Brasil deve registrar rombo em contas públicas até 2025

Projeção elaborada pelo FMI ressalta que dívida bruta como proporção do PIB deve superar os 100% neste ano; gastos com pandemia afetaram prognósticos

Jornal GGN – O Brasil deve apresentar déficit primário nas contas públicas até o ano de 2025, segundo projeção divulgada pelo FMI (Fundo Monetário Internacional), devido ao aumento dos gastos públicos para o combate à crise gerada pela pandemia do coronavírus.

Ao mesmo tempo, o déficit primário (resultado entre os gastos do governo e a receita, sem considerar as despesas com juros da dívida pública) como proporção do PIB deve passar de 1% em 2019 para 12% em 2020 – a projeção em abril era de 5,2% do PIB.

O relatório do FMI estima que o PIB brasileiro vai passar de uma retração de 5,8% em 2020 para um avanço de 2,8% em 2021 por conta da melhora do quadro econômico no ano que vem, mas que as despesas seguirão em patamar elevado: o déficit primário atingirá 3,1% do PIB em 2021, enquanto o índice em proporção ao PIB, baixará para 2% no ano seguinte, atingirá 1,3% em 2023 e alcançará 0,6% em 2024.

Nesse contexto de elevação de gastos oficiais, o déficit nominal – que leva em conta também o pagamento dos juros da dívida – aumentará de 6% do PIB em 2019 para 16,8% neste ano, marca bem superior aos 9,3% estimados em abril. Em 2021, o indicador deverá baixar, mas ainda chegará a 6,5% do PIB, nível pouco maior do que a previsão anterior de 6,1%.

Já a dívida bruta, como proporção do PIB, deverá ultrapassar os 100% neste ano, chegando a 101,4% – em abril, a projeção era de que o indicador chegasse a 98,2% neste ano. A expectativa é de crescimento até 2025. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

 

 

Leia Também
Bolsonaro exalta auxílio, mas diz que ele “não é para sempre”
Reforma tributária não sai em 2020, diz presidente da comissão dedicada ao tema
Bolsonaro anuncia apoio a saudita para comando na OMC
Brasil não vai retomar PIB pré-covid, diz economista

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome