇÃO POLITICA DO MAIS BAIXO NIVEL QUE JÁ VI…

  2. Quanto mais leio os estudos publicados mais me convenço que a cloroquina deve realmente ter o seu valor para combater a covid-19.

    Vejam essa última, publicada ontem e alardeada como Pesquisa Padrão Ouro e a prova que HCL (hidroxocloroquina) é ineficaz contra o coronavirus.

    Bem, Nassif. Eu tive a paciencia de ler a pesquisa e diversas coisas saltaram aos meus olhos.

    Primeiro, a Folha de São Paulo vendeu a pesquisa como Padrão ouro. Nada mais errado. A própria pesquisa admite suas limitações:

    “Our trial has several limitations. First, although the point estimate of effect suggests no major difference between the groups with respect to the primary outcome, the trial cannot definitively rule out either a substantial benefit of the trial drugs or a substantial harm.”

    2º- O estudo não foi duplo cego, Todas as críticas que se fizeram ao estudos do hospital Henry Ford que um estudo não cego pode distorcer os resultados também se aplicam a esse estudo:

    “Second, the trial was not blinded.”

    3º – Os pacientes todos já hospitalizados:

    “In this trial involving hospitalized patients with mild-to-moderate Covid-19,”

    4º – Pegaram pacientes que já apresentavam sintomas há 7 dias em média até 2 semanas após:

    “although the median time from symptom onset to randomization was 7 days, we included patients up to 14 days after the beginning of symptoms”

    5º O estudo admite que os pacientes podem ter recebido tratamentos paralelos arruinando assim qualquer conclusão séria: ” despite intense efforts to maintain adherence to the assigned treatments, a lack of medications that were perceived as beneficial by clinicians and patients led to some protocol deviations.”

    6º – O mais polemico. Deram uma altíssima dosagem de HCL aos pacientes, 800mgrs por dia por 7 dias:

    “hydroxychloroquine at a dose of 400 mg twice daily for 7 days ”

    Meu comentário. No estudo da Fiocruz que acabou em tragédia, com 8 mortes em apenas 3 dias o que levou ao cancelamento, foi administrado 1.200mgrs de cloroquina e em apenas 3 dias 8 pacientes morreram, num total de 3,6grms em 3 dias. Nesse novo estudo reduziram apenas em 30% a dose diária mas mantiveram por 7 dias, uma dosagem sabidamente excessiva isso porque a dosagem considerada segura e usado nos protocolos do Dr. Didier Raoult é de 400mg por dia por 5 dias, quase 1/3 do que aplicaram nesse teste.

    Analisando esse teste tem-se a nítida impressão que foi prescrito essa dosagem altíssima justamente para aparecer efeitos adversos.

    E por fim esse próprio estudo admite que a hidroxicloroquina, como limitador de replicaçao viral pode beneficiar os pacientes desde que iniciado mais cedo, que é justamente o que os médicos pregam com o movimento TRATAMENTO PRECOCE SALVA VIDAS

    “it is conceivable that interventions that may limit viral replication (e.g., hydroxychloroquine) may be more effective earlier in the course of the disease.”

    Essas críticas que eu faço, os médicos que subscreveram esse estudo sabem de cor e salteado. Esses detalhes não são divulgados pela midia quando fazem as suas manchetes espalhafatosas HCL é ineficaz contra coronavirus e aumentou o risco cardíaco e lesionou o figado dos pacientes.

    Ninguém escreve que aplicaram doses altas, muito acima do razoável, que iniciaram o tratamento com até 2 semanas de atraso, em pacientes hospitalizados, mesmo SABENDO que um tratamento precoce pode potencializar a efetividade do tratamento.

    Eu não consigo aceitar que médicos tenham dado altas doses de HCL aos pacientes do estudo mesmo sabendo do desfecho desastroso do estudo da Fiocruz.

    O remédio não é do Trump e nem do Bolsonaro, mas da população. É necessário desideologizar essa discussão.

    Estudo publicado está aqui: https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa2019014

  3. Putz!
    O país é grande pra cacete, pobre pra cacete.
    Imagina a partir de amanhã os pastores aproveitadores de sempre associando “Não falamos que ele é Messias ?” + hidroxicloroquina + “tá curado” + “Deus ouviu nossas preces” + “só nós falamos diretamente com o Divino” + “por isso não parem de vir pessoalmente colocar no altar seus dízimos” + “o homi tá com nós?
    Bem vindos à eterna renovação de que agora esse país vai.
    Putz!

    • Correção: mostrou o teste NEGATIVO?
      (Este resultado é que fiquei na duvida se usou nome ou pseudônimo.)

      O positivo mostrou e usou o nome. Aliás por milagre só ele deu positivo, os que vivem no entorno temp 36.4 e sem tosse. Milagre, aleluia…etc

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome